segunda-feira, 26 de outubro de 2009

JU-52 DA FAP NO MUSEU DA TAM

ju52

O Museu “Asas de um Sonho” da TAM recebeu no dia 8 de outubro, a doação de uma aeronave Junkers Ju-52 que pertenceu à Força Aérea Portuguesa. Em troca, será entregue uma réplica do 14 Bis, construída no Brasil, para compor o acervo do Museu do Ar de Portugal.

O Junkers está totalmente desmontado e vai exigir um trabalho muito grande para ser r estaurado. É possível que a pintura seja feita nas cores da Vasp ou do Sindicato Condor.

Em 1937 a FAP adquiriu dez unidades da versão g3e, sendo que outras duas vieram em 1951 (duas da versão g7e). Um outro lote de 14 aeronaves chegou em 1962. Estas últimas eram Amiot AAC-1 Toucan, fabricados em França.

Eram aviões de uso civil até o início das guerras coloniais, quando passaram a ser utilizados como aviões de transporte e lançamento de pára-quedistas.

fonte/MuseuTAM/foto/FAP

FOTOS DA FORÇA AÉREA ARGENTINA NA SALITRE 2009

Formação Salitre 2009 - foto 2 site FAA

Formação Salitre 2009 - foto site FAA

A-4 AR na Salitre 2009 - foto 6 FAA

A-4 AR na Salitre 2009 - foto FAA

A-4 AR na Salitre 2009 - foto 5 FAA

A-4 AR na Salitre 2009 - foto 3 FAA

A-4 AR na Salitre 2009 - foto 2 FAA

fonte/foto/FAA

ROYAL JORDANIAN FEZ PRIMEIRO VOO COM TRIPULAÇÃO 100% FEMININA

A Royal Jordanian marcou a história da aviação ao realizar o primeiro voo comercial internacional com uma tripulação exclusivamente feminina.

Que o pessoal de cabine nos voos comerciais seja maioritariamente feminino não é mais que habitual, e ao longo dos anos têm sido crescentes os casos de mulheres que desempenham o papel de comandante da aeronave ou co-piloto. Mas que toda a tripulação seja feminina é uma estreia que a Royal Jordanian assegurou, ao ter realizado semana passada um voo nessas condições, entre Atenas e Amã.

Carol Rabaldi e Hadell Khamash, piloto e co-piloto, dirigiram o voo, e integram um conjunto de quatro mulheres que desempenham estas funções na Royal Jordanian.

Mesmo assim este não foi o primeiro voo comercial internacional com uma tripulação constituída exclusivamente por elementos do belo sexo, a TAP, em Março de 2008, para comemorar o Dia Internacional da Mulher realizou um voo para Belo Horizonte com tripulação feminina.

Também já existiram alguns casos de voos internos nas mesmas condições, por exemplo nos Estados Unidos, onde este ano foi notícia já não o primeiro voo comercial interno com tripulação composta só por mulheres, mas o primeiro voo com uma tripulação exclusiva de mulheres de cor, na Atlantic Southeast Airlines.

fonte/Turisver foto/AFP

INCIDENTES COM HELICÓPTEROS MATAM 14 AMERICANOS NO AFEGANISTÃO




Pelo menos 14 americanos, entre militares e civis, morreram em dois incidentes envolvendo helicópteros nesta segunda-feira (26) no Afeganistão.

No mais grave deles, um helicóptero caiu devido a "razões não confirmadas" na província de Badghis, oeste do país, matando sete soldados e outros três civis, todos americanos.

Outros 12 americanos e 14 afegãos teriam ficado feridos no incidente.

Em outro incidente, quatro soldados americanos morreram e outros dois ficaram feridos em uma colisão de dois helicópteros no ar.

Este incidente ocorreu no sul do Afeganistão, mas o local exato não foi divulgado.

Talebã

De acordo com o correspondente da BBC em Cabul Charles Haviland, as declarações foram confirmadas pela Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf, na sigla em inglês), a missão militar liderada pela Otan no Afeganistão.

