quarta-feira, 11 de março de 2009

QUEDA DE HELICÓPTERO DE POLÍCIA DEIXA UM MORTO E DOIS FERIDOS NA ÁUSTRIA


As autoridades austríacas afirmaram que uma pessoa morreu e duas ficaram feridas na queda de um helicóptero no sudeste da Áustria, na terça-feira, dia 10. A vítima foi identificada como o piloto do helicóptero.A polícia afirmou que os dois passageiros ficaram feridos quando o helicóptero caiu às 14h40 (11h40 no horário de Brasília), na cidade de Deutschlandsberg, na Província de Styria.O helicóptero participava de uma missão de busca e caiu após colidir com o telhado de um edifício.A polícia afirmou que o piloto, de 39 anos, morreu, um inspetor de polícia de 49 anos e um membro do esquadrão de resgate em montanhas, de 52 anos, ficaram gravemente feridos.

Fonte: Folha Online/foto/divulgação-Flugpolizei

AVIÃO FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NA GRÉCIA APÓS SE CHOCAR COM PÁSSAROS



Um avião da companhia britânica Easyjet efetuou nesta terça-feira (10) um pouso de emergência no aeroporto de Salônica, de onde acabava de decolar em direção a Londres, após uma colisão com pássaros, informou a agência de notícias grega Ana.Os 139 passageiros e os seis membros da tripulação foram retirados sãos e salvos do aparelho, um Airbus A319-100, prefixo G-EZDZ, precisou a Ana.O piloto pediu para dar a meia volta pouco após a decolagem do aeroporto Makedonia de Salônica, norte da Grécia, depois de os reatores terem sido danificados num choque com um bando de aves.Uma colisão desse tipo provocou no dia 15 de janeiro de 2009, em Nova York, um acidente com um Airbus A320 da companhia US Airways com mais de 150 pessoas a bordo; o piloto conseguiu pousar no rio Hudson, salvando todos os ocupantes.

Fonte: AFP

UNITED TECHNOLOGIES ELIMINARÁ 11,6 MIL EMPREGOS

A United Technologies anunciou hoje que eliminará 11,6 mil empregos para reduzir seu quadro de funcionários em 5%, devido à progressiva piora das condições econômicas no mundo todo, o que impede que o conglomerado industrial vislumbre uma recuperação durante este ano.O fabricante de helicópteros, motores de avião e elevadores, entre outros produtos, informou em comunicado à imprensa que revisou sua previsão de crescimento para este ano e situou seu lucro por ação em uma categoria de entre US$ 4 e US$ 4,5.Para fazer frente à piora das condições econômicas e, ao mesmo tempo, obter esse lucro, decidiu eliminar 11,6 mil postos de trabalho, uma medida que custará à United Technologies US$ 600 milhões e que se somará aos cerca de 6,4 mil empregos que já tinha anunciado que eliminaria em 2008.Após aplicadas e custeadas todos as demissões, que este ano significarão uma despesa extraordinária de US$ 750 milhões, cortes poderiam representar uma economia anual para a firma de cerca de US$ 1 bilhão.
Fonte: EFE

LISTA DE OBJETOS PROIBIDOS EM AVIÕES É INVÁLIDA SEGUNDO TRIBUNAL

Instância europeia decidiu a favor de tenista que insistiu em levar raquete com ele no aviãoA prevenção de actos terroristas em aviões tem regras desconhecidas para o comum passageiro de linhas aéreas, no que toca à bagagem de mão. Agora, o Tribunal de Justiça da União Europeia vem dizer que a falta de lista é ilegal.Quem desencadeou o processo foi o tenista Gottfried Heinrich que, pretendendo viajar para um torneio, acabou por ser expulso de um avião, no aeroporto de Viena, porque recusou separar-se das suas raquetes. Isso já aconteceu em 2005 e o tenista tinha passado por todas os pórticos de segurança. Descontente com o sucedido, pôs um processo contra as autoridades austríacas, pedindo indemnização pelo facto de estas não o terem informado de que transportava algo susceptível de ser classificado como ameaça terrorista. De andança em andança, chegou ontem a decisão final, a dar ainda mais que razão ao cidadão Heinrich: a lista de objectos interditos na bagagem de mão dos passageiros de avião deve ser pública e deles conhecida.A sentença não vai interferir no conjunto de objectos que os passageiros não podem levar para a cabine de voo. O espírito da decisão é outro: assiste aos passageiros o direito de saberem o que podem ou não transportar com eles."Qualquer decisão, para se tornar obrigatória, após um prazo que a própria lei estipula, tem de ser do conhecimento generalizado dos destinatários", esclarece Marta Chantal Ribeiro, da Faculdade de Direiro da Universidade do Porto. A mesma especialista na área do Direito Comunitário referiu ao JN que "uma norma comunitária, para ser vinculativa, tem de ser publicada na Série L do Diário Oficial da UE". E acrescenta: "A sentença do Tribunal de Justiça da UE não põe em causa a validade da norma comunitária que estabelece as normas básicas de segurança aérea, mas estipula a necessidade de nova publicação". Por parte das entidades que em Portugal têm competências na matéria, os esclarecimentos ao JN foram sucintos: "Portugal cumpre as regras", foi-nos dito por fonte oficial do Instituto Nacional de Aviação Civil". E "as proibições regem-se pelo postulado no regulamento", segundo nos foi afirmado em nome da Aeroportos e Navegação Aérea (ANA).Certo é que a peregrinação legal do caso do tenista não ficou nas fronteiras austríacas ao ser considerado que esta era matéria de interesse para todos os passageiros de linha aérea no espaço europeu. O Tribunal de Justiça estabelece agora que é dever da Comissão Europeia publicar a lista completa do que é proibido, contrariando o argumento, já invocado pela Comissão de que está tudo arrolado num documento com data de 8 de Agosto de 2008.Como pano de fundo destes desencontros está o Regulamento sobre Segurança Aérea, datado de 2002, onde era estipulado que algumas medidas não poderiam ser tornadas públicas, sob pena de perderem eficácia na prevenção de actos terroristas. Esses pormenores deveriam ser apenas do conhecimento das autoridades .Para maior complexidade na aplicação prática, Bruxelas decidiu uma lista de objectos proibidos, mas não a tornou pública. Para perplexidade dos passageiros, que verificavam desfasamentos nos aeroportos dos diversos países e oscilações nas proibições, a lista de objectos foi sofrendo alterações. Estas foram em alguns casos ficando mais drásticas, nomeadamente na sequência dos atentados em Londres, em Julho de 2005. Em 2006, a lista voltou a ser modificada, passando a incluir líquidos. Mas, a pouco e pouco, as barreiras foram ficando mais complacentes.
Fonte: Jornal de Notícias (Portugal)

TAP DESINFETA AVIÕES ONDE SE REGISTRA O VÍRUS DA DENGUE

A companhia de aviação TAP irá desinfectar "os porões e cabinas dos aviões, em todas as escalas onde sejam registados casos de infecção com o vírus da dengue".Isabel Palma, membro do gabinete de Comunicação e Relações Públicas da TAP afirmou ao CM que "todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde estão a ser cumpridas desde o conhecimento dos primeiros casos". A companhia prestará todas as informações a quem as solicitar, embora não faça recomendações ou avisos aos passageiros.
Fonte: Correio da Manhã (Portugal)

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...