quarta-feira, 5 de setembro de 2012

GAROTO COM SÍNDROME DE DOWN É IMPEDIDO DE EMBARCAR EM VOO





 Alegam segurança, é mais fácil um terrorista entrar em um avião que uma criança.....

Um casal da Califórnia, nos EUA, disse terem sido impedidos de viajar com o filho, que tem síndrome de Down, na primeira classe de um voo do aeroporto de Newark, em Nova Jersey, de volta para a casa da família, em Porterville.

De acordo com o “Huffington Post”, Joan e Robert Vanderhorst, disseram já ter viajado sem nenhum problema com o filho Bede pelo menos outras 30 vezes. “Minha esposa disse: ‘Bede nunca voou de primeira classe. Ele vai ficar empolgado’”, contou o pai.

O casal então gastou mais US$ 625 (cerca de R$ 1.250) para mudar para a primeira classe de um voo da American Airlines, mas ao tentarem embarcar foram avisados por um funcionário da companhia que não poderiam ir naquele avião porque o piloto dizia que Bede representava “um risco” para o voo.

Joan gravou o episódio com a câmera do celular. No vídeo, é possível ver o garoto brincando com um boné ao lado da fila, enquanto os pais discutem com o funcionário.

“Nunca algo assim havia acontecido com a gente. Por isso é tão chocante. Ele costuma nos trazer sorte, coisas boas acontecem quando Bede está conosco”, disse o pai Robert ao “Daily News”.

Os pais contaram à emissora KTLA que foram informados que o comportamento do garoto poderia atrapalhar o piloto, já que os assentos da primeira classe ficam muito próximos da cabine. “Nosso filho não é diferente de uma criança de 4 ou 5 anos no comportamento”, disse o pai.

Um porta-voz da American Airlines disse que o garoto estava agitado e correndo ao redor da área de embarque, o que fez com que os funcionários decidissem que ele “não estava pronto para o voar”.

Segundo Robert, o menino não correu, fez barulho ou causou qualquer outro distúrbio antes do voo. A família foi retirada do portão de embarque por autoridades do aeroporto e levada para um voo da United Airlines. Eles não receberam o dinheiro do upgrade do voo de volta, segundo a KTLA.

No voo seguinte, afirmam, eles foram colocados no final da aeronave. “Pela segunda vez, nós fomos discriminados, segregados”, reclama Robert, que pretende processar a American Airlines. Segundo o pai, o filho não se perturbou com o incidente, e cumprimentou todos no novo voo.
“Foi humilhante, horrível. Fomos tratados como criminosos”, disse Robert ao “Daily News”.

fonte/G1

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/09/garoto-com-sindrome-de-down-e-impedido-de-embacar-em-voo.html

Enhanced by Zemanta

COMPANHIAS AÉREAS SERÃO JULGADAS POR DESTRUIÇÃO EM ATAQUES DE 11/9

Um juiz dos Estados Unidos decidiu que a American Airlines, controlada pela AMR, e a United Continental devem ser julgadas por reivindicações relacionadas aos ataques de 11 de setembro de 2001 que destruíram as torres do World Trade Center, em Nova York, quase 11 anos atrás, segundo documentos judiciais. Em julho de 2001, dois meses antes dos ataques, a World Trade Center Properties (WTCP) comprou arrendamentos de 99 anos para quatro prédios do World Trade Center da Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey, por US$ 2,8 bilhões. 

No processo contra United Airlines e American Airlines, a WTCP alega que, se não fosse pela negligência das companhias aéreas, "os terroristas não teriam embarcado, sequestrado as aeronaves e atirado os aviões contra as Torres Gêmeas" em 11 de setembro de 2001, de acordo com documento do tribunal de Nova York. A empresa alega danos de US$ 8,4 bilhões causados pelas companhias aéreas, que seria o custo estimado para a reposição das torres. O juiz Alvin Hellerstein limitou o valor da propriedade destruída em US$ 2,8 bilhões, preço pago pela WTCP pelos arrendamentos.

Os réus negaram a acusação de negligência e disseram que o caso não deve ir a julgamento porque a WTCP recuperou US$ 4,1 bilhões das companhias de seguros. Hellerstein afirmou que, nesta etapa, não poderia determinar razoavelmente se a alegação dos réus sobre as coberturas das seguradoras recebidas pela WTCP cobriram os danos que a empresa busca receber das companhias aéreas.

fonte/Reuters/Terra

CURY CULPA FALTA DE PISTA PELA SAÍDA DA EMPRESA

O prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury (PSDB), culpou a falta de uma pista para testes de aeronaves na cidade pela saída de empresas médias e pequenas do setor aeronáutico.
 
“Esse tipo de empresa tem necessidade de ter uma pista à disposição e em São José isso depende de uma decisão da Infraero e do governo federal”, disse Cury.
 
Anteontem, a Novaer Craft, que emprega 100 funcionários em São José, anunciou a construção de uma fábrica em Santa Catarina e a saída definitiva da cidade.
 
No ano passado, a Krauss Aeronáutica mudou-se para Campanha (MG) em busca de apoio da prefeitura e para formar mão-de-obra especializada.
 
A abertura de um polo aeronáutico em São Bernardo do Campo, anunciado em 2011, é visto por empresários como ameaça para tirar mais empresas da cidade.
 
Para Cury, no entanto, a prefeitura vai esperar a definição do governo federal sobre a ampliação do aeroporto de São José antes de pensar em qualquer projeto de uma outra pista.
 