Os Estados Unidos, que têm milhares de soldados atuando na Isaf, disse que nenhum dos dois incidentes foi aparentemente provocado por fogo inimigo.

O Talebã, no entanto, afirma que foi o responsável pelo ataque de Badghis. Um porta-voz disse à agência de notícias AFP que militantes tinham disparado contra o helicóptero americano.

O número de mortes de soldados estrangeiros no Afeganistão neste ano é o mais alto desde a derrubada do Talebã em 2001.

Entre os mortos estão dezenas de americanos, mais da metade do total de soldados estrangeiros mortos no país.

O pior incidente com mortes entre militares americanos no Afeganistão ocorreu em junho de 2005, quando um helicóptero Chinook foi derrubado no leste do país, na província de Kunar, matando 16 pessoas.

fonte/BBC Brasil

JUÍZA DÁ 30 DIAS PARA CENIPA APRESENTAR RELATÓRIO DE ACIDENTE DO VOO 3054 DA TAM

A juíza Paula Mantovani Avelino, da 1ª Vara Federal Criminal de São Paulo, determinou na sexta-feira (23) que o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) apresente em 30 dias seu relatório sobre a tragédia do voo 3054 da TAM, que deixou 199 mortos em julho de 2007. No mês passado, a Polícia Federal concluiu o inquérito sem apontar culpados pelo acidente. O Ministério Público Federal (MPF) também se manifestou pela juntada do relatório do Cenipa antes de decidir se oferecerá ou não denúncia (acusação formal) contra eventuais envolvidos no acidente.

O relatório dos militares está em fase final de elaboração. Os peritos brasileiros já concluíram os trabalhos de coleta e análise dos dados. Mas a legislação da Organização de Aviação Civil (Icao, na sigla em inglês) estabelece que, antes da divulgação, as conclusões devem ser submetidas a "representantes acreditados" - órgãos de investigação de acidentes aeronáuticos de outros países - para que façam comentários. Essas observações podem ou não ser incorporadas ao relatório final. Caso o Cenipa não concorde, os comentários seguem num relatório anexo, como na investigação do acidente da Gol.

Procurado, o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (Cecomsaer) informou na sexta-feira (23) que a Força ainda não foi notificada da decisão. Assinalou que o relatório do Cenipa está em fase final de elaboração e que cumpre decisões judiciais.

fonte/Agência Estado

PILOTO ACIDENTADO NOS EUA TINHA PROBLEMA DE VISÃO

Um piloto americano de Ohio de 86 anos que tripulava um avião que caiu em 08 de junho do ano passado - matando ele mesmo e cinco passageiros - havia sido alertado para não pilotar mais por seu médico oftalmologista, informaram investigadores federais na sexta-feira (23).

Gene Damschroder na frente de um avião da II Guerra Mundial no Aeroporto Fremont (14G), em Ohio, nos EUA - Foto: Arquivo da família

A Agência de Segurança dos Transportes (National Transportation Safety Board, NTSB), informou em um relatório divulgado nesta semana que Gene Damschroder estava sendo tratado por degeneração ocular nos últimos dois anos.

No entanto, em um certificado médico que ele preencheu, em 2007, ele negou ter qualquer problema de visão, segundo a agência.

Damschroder voava na região do aeroporto de Fremont (Ohio) quando o acidente ocorreu. Testemunhas afirmaram que o Cessna que ele pilotava estava em baixa altitude antes de cair.

De acordo com o relatório, ele havia se envolvido em outros quatro acidentes entre 1998 e 2008 - o último deles em 30 de maio do ano passado, quando se preparava para pousar em Fremont. Na época, ele alegou que a luz do sol o impediu de ver outra aeronave próxima.

O filho do piloto, Rex Damschroder, diz acreditar que os reflexos prejudicados por causa da idade avançada podem ter atrapalhado seu pai e causado o acidente.

