quinta-feira, 8 de outubro de 2015

JATO EXECUTIVO DERRAPA NA PISTA DO AEROPORTO DE JACAREPAGUÁ, RIO

Um jato executivo ultrapassou a pista e entrou no gramado do Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O acidente aconteceu quando a aeronave estava pousando. Não há registro de feridos. Técnicos do aeroporto tentam retirar o avião do local.

fonte/G1






















































IBERIA 6313 QUASE TOCA EM CARROS AO POUSAR NA COSTA RICA


 




Um Airbus 340 da Iberia, procedente de Madrid, foi obrigado a alterar o plano de aterragem no aeroporto internacional Juan Santamaría, em San José, na Costa Rica, no passado dia 4 de outubro, devido às características do vento.

O aparelho foi descendo de forma suave na aproximação à pista mas acabou por surpreender os condutores dos veículos que circulavam na estrada ao lado do aeroporto, uma vez que, passou a poucos metros de altura do solo e quase pareceu "tocar" nos veículos, noticia o "El Mundo".Várias pessoas gravaram o momento, filmando e fotografando, e levantaram-se dúvidas sobre as condições de segurança da manobra. Mas tanto a transportadora aérea espanhola como o aeroporto de San José garantem que foi uma aterragem controlada e que respeitou os parâmetros mínimos exigidos.

"Sempre se aterrou assim", explicou Laura Tirado, assessora da Iberia em Espanha, citada no "El País". Referindo outros aeroportos com condições de aterragem semelhantes, como Quito e Guayaquil, no Equador, sublinhou que a diferença "é que desta vez se gravou em vídeo".

José Luís Granados, taxista há 15 anos que reside perto do aeroporto, diz nunca ter visto uma aterragem tão próxima do solo como a do passado domingo. "Dizem que foi uma aterragem normal por causa do vento, mas garanto que isso não é verdade. O avião foi muito baixo", afirmou a um jornal.

fonte/foto/JN.pt

HERÓI OU IRRESPONSÁVEL ?????

EA_PA_E2523

Aterragem de emergência de um caça da Patrulha Águila gera polêmica em Espanha

O piloto ignorou o protocolo que recomenda abandonar o avião e aterrou sem trem de aterragem. Alguns consideram-no um herói e outros que ele deve ser sancionado. Um caça C-101 da Patrulha Águila do Exército do Ar, protagonizou na semana passada uma cena de tensão no aeroporto de Múrcia. O piloto detectou que o trem de aterragem do avião estava bloqueado na fuselagem e decidiu aterrar de barriga. Os factos ocorreram no passado dia 29 de Setembro e, por sorte, o piloto saiu são e salvo. Tratava-se de um voo de treino de rotina para afinar as exibições que a Patrulha Águila tem previsto para este Outono, incluindo o desfile aéreo do dia 12 de Outubro, em Madrid.

O piloto – um dos mais experientes daquela patrulha acrobática – comunicou com a torre de controlo do aeroporto de Múrcia-San Javier e as autoridades iniciaram o protocolo de emergência com os bombeiros e equipas de segurança ladeando a pista entretanto encerrada para a aterragem de emergência. O avião reduziu drasticamente a sua velocidade enquanto sobrevoa a pista até que a barriga toca o solo e, após deslizar durante alguns metros, o C-101 imobilizou-se. O piloto saiu pelo seu próprio pé do caça.

Segundo fontes do Exército do ar tratou-se de uma manobra “extremamente complexa e perigosa” cujo resultado foi positivo neste caso, com o piloto a sair ileso e o avião a sofrer graves danos, mas sem causar mais problemas do que um encerramento durante o espaço de tempo necessário para limpar a pista de todos os componentes que se libertaram do caça. Para as mesmas fontes, a manobra foi de uma “heroicidade” digna de um piloto com muita experiência e destreza, mas todos consideram que “colocou a sua vida em perigo sem necessidade”. Outros consideram que cometeu uma grave imprudência. Numa situação deste tipo, o protocolo dita que o piloto deve dirigir o avião para o mar, estabilizá-lo e ejetar-se.

fonte/foto/NewsAvia

AVIÃO COM TRÊS TRIPULANTES CAIU A 1 KM DA PISTA, DIZ FAB


A aeronave Neiva EMB-721C (Sertanejo) com três tripulantes caiu logo após a decolagem, a aproximadamente 1 km da cabeceira da pista, de acordo com a assessoria de comunicação social da FAB (Força Aérea Brasileira). O acidente ocorreu por volta das 9h de ontem (6), na Fazenda Guanabara, região do Pantanal, a 120 quilômetros de Coxim.