“São José possui uma pista com 95% de ociosidade, com torre de controle já instalada, além de um terreno com mais de 2 milhões de metros quadrados, com os principais acessos à Dutra, Carvalho Pinto e Tamoios, aguardando apenas a liberação para expandir sua utilização”, disse.
 
“Considerando tudo isso, a prefeitura não vê como uma opção preferencial investir recursos públicos na construção de uma pista municipal, o que seria uma obra de altíssimo custo e muito demorada, se levarmos em conta as fases de projetos e licenças ambientais necessárias.”

Cadeia produtiva.Na avaliação de Cury, é mais proveitoso manter a cadeia produtiva em torno de empresas consolidadas como a Embraer, terceira maior fabricante de aviões do mundo, do que se preocupar com a eventual saída de pequenos negócios, muitos deles experimentais.
Quanto ao setor na cidade, o prefeito mantém o otimismo de que o APL (Arranjo Produtivo Local) aeronáutico continuará em expansão. Hoje, 120 empresas estão registradas.
“São José tem perfeitas condições de receber novas empresas do setor, como as que se instalaram no Parque Tecnológico no último ano.”

Diversificação. Empresários discordam de Cury e defendem a diversificação das empresas no setor aeroespacial e de defesa na cidade, não apenas aquelas que fazem parte da cadeia de fornecedores da Embraer. “Uma indústria aeronáutica pujante não é feita de uma só empresa, mas de diversificação dos setores. Não dá para ter uma visão apenas local”, disse o engenheiro Carlos Aquino, CEO da Aerolink do Brasil.
Uma das saídas apontadas por ele para as empresas é a construção de uma pista privada em Caçapava, empreendimento que recebeu a licença de instalação (leia texto nesta página). “A indústria aeroespacial exige a visão macro, pensando no mercado internacional. A pista é essencial nesse ponto”, disse. 

fonte/OVale

TREMOR DE MAGNITUDE 7,9 ATINGE COSTA RICA, COM ALERTA DE TSUNAMI

State Flag of Costa Rica
 (Photo credit: Wikipedia)
Um terremoto de magnitude 7,9 na escala Richter foi registrado na manhã desta quarta-feira na Costa Rica, na América Central, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos. 

Segundo o órgão americano, que monitora a atividade sísmica em todo o mundo, o abalo foi registrado a 20 km de profundidade, por volta das 8h45 locais (11h45 em Brasília). 

O epicentro do terremoto foi perto de Samara, uma área costeira no Pacífico, cerca de 151 quilômetros a oeste da capital, San José, onde prédios foram esvaziados, mas sem registro de vítimas ou prejuízos. 

Por meio da televisão costa-riquenha, moradores da península de Nicoya, onde ocorreu o epicentro, relataram sobre o susto provocado pelo tremor. Porém, não relataram danos graves nem feridos no local. 

Devido aos tremores, os serviços de telecomunicações e de energia elétrica foram cortados no período. 

TSUNAMI
Após o abalo, um alerta de tsunami foi emitido para a costa oeste do México e das Américas Central e do Sul pelo Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico.
O aviso foi repetido pela Marinha do Chile, país que foi afetado por ondas gigantes em um terremoto em 2010.
Além dos dois países, Panamá, Nicarágua, El Salvador, Honduras, México, Colombia, Equador, Guatemala e Peru podem ser afetados pelo tsunami.
Os cientistas ainda não têm informações se o fenômeno ocorreu no oceano.

fonte/FolhaSP 
Enhanced by Zemanta

VIRGIN - ACUMULE MILHAS E VÁ PARA O ESPAÇO




É importante premiar participantes de um concurso com um prêmio realmente bom, certo? A Virgin foi além. Inventou um prêmio único.

Por que não uma viagem ao espaço para quem acumular mais milhas em um ano? (é sério e justo, não?)

Quer participar? Virgin Galactic suborbital space flight.

Viajar para fora do Planeta já está tão próximo que virou até prêmio de concurso…

FONTE/UPDATEORDIE(dica da updater Fabiane Secches via @GOOD)

AEROMOÇA FICA BÊBADA EM VOO E TOMA OITO VEZES O QUE É PERMITIDO


 Stephanie Partington, 24, foi presa quando o avião da companhia Emjirates chegou à cidade de Birmingham, após colegas reclamarem do seu comportamento. 

Exames mostraram que o nível de álcool em sue sangue era oito vezes o superior permitido para atendentes de voo. 

Fiona Davis, advogada de acusação, disse ao site "Daily Mail", que Stephanie estava trabalhando no fundo do avião quando um comissário notou que ela estava falando muito alto.
"No fim do voo pediram que ela preenchesse alguns documentos e o comissário notou que sua letra estava ilegível", contou. 

Após o voo de sete horas, ele chamou a polícia quando o avião chegou em Birmingham. 

A aeromoça se declarou culpada. Sua advogada, Lois Cullen, disse que sua cliente tinha ido a uma festa no dia anterior e foi chamada apenas três horas antes do voo. 

Stephanie teria aceitado fazer o voo pois queria causar uma boa impressão e se mostrar disponível. 

Além de ter sido demitida, Partington recebeu uma multa no total de 210 libras (cerca de R$ 635).

fonte/foto/G1 



VÍDEO - EMBRAER PHENOM 300 - PRODUTO MADE IN BRASIL . NOTA 1000

 fonte/ForumContatoRadar/YouTube

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...