A NTSB deve divulgar um comunicado a respeito do ocorrido em 3 de dezembro.

fonte/Associated Press/Olhar Direto

TRABALHADORES DESPEDIDOS POR JUSTA CAUSA NOS AEROPORTOS DE PONTA DELGADA E HORTA, NOS AÇORES

Dezoito trabalhadores da segurança privada dos aeroportos de Ponta Delgada e Horta foram despedidos com justa causa.

A empresa argumenta que os funcionários não cumpriram os serviços mínimos decretados para a greve de dois dias no passado mês de Agosto.

Grande parte dos funcionários que recebeu a carta de despedimento trabalha no aeroporto da Horta. A empresa avançou com um despedimento imediato por faltas injustificadas.

Alegadamente, nos dias 13 e 14 de Agosto, os trabalhadores não cumpriram os serviços mínimos decretados pela Secretaria do Trabalho.

A greve abrangia os aeroportos de Santa Maria, Ponta Delgada, Horta e Flores, mas os despedimentos reportam-se apenas a Ponta Delgada e Horta.

A empresa não quis comentar o assunto.

O sindicato que representa os trabalhadores diz que vai contestar os despedimentos em tribunal. O sindicato argumenta que o Governo Regional não tem competência para fixar serviços mínimos.

fonte/Jornal da Tarde - RTP/Açores fot/divulgação

AVIÃO FAZ POUSO FORÇADO EM RONDANÓPOLIS, MATO GROSSO









Os ocupantes de uma aeronave levaram um grande susto durante as comemorações do “Dia do Aviador”, na manhã de sexta-feira (23), no Aeroporto Municipal “Maestro Marinho Franco”. Uma aeronave teve de pousar, após o sobrevoo pela cidade, sem o trem de pouso. Ninguém saiu ferido.

Conforme o funcionário público Altino Miranda, ele e sua família estiveram no aeroporto para participar das festividades. “Fomos gentilmente convidados para participar de um voo panorâmico na cidade. Ficamos extremamente agradecidos pelo convite que nos foi feito”, contou. O modelo e o prefixo da aeronave não foram informados.

Altino Miranda relatou que a decolagem transcorreu sem problemas, mas, no momento da aterrissagem da aeronave, houve o problema. Ele diz que o trem de pouso da aeronave deixou de funcionar no exato momento da aterrissagem no aeroporto. “O avião pousou literalmente de barriga. Felizmente, os danos foram apenas materiais, e Deus nos ajudou que nada de mais grave pudesse acontecer”, externou.

O funcionário público acrescentou que foi, principalmente, graças à experiência e habilidade do piloto que, no momento de perigo, soube conduzir a aeronave com tranquilidade. “Um grande abraço aquele piloto e que continue vivendo e pilotando por muitos e muitos anos”, desejou, não sabendo informar o nome do aviador.

Para muitos, a comemoração do Dia do Aviador acabou sendo de expectativas frustradas. Isso porque muitas pessoas da sociedade local foram até ao aeroporto, a fim de fazer passeios gratuitos de avião, mas não conseguiram. Organizadores fizeram o compromisso de fazer o sobrevoo gratuito com crianças e pessoas carentes que nunca haviam voado de avião, mas a grande maioria foi barrada na entrada no aeroporto.

fonte/A Tribuna de Mato Grosso foto/divulgação

HELICÓPTERO AVARIO-SE AO FAZER RESGATE MÉDICO EM VILA VELHA DE RÓDÃO, PORTUGAL

Um helicóptero Kamov avariou-se na noite de sexta-feira (23) em Vila Velha de Ródão, quando se preparava para efetuar um resgate médico no local de um acidente na auto-estrada A23.

Uma fonte da Autoridade Nacional da Proteção Civil disse à agência Lusa que o aparelho se deslocou para o local do acidente, mas quando se preparava para levantar novamente e transportar uma mulher que ficou ferida foi "detectada uma avaria", que não foi especificada.

