sábado, 19 de setembro de 2009

EMPREITEIRA É OBRIGADA A REFAZER A PISTA DO AEROPORTO DE MARECHAL THAUMATURGO, ACRE

A empresa recebeu mais de R$ 2,5 milhões do Governo Federal para executar as obras de pavimentação e ampliação da pista do aeroporto de Marechal Thaumaturgo, no vale do Juruá, no ano 2008. Como a obra executa foi de péssima qualidade, agora a empresa teve que refazer a obra este ano, depois das denúncias dos deputados Luiz Calixto (PSL) e Antônia Sales (PMDB) na tribuna da Assembléia Legislativa.

Reforçando com isso, as denúncias dos pilotos e autoridades daquele município que já reclamavam do péssimo estado que se encontrava a pista. “Na época, fomos ver o real estado em que se encontrava o aeroporto, e verificamos os buracos, que ofereciam perigo para as operações de pouso e decolagem. Para uma obra que tinha sido inaugurada a menos de três meses e estava em estado precário como o que presenciamos. Tivemos certeza que a empresa realizou uma reforma de fachada e sem compromisso com a segurança das pessoas que utilizam o aeroporto para se interligar com os demais municípios” explicou Antônia Sales.

Este ano, a empresa teve que refazer todo o trabalho de reforma e ampliação da pista em Marechal Thaumaturgo. As aeronaves com destino ao município estão usando parte da pista para efetuarem seus procedimentos de pouso e decolagem. “Um dos pilotos que não quis se identificar, disse que todo o trabalho de terraplanagem pode ser visto. Quando fizeram pela a primeira vez, não vimos quase esse trabalho de compactação antes de começarem a colocar o asfalto. Esperamos que agora seja uma obra que agüente alguns verão e inverno”, frisou o piloto.

Depois da denuncia recebida pelo Ministério Público Federal, e mandada para a Polícia Federal realizar o inquérito e fazer a fiscalização necessária. A empresa que recebeu para reformar os aeroportos de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, teve que refazer os trabalhos realizados em Thaumaturgo. A fiscalização e o inquérito construído, fez com que a própria empresa, começasse a reconstrução da pista e ampliação como estava especificada no projeto.

Depois que ficou sabendo da decisão, a deputada Antônia Sales foi fiscalizar os trabalhos que estavam sendo realizados na reconstrução da pista como planejada em projeto. “Nós parlamentares temos que está constantemente fiscalizando esses tipos de obras. Pude comprovar agora, que as obras estão em andamento. Esperamos que dessa vez, a estrutura possa aguentar muito mais tempo, oferecendo segurança em todos procedimentos de pouso e decolagem” destacou.

De acordo com a Assessoria do MPF, a representação chegou até o órgão, que imediatamente encaminho as informações e documentos para a Polícia Federal instaurar o inquérito para as investigações. Mesmo ainda não tendo recebido o resultado do inquérito. A empresa está refazendo toda a reconstrução da pista do aeroporto do município de Thaumaturgo.

fonte: oriobranco.net

OBRAS NO AEROPORTO LEITE LOPES SERÃO ENTREGUES INACABADAS

A ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto (SP), será entregue na segunda quinzena de outubro, mas as obras no local devem estar prontas somente em dezembro, prazo que ainda pode ser esticado para janeiro de 2010.

A previsão inicial era de que a obra - com etapas de ampliação e reforma - fosse concluída até o final deste ano.

O superintendente do Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo), Sérgio Augusto de Arruda Camargo esteve em Ribeirão na sexta-feira para vistoriar a ampliação do terminal de passageiros e não permitiu fotos do local.

"Construímos a ala nova e passaremos para lá as companhias aéreas, lanchonete, embarque e desembarque, ainda em condições não definitivas. Faremos, então, a reforma do terminal atual e tudo voltará para cá para concluir a ampliação", explicou o superintendente.

Fonte: A Cidade - Foto: Tribuna de Ribeirão

CAMPOS (RJ) DEBATE REVITALIZAÇÃO DO AEROPORTO


O Município de Campos, no Norte Fluminense, tem um dos poucos aeroportos com licença para atuar como terminal de cargas alfandegado no estado. Mas o Aeroporto Bartholomeu Lizandro, localizado a poucos metros da BR 101-Norte — um importante corredor de escoamento de produtos para o Rio de Janeiro e o Espírito Santo —, não movimentou mais do que três cargas desde que se tornou alfandegado. Para revitalizar a unidade e a transformar um “porto seco”, a prefeita Rosinha Garotinho montou grupo técnico de discussão com a Infraero, que administra o Bartholomeu Lizandro por concessão. “O aeroporto tem que dar suporte a projetos estruturantes”, diz Rosinha, que conseguiu, este ano, a retomada das linhas aéreas no local.

Rosinha lembra que no início do ano não havia nem mesmo uma linha aérea operando no local. Hoje, a realidade já é outra: ainda no mês de janeiro, a prefeita Rosinha Garotinho se reuniu com a empresa Team Linhas Aéreas para que iniciasse suas atividades, com voos diários, ida e volta, nos destinos Campos-Rio (com escala em Macaé), e Campos-Vitória. O primeiro voo aconteceu no dia 2 de fevereiro. “Agora, estamos mantendo encontros com os representantes da Infraero para que o Bartholomeu complete nossa infraestrutura”, cita a prefeita.
A fixação de agenda positiva para o aeroporto está levando a prefeita a buscar contato direto com a Infraero:

Rosinha trouxe a Campos, em 8 de maio, o então presidente da empresa, o tenente brigadeiro do ar Cleonilson Nicácio Silva, que conheceu as instalações do Bartholomeu e detalhes do potencial do município. “Mostramos a nova realidade da região, em que o complexo portuário de Farol-Barra do Furado já tem R$ 2,5 bilhões de investimentos confirmados, e o Porto de Açu, com aporte de R$ 3 bilhões. Citamos a Lei Rosinha, que tem atraído indústrias, em conjunto com as ações do Fundecam”, pontuou.

