domingo, 23 de outubro de 2016

23 OUTUBRO - DIA DO AVIADOR E DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA


TIRO ATINGE MONOMOTOR DURANTE VOO ENTRE FLORIANÓPOLIS E PORTO BELO, SANTA CATARINA


Tiro atingiu asa esquerda do Cessna em Santa Catarina (Foto: Voe Floripa/Divulgação) 
Tiro atingiu asa esquerda do Cessna em Santa Catarina (Foto: Voe Floripa/Divulgação)

Um avião Cessna 152 foi atingido por um tiro após decolar do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, rumo a Porto Belo, no Litoral Norte, na manhã de sábado (22). Ninguém ficou ferido e o avião, onde estavam dois funcionários de uma escola de aviação, pousou normalmente.

De acordo com a escola Voe Floripa, dona do avião, o disparo só foi percebido após o pouso, no Condomínio Aeronáutico Costa Esmeralda. O tiro atingiu a asa esquerda, próximo ao tanque de combustível, e danificou a asa e o flap.

Segundo o diretor de ensino da empresa, Eduardo Faraco, o avião decolou por volta das 10h, em direção à Ilha do Campeche, fez uma curva à esquerda, passando pela região do Estádio da Ressacada e do bairro Carianos, e seguiu em linha reta sobre a água, passando pela ponte Hercílio Luz e baía norte da capital.

Ao passar pela cidade de Biguaçu, o avião ingressou novamente sobre região de terra, sobre área rural, com poucas habitações, e passou por um bairro de Tijucas (veja mapa com o percurso ao final da reportagem).

Avião atingido no sábado em Santa Catarina é o modelo Cessna 152 (Foto: Voe Floripa/Divulgação) 
Avião atingido no sábado em Santa Catarina é o modelo Cessna 152 (Foto: Voe Floripa/Divulgação)
 
"O único trecho, fora o Carianos, que ele sobrevoou e é bem habitado é a região de Tijucas próximo ao mar. Os pontos onde ele [avião] estava mais baixo eram justamente os pontos habitados. O avião voou  a 800 metros até Tijucas, onde desceu para 400 metros e ingressou no circuito de tráfego de pouso do Costa Esmeralda", disse o diretor.

A empresa afirma que registrou a ocorrência junto às polícias Civil e Federal no aeroporto de Florianópolis. "Colocar uma aeronave em risco é crime federal. O Controle de Tráfego Aéreo foi informado, assim como o Cenipa [Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos] e Seripa [Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos], que são órgãos de investigação de acidente", disse Faraco.

"O plot radar do nosso avião vai ser disponibilizado semana que vem, fica gravado por 30 dias, para se poder ter certeza da posição geográfica do avião. A polícia vai fazer investigação balística para identificar qual foi a arma, calibre e direção. Aparentemente o tiro partiu bem de baixo, provavelmente o avião passou por cima do atirador", afirmou.

Tiro foi próximo ao tanque de combustível do avião (Foto: Voe Floripa/Divulgação) 
Tiro foi próximo ao tanque de combustível do avião (Foto: Voe Floripa/Divulgação)

A escola também divulgou uma nova sobre o incidente. "Estamos muito consternados com a situação de atentado explícito à segurança da aviação, sendo vitimas de uma ocorrência criminosa. Nossa preocupação maior é com a situação extrema que chegou a segurança em nosso país e região, pois se uma aeronave de pequeno porte esta sendo alvo de uma ação criminosa como essa, podendo resultar em algo catastrófico, imagine uma aeronave maior de transporte."

O G1 procurou na manhã deste domingo o Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Florianópolis (DTCEA-FL), para obter mais informações sobre o caso e sobre a segurança do espaço aéreo, mas foi informado de que o setor de comunicação só poderia atender na segunda-feira.

A reportagem também procurou a Polícia Federal no aeroporto, mas a equipe de plantão no domingo afirmou não dispor de informações sobre a ocorrência de sábado. A Superintendência da PF em Florianópolis informou que o caso ainda não foi recebido.

O G1 também não conseguiu contato com a Polícia Civil.




fonte/foto/G1

VOO É DESVIADO DE CONGONHAS PARA CUMBICA APÓS INDICAÇÃO DE FALHA

Um voo da Gol que saiu do Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte, Minas Gerais, com destino ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, foi desviado para o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na manhã deste domingo (23) por precaução e questões de segurança.
 