Posteriormente, foi chamado um outro helicóptero do INEM para se dirigir ao local, mas as condições climatéricas impediram o voo.

A paciente acabou por ser transportada para o Hospital de Castelo Branco.

Neste acidente ficaram feridas quatro pessoas e a auto-estrada chegou a estar cortada ao trânsito.

fonte/IOL Diário / Jornal de Notícias foto/Ag. Lusa

AIR FRANCE PEDE A PILOTOS MAIS ATENÇÃO COM SEGURANÇA

Administradores da Air France enviaram uma carta aos pilotos da empresa aérea pedindo uma observância maior dos procedimentos de segurança, depois de um acidente fatal em junho, divulgou o jornal La Tribune.

O jornal disse que a administração da Air France estava respondendo à pressão de sindicatos de pilotos para reformar regras de segurança depois da queda do voo AF447, que seguia do Rio de Janeiro para Paris em junho, e que matou 228 pessoas.

O jornal disse que o chefe de operações aéreas da empresa, Pierre-Marie Gautron, e o chefe de segurança, Etienne Lichtenberger, escreveram para todos os pilotos da companhia, chamando atenção para incidentes recentes que aconteceram porque alguns pilotos não respeitaram procedimentos de voo.

Os exemplos dados incluíam um avião que levantou voo apesar do alarme que soou durante a decolagem, e reabastecimento incorreto, disse o La Tribune.

"A aplicação simples de procedimentos teriam significado que esses eventos poderiam ter sido evitados. Não precisamos modificar os procedimentos ou criar novos", disseram na carta citada no La Tribune.

fonte/O Globo

HELICÓPTERO MULTI-MISSÃO VAI REFORÇAR SEGURANÇA NO PIAUÍ


O secretário de Segurança Pública do Piauí, Robert Rios Magalhães, conseguiu junto ao ministro da Justiça, Tarso Genro, através do programa Pronasci, recursos para a aquisição de uma aeronave. O helicóptero do tipo multi-missão (foto) tem capacidade para 16 pessoas, custa R$ 14 milhões, e servirá para combater as ações dos bandidos em qualquer ponto do estado, devido à rapidez do seu deslocamento.

O Ministério da Justiça deverá abrir licitação para a aquisição de helicóptero no mês de novembro. Em audiência com o ministro Tarso Genro, ontem (22), em Brasília, o governador Wellington Dias destacou que foram acertados detalhes do convênio a ser celebrado com o Governo Federal.

A aeronave é imprescindível para a atuação do Grupamento Tático Aero-Policial (GTAP), criado por lei pelo Governo de Wellington Dias. "Ele deverá atender não só o Piauí, mas, eventualmente, os estados vizinhos no combate à violência, marginalidade, tráfico de drogas, crime organizado, dentre outros", observa o governador.

Avaliado em R$ 14 milhões, a previsão é que o Estado receba o helicóptero ainda no primeiro semestre de 2010. Em mãos, o governador levou um relatório sobre a atuação do Grupo e os avanços na segurança estadual. "Ocupávamos a 11ª posição no ranking de violência. Hoje, temos o menor índice de homicídio do Brasil", declarou o governador.

fonte/PortaL 45

AH-1W SUPER COBRA LIBERADO PARA A TURQUIA



O Embaixador Norte Americano na Turquia James Jeffrey, disse na sexta-feira que os E.UA concordaram em vender a Turquia o Helicóptero de ataque AH-1W Super Cobra "Whiskey Cobra", atualmente constante no inventário dos Marines Americanos. Jeffrey confirmou a venda, durante uma conferência de imprensa realizada com um grupo de jornalistas turcos em Ankara. O Embaixador se recusou a falar sobre a quantidade, preços e prazos de entrega dos helicópteros de ataque. A Turquia já possui em seu inventario cerca de 6 helicópteros de ataque cobra de uma encomenda anterior de 12 unidades.