Uma das vítimas do acidente, o padre Ernesto Pradebon, 80 anos, chegou a ser socorrido, mas sofreu parada cardiorrespiratória e morreu. O sobrinho dele, Luiz Eduardo Pradebon, 46, foi levado ao hospital de Coxim e liberado no mesmo dia. O piloto José de Arimatéia, 63, foi encaminhado à Santa Casa de Campo Grande, onde recebeu alta no final da tarde de ontem.

O corpo do padre foi liberado por volta da 3h de hoje e levado à cidade de Santa Maria (RS) para ser velado na Paróquia Nossa Senhora da Glória. O líder religioso estava em Mato Grosso do Sul há uma semana e pescava com a família. Conforme informações do padre Chico Figueiró, o sepultamento será em Vale Vêneto (RS) na tarde de hoje, no Cemitério dos Padres e Irmãos Palotinos.

Investigação - As investigações serão realizadas pelo Seripa (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidente Aéreos) e Polícia Civil de Coxim. Conforme a FAB, uma equipe do Seripa já foi encaminhada a região para apurar as causas do acidente. As investigações realizadas pela comissão tem como objetivo a prevenção de acidentes aeronáuticos.
A Polícia Civil aguarda um engenheiro da aeronáutica para fazer a perícia no local do acidente, área de difícil acesso. Conforme a delegada Sílvia Elaine Girardi dos Santos, os dois ocupantes da aeronave e testemunhas devem ser ouvidos a partir de amanhã.
Segundo ela, foi instaurado inquérito policial que tem 30 dias para ser concluído, mas pode ser prorrogado. O caso foi registrado como morte a esclarecer e com as investigações, a polícia vai identificar as causas do acidente, se houve crime ou foi acidente.

fonte/CampoGrandeNews

DOIS PILOTOS DESAPARECEM EM VOO PARTICULAR PARA PARÁ DE MINAS

Dois pilotos estão desaparecidos, desde a manhã dessa terça-feira (6), após decolarem de Caratinga, na região do Rio do Doce, com destino a Pará de Minas, na região Central do Estado. O avião deveria ter pousado por volta das 13h, mas até as 15h não havia chegado. Ainda não se sabe onde a aeronave está e o que teria acontecido.

Amigos começaram a ligar para os pilotos, assim que foram informados pelo mecânico que os aguardava de que os pilotos não tinham pousado, mas os celulares não estão nem chamando. A Aeronáutica foi avisada ainda nessa terça, mas aguardou o prazo de 24h para levantar voo e começar as buscas por ar.

"A aeronave estava com os documentos vencidos. Eles estavam indo na oficina de Pará de Minas para fazer a renovação do documento. Não podiam fazer plano de voo, porque não seria autorizado a decolagem de Caratinga, porque precisa do documento IAM", explicou o também, piloto Dennis Campos, que é amigo dos homens que desapareceram com a aeronave.

Estavam no avião Fausto Mesquita e João Paulo Araújo, naturais de Governador Valadares, na região do Rio Doce. A aeronave pertence a Araújo, segundo Campos.

"O tempo não está bom aqui na região e o avião não estava com todos os instrumentos funcionando bem, não tinha como realizar um voo por instrumentos", completou Campos.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) informou à reportagem de O TEMPO que foi notificado do desaparecimento da aeronave às 21h50 dessa terça-feira(6). Na manhã desta quarta-feira (7), uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) deu início às buscas na rota prevista pelo monomotor Corisco, prefixo PT-NKU (Caratinga/Pará de Minas).

O órgão alegou ainda que sabe apenas que são dois pilotos, mas não tem identificação confirmada deles.

fonte/OTempo 

dados da aeronave via RAB


MATRÍCULA: PTNKU
 
 
Proprietário:
JOAO PAULO GOMES DE ARAUJO
CPF/CGC:

Operador:
JOAO PAULO GOMES DE ARAUJO
CPF/CGC:

 
Fabricante:
NEIVA
Modelo:
EMB-711C
Número de Série:
711128
Tipo ICAO :
P28R
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR CONVENCIONAL
Peso Máximo de Decolagem:
1202 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
003


Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
9337
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
110811


Data de Validade do CA:
06/05/17
Data de Validade da IAM:
290815
Situação de Aeronavegabilidade:
CERTIFICADO DE AERONAVEGABILIDADE (CA) SUSPENSO
Motivo(s):

  • IAM vencida
  • Consulta realizada em: 08/10/2015 09:11:27

    MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

    Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...