quinta-feira, 21 de abril de 2011

GRUPOS QUE COMPRARAM PACOTES DE VIAGEM PARA ARGENTINA ENFRENTAM PROBLEMA PARA EMBARCAR


SÃO PAULO - Dois grupos que compraram pacotes para passar o feriado de Páscoa em Buenos Aires, na Argentina, encontram dificuldade desde a noite desta quarta-feira para embarcar em voos partindo do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Um deles, de 230 pessoas, deveria ter partido do terminal às 2h. Eles compraram pacotes na agência de viagem CVC, com chegada prevista para esta manhã na capital argentina, em voo da companhia Whitejet, mas só devem deixar São Paulo nesta tarde.
O desejo de passar o feriadão na Argentina também se transformou em frustração para outro grupo. Eles deveriam ter embarcado na noite desta quarta-feira pelas Aerolíneas Argentinas. Uma passageira iria para o casamento da irmã e perdeu a cerimônia no civil, mas ainda tem esperança de chegar a tempo para a festa. 

- Deu 2h e começaram a mudar os horários do voo. Esse voo já foi para as 8h e, agora, está para as 13h10m - contou o gerente de produtos Fernando Marchiori, um dos passageiros que comprou passagem da CVC. 

Tanto os representantes da companhia aérea quanto os da agência falaram ao grupo que a viagem não pôde ser feita por causa do mau tempo na Argentina, mas durante a madrugada e nesta manhã outros voos programados para Buenos Aires decolaram de Guarulhos. Os passageiros procuraram a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para registrar a reclamação. Alguns desistiram do passeio.
- Segunda-feira eu tenho uma reunião importante e eles não me garantem a volta no prazo, no horário - diz Mário Agostino, gerente de controladoria. 

A agência de turismo CVC informou que o problema foi de responsabilidade da companhia aérea que, por condições operacionais e de segurança, não pôde fazer a viagem. A agência disse, ainda, que a Whitejet ofereceu hotel, transporte e refeição para os passageiros.

fonte/OGlobo
Enhanced by Zemanta

CAMINHÃO BATE EM PORTA DE AERONAVE DA TAM ESTACIONADA NO PÁTIO DO AEROPORTO DE NATAL

 Um caminhão utilizado para abastecer as aeronaves com alimentos se chocou contra a porta traseira de um avião da TAM, na manhã desta quinta-feira, no aeroporto Augusto Severo, em Natal. O acidente aconteceu por volta das 6h, quando a aeronave estava estacionada no pátio. O avião seguiria para Salvador e Guarulhos, na Grande São Paulo.
Para verificar as avarias na aeronave, a TAM reacomodou os passageiros em outros voos da companhia, um deles em um avião reserva e um segundo que partiu às 15h para Guarulhos. Parte dos passageiros desistiu da viagem. 

A TAM ainda tentou acomodar alguns deles em hotéis de Natal, mas, por conta do feriadão prolongado, não foi possível encontrar hospedagem para todos os passageiros.


fonte/OGlobo

INFORMAÇÃO ATUALIZADA - FILHAS DO EMPRESÁRIO ESTÃO VIVAS

Incluídas na lista de passageiros do avião Seneca, as duas filhas do empresário e sócio da Amazonaves Táxi Aéreo, Antônio Picão Neto, não embarcaram. Segundo familiares, as moças de 18 e 22 anos, que não tiveram os nomes divulgados, desistiram da viagem. Apenas a esposa de Picão, Luciana, e o filho mais novo do casal, Mateus, 12, estavam na aeronave.

Os três homens, as três mulheres e o menino iriam a Santarém (PA), onde passariam o feriado prolongado na praia de Alter do Chão. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que não falará sobre o acidente.

fonte/EmTempo

AVIÃO CAI EM MANAUS E SETE MORREM



Manaus - Um avião modelo Sêneca, de prefixo PT-EFS, caiu na pista do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, às 14h50 desta quinta-feira (21). O Corpo de Bombeiros confirmou que as sete pessoas que estavam dentro da aeronave morreram.

De acordo com informações da assessoria da Infraero, o acidente aconteceu quando o avião tentava decolar. O avião pertencia a empresa Amazonaves.

O corpo de três homens, três mulheres e uma criança do sexo masculino foram identificados no local. Funcionários da empresa Amazonaves informaram que o proprietário da empresa, Antônio Picão, era um dos passageiros. Além deles, um cachorro que estava na aeronave morreu.

O piloto Galdino Luz disse que pilotou a aeronave recentemente e que ela estava com a manutenção em ordem e em boas condições de voo. Ele declarou que a aeronave era considerada nova.
Pessoas que estavam no Aeroporto Eduardo Gomes e se preparavam para viajar foram informados que os voos e decolagens foram suspensos.

Histórico
Há registros de pelo menos quatro outros acidentes com aeronaves da empresa Amazonaves nos últimos nove anos. O último ocorreu em 2007.
Um avião bimotor modelo Seneca II, prefixo PT-WIG, caiu no condomínio residencial Dilma Toledo, próximo ao Aeroclube do Amazonas, no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. A aeronave atingiu uma casa que estava em construção. No avião estavam apenas o piloto e um passageiro, que tiveram ferimentos graves. Na ocasião, o piloto, Leandro Costa, 25, informou que houve problemas mecânicos no motor depois da decolagem. Ele tentou retornar ao aeroclube, mas a aeronave acabou caindo no condomínio.
Em maio de 2002, houve um acidente com um Minuano (BEM-720 D) da empresa, prefixo PT-OFA, que fazia um vôo de experiência (vôo local), após serem realizadas uma inspeção geral (1.000 horas). O piloto saiu gravemente ferido.
O mais grave ocorreu em 2003, quando um outro Minuano (EMB-720 D), prefixo PT-VCB, sofreu um acidente quando decolou de Tefé (a 523 quilômetros a oeste de Manaus) para São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros a noroeste de Manaus), levando o piloto e um passageiro. A aeronave foi localizada cerca de três meses depois submersa em um lago próximo à comunidade indígena de Maguari. Encontrava-se de dorso com a bequilha quebrada, apresentando danos estruturais leves. Os dois ocupantes morreram no acidente.

fonte/foto/D24Am
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...