[3314811348_56957b4afe.jpg]

No início deste ano Turquia solicitou a compra de cerca de 10 helicópteros Cobra com o custo estimado em cerca de US $ 1,5 bilhão os EUA. Ante a negativa inicial a Turquia recorreu a Rússia a quem solicitou informações acerca dos Helicópteros Mi-28. Ante o anúncio de fornecimento espera-se que a Turquia abandone as negociações acerca da compra do modelo Russo.


Os Cobras devem ser utilizados pelos próximos 5 anos enquanto a Turquia torna operacional seus próprios helicópteros de ataque Mangusta que produz em conjunto com Agusta Westland da Itália. Ainda durante a coletiva o Embaixador norte americano não soube precisar se os EUA teriam removido a objeção de fornecer veículos aéreos não tripulados Predator para a Turquia.

fonte/
Zaman Today/Vinna

FRANÇA E KUWAIT ASSINAM ACORDO DE DEFESA

http://4.bp.blogspot.com/_dTibRPk7UfE/Sqf69OGeaOI/AAAAAAAAAWw/4bc-gJ5YfR8/s400/Rafale.jpg


França e Kuwait assinaram, na última quarta-feira (21), em Paris, um acordo de cooperação no setor militar. O ministro da Defesa francês, Hervé Morin, disse na ocasião que a França está retornando para a o Golfo Pérsico, região de grande importância estratégica global, e lá pretende tomar seu lugar para salvaguardar sua segurança. Já o ministro da Defesa do Kuwait, Sheik Jaber Mubarak Al-Hamad Al-Sabah, declarou que o pacto permitirá maior cooperação estratégica entre as Forças Armadas das duas nações, tomando como base outro acordo, assinado em 1992. Ambos os ministros expressaram a preocupação com o desenvolvimento do programa nuclear iraniano, sublinhando que o fato está causando inquietação e insegurança em todos os estados do Golfo Pérsico.

Além de manifestar interesse na aquisição de outros tipos de equipamentos bélicos, como helicópteros e sistemas de defesa anti-aérea, o ministro do Kuwait informou que a Força Aérea de seu país tem interesse em adquirir o Rafale. Segundo ele, o sinal verde para a compra do avião já foi dado e o caso foi passado para equipes responsáveis pela análise detalhada da oferta francesa. O presidente do país europeu, Nicolas Sarkozy, declarou durante uma visita ao Golfo Pérsico, em fevereiro, que discussões com o governo kuaitiano para o fornecimento de até 18 Rafale estavam em andamento.

Nos últimos meses, a França vem reforçando seus laços com monarquias produtoras de petróleo da região, e já instalou uma base militar permanentes nos Emirados Árabes Unidos ao mesmo tempo que renovou um acordo de defesa existente desde 1995. O país árabe também é um potencial comprador do avião de combate Dassault Rafale, e sua negociação vem acontecendo há algum tempo.

fonte/Tecnologia&Defesa

TAIWAN DEVERÁ APOSENTAR O MIRAGE 2000


CUSTO OPERACIONAL LEVA TAIWAN A CONSIDERAR APOSENTADORIA PREMATURA DA FROTA DE MIRAGE 2000


O Ministério da Defesa de Taiwan esta considerando a proposta de eliminação gradual toda a sua frota de 60 caças Mirage 2000, devido sua baixa disponibilidade e altos custos de manutenção. O problema não é novo, mas tem se agravado nos últimos meses.

O principal problema de sido observado quanto a manutenção dos Mirage 2000 de Taiwan tem sido a ruptura das laminas das turbinas. O que tem resultado em uma queda na média de horas de voo dos pilotos de 15 horas para 6 horas por mês.

Tal redução de nível de horas de voo por si só implica em uma perigosa queda no equilíbrio da capacidade de combate no Estreito de Taiwan onde a China concentra forças desde 1949 epoca em que se refugiaram na ilha ao redor de dois milhões de chineses vinculados ao partido nacionalista Kuomintang, que se opunham ao comunismo imposto por Mao Tse-Tung na China continental que considera Taiwan uma província rebelde e não uma nação independente.