Segundo a Gol, por meio de sua assessoria de imprensa, o voo 5472 partiu de Confins às 10h10, com previsão de pousar em Congonhas às 11h20. O piloto recebeu no painel de controle uma indicação de falha no slat (disposito localizado na asa e de apoio ao flap, usado para o controle do pouso). A companhia disse que, apesar da indicação, não se constatou "problema técnico" durante o voo.

A Gol informou que é procedimento padrão o desvio para Guarulhos quando há indicação de falha, porque a pista de Congonhas é mais curta do que a do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Conforme a Gol, os 125 passageiros a bordo desembarcaram de forma tranquila às 11h30 deste domingo em Cumbica. A empresa forneceu ônibus para os passageiros seguirem para Congonhas, na Zona Sul da capital.

fonte/G1

INCIDENTE COM ATR72-600 NO AEROPORTO DE LISBOA - 22.10.2016

incid-atr-tap_cs-djf-gabriella-mello-mfproducoes-900px

Não há feridos entre os 20 passageiros e quatro tripulantes de um avião ATR72-600 da TAP Express, matrícula CS-DJF, operado pela White Airways, que fazia o voo TP1971, da Ponte Aérea Lisboa-Porto-Lisboa, e que sofreu um incidente ao pousar na noite deste sábado, dia 22 de outubro, no Aeroporto Internacional Humberto Delgado, em Lisboa.

O avião terá quebrado o trem de nariz, após o rebentamento de um pneu ao tocar na pista de aterragem e na manobra de travagem terá ainda afetado o trem central do lado esquerdo que ficou também quebrado. Álvaro Neves, diretor do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA), confirmou que o avião tem os dois trens avariados.

Um comunicado da TAP distribuído ao início da madrugada deste domingo confirma o incidente, e refere que a ocorrência se deveu “ao rebentamento de um pneu no momento da aterragem”. “Os 20 passageiros a bordo, tal como os tripulantes,  já saíram do avião e seguiram normalmente para os seus destinos”, conclui a nota de imprensa da companhia aérea portuguesa.

Devido ao ATR 72-600 da TAP Express ter ficado imobilizado na pista o movimento de aterragens e descolagens esteve suspenso desde as 22h35, hora em que ocorreu o incidente. Os aviões que chegavam a Lisboa foram desviados para Faro e Porto, de onde começaram a retornar depois das duas horas da madrugada deste domingo, dia 23 de outubro. Foi aberta uma pista secundária do Aeroporto de Lisboa, normalmente pouco utilizada, que está a ajudar na regularização do tráfego aéreo nesta madrugada.

Os passageiros e tripulantes do ATR72-600 saíram pelos seus próprios meios do avião, não se tendo registrado feridos. Também dentro do avião não se registraram cenas de pânico. Tudo decorreu com muita calma, disse um passageiro do voo entrevistado pelo canal português de televisão SIC, que apenas só estranhou o fato do avião ter descido para a pista de forma muito rápida antes do impacto que provocou o rebentamento dos pneus.

No local do acidente já se encontra um inspetor do GPIAA, disse o diretor deste serviço em declarações feitas à agência noticiosa portuguesa Lusa.

tap-express-cs-djf-pedroaragao-900px

Na imagem vemos o avião ATR72-600 da TAP Express envolvido no incidente que ocorreu na noite de sábado, dia 22 de outubro, no Aeroporto de Lisboa. Foto © Pedro Aragão.

Também a ANA – Aeroportos de Portugal, empresa concessionária do Aeroporto de Lisboa, distribuiu um comunicado nas redes sociais, em que confirma que o incidente ocorreu pelas 23h35, dentro do perímetro aeroportuário, “tendo sido acionados de imediato todos os meios internos e externos para atuação em caso de emergência”.

O comunicado da entidade aeroportuária refere ainda que o aeroporto esteve encerrado ao tráfego aéreo até as 0h15m, hora a que a pista secundária (17/35) foi reaberta para operações de descolagem e depois de aterragem. O primeiro avião a aterrar em Lisboa após o incidente foi um Embraer E190 da TAP Express, operado pela PGA -Portugália Airlines, com um voo oriundo do Porto. Outros aviões que aguardavam em Faro, Porto e Madrid o desimpedimento da pista principal do Aeroporto de Lisboa, estão a retomar os seus voos.

Fontes aeroportuárias disseram que o tráfego deverá estar regularizado na manhã de domingo, dia 23 de outubro, com a eventual reabertura da pista principal (03/21).

fonte/foto/G1

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...