quinta-feira, 15 de abril de 2010

PUMA AIR INICIA OPERAÇÃO NACIONAL

No último domingo (11/04), a Puma Air Linhas Aéreas deu início oficialmente às suas operações. O voo inaugural partiu às 15 horas, e chegou a Belém no começo da noite, às 18h30, conduzido pelo comandante Márcio Rosa. Além do presidente, Gleison Gambogi, e do vice-presidente da companhia, Jorge Vianna, estiveram a bordo do voo PYL 4901, em um boeing 737-300, o diretor de planejamento e trafégo, Galhardo Junior, convidados especiais e passageiros que adquiriam bilhetes Puma Air.

Uma breve cerimônia de batismo da aeronave, com jatos de água, realizada pelo Corpo de Bombeiros do Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Guarulhos, marcou o início das operações da empresa. O gesto é uma tradição nos aeroportos brasileiros e representa o desejo de sucesso para o inicio dos trabalhos das companhias aéreas. Durante o voo, foi servido bolo acompanhado de champanhe e os passageiros participaram de sorteios de prêmios.

Segundo Gleison Gambogi, presidente da Puma Air, o primeiro voo é a realização de um ousado projeto, que teve inicio há um ano e meio. "Representa um marco para companhia, que oferece aos passageiros horários diferenciados dos atuais praticados por outras concessionárias, voos sem escalas de Guarulhos (SP) para Belém (PA), maior espaço entre os assentos e um serviço de bordo de alta qualidade para conquistar uma fatia do mercado de aviação nacional", ressalta o executivo.

Jorge Vianna, vice-presidente da companhia, revela que já entrou com pedido na Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac) para a obtenção do selo A de espaço entre as poltronas. "São 132 assentos com uma distância de 32 polegadas de uma fileira a outra. No geral, os aviões das companhias aéreas brasileiras têm espaço que variam de 29 a 31 polegadas", detalha.

O gerente de relacionamento da Linx Sistemas, Roberto Tomaz, 45, foi o primeiro passageiro a realizar o check-in e a embarcar no voo PYL 4901. "Vou ficar apenas uma semana em Belém e tenho que maximizar meu tempo. Por isso, optei pela Puma Air, pois ela oferece voo direto de Guarulhos para a capital paraense".

Para receber a aeronave, um coquetel foi servido às 19h de domingo (11/04), no terraço panorâmico do aeroporto internacional de Val-de-Cans, em Belém, reunindo autoridades, empresários e a imprensa.

A Puma Air vislumbra positivos desdobramentos para o mercado de aviação nessas regiões graças ao desenvolvimento da economia nacional, em destaque para a força do ecoturismo, e também aos grandes investimentos que o Brasil vem recebendo por conta das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (Pac), da Copa e da Olimpíada, que serão realizadas por aqui em 2014 e 2016, respectivamente. São obras e eventos que certamente impulsionarão o turismo nacional como um todo.

Voltada tanto para o público executivo quanto para o segmento do turismo de lazer, a Puma Air se posicionará no mercado com preços atraentes e um atendimento com foco na qualidade. "Os clientes sentirão o verdadeiro significado da relação custo-benefício", ressalta Eduardo Figueiredo Filho, diretor comercial da companhia. Durante o ano, haverá ações promocionais de forma a oferecer condições atrativas aos seus passageiros.


fonte/Mercado e Eventos

AEROPORTO DE DUBLIN CANCELA VOOS POR CAUSA DE VULCÃO


A entrada no norte da Europa das cinzas da erupção de um vulcão islandês provocará o fechamento a partir das 8h desta quinta-feira de todas as operações no aeroporto de Dublin, informaram fontes oficiais.

Segundo a Autoridade de Aviação Irlandesa (IAA, na sigla em inglês), parte do espaço aéreo nacional permanecerá fechada até as 19h local (16h em Brasília), tempo durante o qual nenhum voo irá decolar ou pousar nos demais aeroportos do país.

Um porta-voz da IAA assinalou em comunicado que "não é seguro" para os aviões voar entre nuvens de cinzas vulcânicas já que estas podem provocar o colapso de seus motores e outras panes elétricas.