Cabe agora ao Ministério da Defesa de Taiwan verificar se deve manter em operação os Mirage 2000 enquanto aguarda a liberação dos F-16 Block 52 solicitados aos Estados Unidos (O Governo de Taiwan espera que o Presidente Barack Obama anuncie durante a visita em novembro próximo a liberação para a venda ao Pais de 66 F-16 Block 52) ou se deve simplesmente retirar os Mirage 2000 de serviço. Neste meio tempo a Força Aérea deverá envidar esforços junto a Dassault e a Snecma no sentido de obter melhores condições quanto ao fornecimento de peças de reposição em especial um melhor nível de fiabilidade quanto aos problemas de observados nas lâminas das turbinas dos motores da jato Snecma.

Os Mirage 2000 de Taiwan são equipados com os SNECMA M53-P2 inicialmente chamado de M53-7, esta era uma versão mais potente e que foi desenvolvida a partir do ano de 1980, com o objetivo de equipar as versões mais pesadas dos caças Mirage 2000. Sua produção começou em 1984 com o objetivo inicial de equipar os Mirage 2000N. Depois desta versão a Fabricante Francesa Snecma lançou ainda duas outras versões melhoradas da turbina a M53-P20 (versão idêntica ao modelo M53-P2, mas que gerava um impulso máximo de 98,06 kN com pós-combustão) e a M53-PX3 (que possui um melhor aproveitamento de consumo de combustível com uma melhora no seu desempenho) ambas são as versões mais utilizadas pelas forças armadas francesas.

fonte/
Taiwan News /El Tirador Solitário/Vinna

MISSIL FRANCÊS TERIA DERRUBADO AIRBUS DA YEMENIA AIR


Foto de arquivo mostra Airbus A310-300 70-ADJ no Aeroporto Internacional Charles De Gaulle International em Paris (França), em julho de 2002. A aeronave estava em operação pela Yemenia Air desde outubro de 1999. (Foto: Thomas Noack/Reuters)


Depois de quase 4 meses, as causas da queda de um avião Yemenia parecem vir à luz. Em 30 de Junho, um Airbus A310 pertencente à frota da Yemenia caiu no Oceano Índico, ao largo da costa das Ilhas Comores, em um vôo de Paris, com escala em Sanaa, a Moroni.

O avião, com 142 passageiros e 11 tripulantes a bordo, caiu no oceano depois que já tinha iniciado os preparativos para o pouso. Das 153 pessoas a bordo, apenas uma sobreviveu.

Imediatamente após o incidente, dois aviões franceses e um navio partiram de suas bases e chegaram onde o acidente ocorreu.

Agora um site do Iêmen, Almotamar, publicou um artigo dizendo especialistas em aviação e investigações sobre os gravadores de dados de vôo confirmam a queda do avião foi causada por um míssil disparado de um dos navios de cruzeiro francês na área.

O artigo também diz que o governo iemenita pretende pedir uma indenização da França para a Yemenia Airways.


Foto: Arte/G1

Mapa mostra trajeto dos aviões que faziam o voo IY 626, que caiu com 153 pessoas a bordo (Foto: Arte/G1)

Yemenia Airways tinha pago para cada uma das vítimas um montante de cerca de 20.000 dólares antes dos resultados finais da investigação sobre a causa do desastre.

No dia seguinte ao acidente, fontes de Comores já disseram aos repórteres que um navio militar francês disparou contra o avião da Yemenia quando ele iniciava o pouso, voando sobre uma área em que navios de guerra franceses estavam envolvidos em um exercício militar.


Os gravadores de dados de vôo foram recuperados dois meses depois por um navio equipado com robôs submarinos e levados para Paris, onde foram examinados por um francês, um iemenita e um painel de investigadores dos Comores.

fonte/
Site Arab Monitor

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...