O aeroporto é localizado numa área de 957.347,97 m² às margens da BR-101, no trecho que liga Campos a Vitória. Ele complementa a estrutura do município, que tem uma localização privilegiada, pela proximidade com os grandes centros consumidores, como também pelo aspecto da atuação da Petrobras e de empresas offshore na região. Na linha da retomada do desenvolvimento do aeroporto, a Team decidiu aumentar o número de voos, devido à grande procura.

fonte: O Dia Online - foto: Infraero

DISPUTA GLOBO VERSUS RECORD AGORA EM OUTROS ARES

O Global Express e o G550: comprados pelos donos da Record e da Globo por 45 milhões de dólares cada um - Fotos divulgação

Além da briga por ibope, está em curso outra competição entre Globo e Record (ou, mais especificamente, Igreja Universal): quem tem o melhor jato? Neste momento estão chegando ao Brasil os novos aviões de Roberto Irineu Marinho e de Edir Macedo.


Marinho, que já é dono de três Falcons (modelos 7X, 900 e 2000), receberá um Gulfstream G550 – um jato transcontinental, onde cabem até dezoito passageiros.

Para o chefe da Universal (que já tem um Falcon 2000 e um Citation X) está pousando na pista um Global Express, um jato da Bombardier equipado com dois banheiros (um deles com ducha).


Os jatos dos donos da Globo e da Record são zero-quilômetro e custam 45 milhões de dólares cada um.

Qual é o melhor? Segundo quem entende do riscado, eles são semelhantes. O G550, por exemplo, tem mais autonomia de voo; e o Global é mais largo. Em resumo, se no ibope Macedo ainda está anos-luz atrás de Marinho, nos céus eles estão juntos.

fonte/ Radar (Veja.com)

500 COLISÕES DE AVES EM AERONAVES JÁ FORAM REGISTRADAS EM 2009

Urubus, garças e outras aves que vivem perto dos aeroportos colocam em risco a aviação no Brasil. Só neste ano, foram registradas mais de 500 colisões entre aviões e pássaros.

Um avião foi atingido por um urubu logo depois de decolar do aeroporto do Recife. O choque comprometeu o sistema de pressurização.

Os pilotos sabem que este tipo de ameaça com asas, bicos e penas pode surgir do seu, de repente. As aves podem parecer inofensivas, mas, numa colisão, o estrago é enorme.

Fotos registram o resultado: a fuselagem é danificada como se fosse frágil e um urubu chega a rasgar a asa de um avião. "Elas [aves] podem até derrubar a aeronave, causar um acidente aeronáutico", diz o coronel João Carlos Bienick.

O número é preocupante. Segundo o Centro de Investigação de Acidentes Aeronáuticos, só neste ano, no Brasil, foram registradas 507 colisões entre aves e aviões. E a quantidade não revela a real dimensão do perigo. Os próprios especialistas calculam que apenas 30% desses acidentes são notificados.

O aeroporto do Galeão, no Rio, apresenta o maior número de colisões neste ano: 46. Guarulhos, em São Paulo, vem logo depois com 43. No Recife, foram dez.

O perigo é conhecido. Um lixão na capital pernambucana atrai centenas de urubus e garças. São centenas que ficam na rota mais usada pelos aviões que chegam ao terminal. A área de segurança aeroportuária prevê um raio de 20 quilômetros de distância de qualquer fator de atração de aves. E o lixão está a seis quilômetros.

Em Fernando de Noronha, o risco é provocado pelas garças. Em uma decisão inédita, 500 delas foram eliminadas com uma injeção letal, em dezembro de 2007. Mas a espécie invasora voltou a crescer e será necessária outra estratégia. Os ninhos devem ser retirados até o fim do ano e os ovos, quebrados.



Fontes: G1- TV Globo

F-35C ESTARÁ OPERACIONAL ANTES DO PROGRMADO

f-35-a-voo-de-teste-foto-jsfmil

A versão embarcada de decolagem e pouso convencionais do F-35 Lightning II entrará em atividade antes do programado, informaram autoridades navais dos EUA.

O primeiro esquadrão de F-35C da USN estará plenamente operacional em setembro de 2014, cerca de seis meses antes do previsto pelo cronograma até então adotado, disse o capitão-tenente Callie Ferrari, porta-voz da USN no Pentágono.

Esta notícia tem uma grande importância para a USN, pois ajudará a reduzir o problema conhecido como “fighter gap”, onde os modelos mais antigos da família F/A-18 deixarão o serviço ativo antes que os novos F-35C possam substití-los.

O primeiro voo de teste de um F-35C da Marinha dos EUA está programado para o final deste ano. Já o primeiro F-35 operacional deverá ser entregue em 2012 na base Eglin. Lá os pilotos serão treinados nesta nova aeronave.

fonte/fotoUSNavy/divulgação

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...