"A situação está sendo acompanhada de perto e será atualizada depois do meio-dia", acrescentou a nota.

Os voos no aeroporto internacional de Belfast e no aeroporto George Best da capital da Irlanda do Norte também foram cancelados.

"A situação escapa de nosso controle. Nos 26 anos de trabalho no aeroporto nunca vi algo igual. Isto representa um grande risco para a segurança", indicou uma porta-voz do aeroporto de Dublin.

fonte/EFE/Terra

PRIMEIRO SIMULADOR DE VOO COM TECNOLOGIA NACIONAL

 
 
 
 
 
 
 
 
Na quarta-feira (14/4), às 14h, será apresentado o primeiro simulador de vôo desenvolvido com tecnologia (componentes e sistema eletrônico) totalmente nacional. O sistema criado pela empresa Virtulay simula o avião bimotor LET 410, fabricado na República Tcheca.
O evento acontecerá na Incubadora de Empresas do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe-UFRJ). Estarão presentes na apresentação Pavel Vach e Lubor Smericka, respectivamente diretor- presidente e diretor- comercial da Aircraft Industries, fabricante do LET 410, além de Alvimar Lucena, técnico e representante da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

A Coppe está localizada na Av. Horácio Macedo, 2030, Prédio do Centro de Tecnologia, Cidade Universitária, Rio de Janeiro-RJ.

fonte/foto/ Planeta Universitário/DiretoNaPista

PILOTO BRASILEIRO FICA FERIDO EM TREINO DA RED BULL AIR RACE NA AUSTRÁLIA

 

PERTH (Austrália) - O piloto brasileiro Adilson Kindlemann, o primeiro sul-americano a competir na Red Bull Air Race, a corrida aérea, ficou ferido nesta quinta-feira durante treinos em Swan River, em Perth, na Austrália. No site oficial da competição, a informação é de que Kindlemann sofreu apenas ferimentos leves e está em boa condição de saúde no Hospital Royal Perth. Ele deve ficar internado até amanhã. O acidente aconteceu durante a primeira sessão de treinos livres, por volta de meio-dia desta quinta-feira, no horário local (1h da manhã em Brasília). 

- Em me sinto bem. Estou rindo. Passei por exames médicos e de raio-X e felizmente estou cem por cento - declara o brasileiro em comunicado oficial. - As pessoas que me resgataram da água são incríveis. O treinamento que tivemos na segunda-feira para situações como essa na água realmente me preparou para isso. Tudo aconteceu tão rápido que não sei dizer exatamente o que ocorreu - completou Kindlemann.



O médico que atendeu o brasileiro disse não poder dar um diagnóstico seguro sem os resultados dos exames a que submeteu o paciente. Mas tranqulizou a todos e informou que Kindlemann estava consciente, conversando e com seus sentidos normais. A preocupação era com fraturas ou ferimentos internos, por isso os exames de raio-X. Aparentemente foram apenas arranhões e escoriações. 

Testemunhas contaram à polícia que viram a asa do avião de Kindlemann atingir a água.
- Ele parecia estar saindo de um giro. Ele ficou dentro d'água por poucos minutos. Rapidamente o retiraram - disse uma turista do estado de Victoria, na Austrália. 

Foi o primeiro acidente em seis anos de corrida aérea (a edição de 2010 é a sexta). A competição se realiza em vários lugares ao redor do mundo. Os pilotos voam a velocidades de até 400 Km/h.
Indagado se ainda planejava correr no domingo, o brasileiro Kindlemann sorriu:
- Com certeza, vamos nessa. Só que desta vez espero estar no ar, não na água - brincou. 

A previsão de alta é para sexta-feira. Ainda não há informação se o brasileiro poderá ou não participar dos próximos treinos e tentar uma vaga na prova de domingo. Mesmo que tenha condições físicas, será difícil, já que ele não possui avião reserva. 

Adilson Kindlemann tem 36 anos e é paulista de Registro. Ele começou na corrida aérea este ano. 

fonte/foto/AFP/OGlobo

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...