quarta-feira, 26 de setembro de 2012

POSSÍVEL TROCA DE PILOTO DE AVIÃO QUE CAIU EM ILHÉUS É INVESTIGADA PELA ANAC


A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) abriu processo administrativo  sobre uma suposta troca de piloto da aeronave, matrícula PT-RDG, que decolou de Ilhéus (BA) às 22h50 da última terça-feira (24), com destino à Brasília, e contra o piloto Amilcar de Carvalho Jacobina. O avião transportava o corpo de Cárita Souza Ramos, 61 anos, que  morreu afogada  em Porto Seguro (BA), e o marido dela.

O processo foi aberto contra Bruno de Sá Martins de Araújo, proprietário e operador da aeronave. A Agência vai apurar indícios de que a operação da aeronave aconteceu por piloto não qualificado e de realização de serviço aéreo público sem a devida autorização da ANAC.

A Anac, por meio do Sistema Decolagem Certa (DCerta), verificou  divergência entre o nome do piloto que recebeu autorização para o plano de voo da aeronave e os documentos localizados por equipe da FAB (Força Aérea Brasileira) às 6h55 desta manhã (26), quando também foram resgatados um corpo e destroços de urna funerária.

No plano de voo apresentado à Aeronáutica, o Código Anac informado foi o do piloto Amilcar de Carvalho Jacobina, entretanto, há indícios de que o voo tenha sido realizado pelo piloto Joas Cardoso Ribeiro, cuja habilitação, apesar de regular, era incompatível com o modelo de aeronave utilizado.

Ao final do processo, se constatadas as irregularidades, as sanções administrativas aplicadas pela Anac poderão ser multa, suspensão ou cassação de licenças e certificados emitidas pela agência ao piloto.

Nesta quarta-feira (26), o Comando da Aeronáutica informou que pedaços do bimotor, da urna funerária e um corpo foram encontrados em uma praia localizada a 17km do litoral norte de Ilhéus, próximo ao condomínio Joia do Atlântico.


fonte/R7

VOO DA TAM FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA EM AEROPORTO DE NOVA YORK

 foto/AvHerald

Um voo da TAM que decolou do Rio de Janeiro com destino a Nova York, fez um pouso de emergência no Aeroporto John F. Kennedy na manhã desta quarta-feira (26).

De acordo com a emissora WABC, a aeronave, com 190 passageiros a bordo, teve um problema no trem de pouso dianteiro, e teria circulado pelo aeroporto antes de aterrissar.


Em nota, a TAM disse que o voo JJ8078, que decolou à 01h09 do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, “apresentou uma indicação de anormalidade no trem de pouso dianteiro na aproximação para o pouso”.

“A tripulação tomou todas as medidas de precaução necessárias, e a aterrissagem ocorreu em total segurança, às 11h56”, diz o texto.

Segundo a assessoria da empresa, não houve nenhum passageiro ferido.

A agência de aviação dos EUA (FAA, na sigla em inglês) afirmou que vai cooperar com a empresa para verificar se houve algum acidente com a roda.

Segundo a WABC, o avião deu uma volta pela área do aeroporto para que a torre de controle pudesse ver se havia condições para a aterrissagem, liberada às 11h.




fonte/G1

FOTO DO ACIDENTE COM AIRBUS E HELICÓPTERO EM DAMASCO, SÍRIA

Um Airbus A320-200 da Síria Airlines, matrícula YK-AKF ,  realizando o voo RB-501 de Damasco para Latakia (Síria), foi atingido por um helicóptero quando voava no FL120.

O rotor principal de um helicóptero militar cortou a metade superior do estabilizador vertical e leme  do avião.  

O helicóptero caiu, e o A320 foi capaz de voltar a Damasco para um pouso seguro. 

A tripulação do helicóptero morreu, não houve feridos a bordo do A320,  e o A320 recebeu danos substanciais.

fonte/foto/AvHerald

TAIL STRIKE DURANTE POUSO DE AIRBUS EM ISTAMBUL, TURQUIA


Um Airbus A320-200 da Air Astana, matrícula P4-XAS, realizando o voo KC-869, que partiu de Atyrau (Cazaquistão) para Istambul (Turquia), com 136 passageiros e oito tripulantes, sofreu TAIL STRIKE durante pouso na pista 05 do Aeroporto Ataturk às 10: 20L (07:20 Z). A aeronave continuou a aterrissagem e taxiou para fora sem mais incidentes. Nenhum ferimento ocorreu, a aeronave recebeu danos substanciais à sua cauda (foto).

fonte/foto/AvHertald

CRISE NA AVIAÇÃO EXECUTIVA AMEAÇA ENTREGA DA EMBRAER


Linha de produção da Embraer - Foto: Claudio Capucho Linha de produção da Embraer - Foto: Claudio Capucho

Nova crise volta a rondar a Embraer, após tímida recuperação do ‘baque’ sofrido em 2009 por conta da recessão mundial. A fabricante, com sede em São José, está de olho no mercado executivo e prevê novos cancelamentos de pedidos de jatos do segmento, que responde por 20% de sua receita.
 
A informação foi divulgada ontem pelo diretor-presidente da companhia, Frederico Curado, que participa de conferência da OMC (Organização Mundial do Comércio), em Genebra, Suíça. “Em jatos executivos, temos visto um movimento de vendas relativamente bom, mas ainda estamos vendo alguns cancelamentos”, afirmou Curado à agência de notícias Reuters, no intervalo da conferência da OMC.
 
Curado disse acreditar que a aviação executiva precisará de alguns anos para voltar ao nível de 2007 e 2008.
 
No ano passado, a fabricante entregou 99 jatos executivos, 20 unidades a menos que a meta original, já que a crise de dívida soberana na Europa e seus efeitos na economia global provocaram uma onda de cancelamentos. No primeiro semestre deste ano, foram entregues 33 aviões do segmento. A meta é entregar de 90 a 105 jatos executivos este ano.

Análise
As dificuldades na aviação executiva foram relatadas pela Embraer no seu balanço financeiro de 2011.
 
Ao comentar o desempenho do setor, a empresa relata que o ano de 2011 “foi marcado por sinais da continuidade da recessão, principalmente na região europeia. A recuperação das vendas de jatos novos esteve ameaçada principalmente pela grande oferta de aeronaves usadas seminovas a preços muito competitivos. Além disso, por conta do cenário recessivo nas economias desenvolvidas, a disponibilidade de financiamento para categoria de jatos menores mantem-se restrita e seletiva”.
 
O especialista em mercado aeronáutico, Marcos Barbieri, professor de economia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), afirmou que a aviação executiva é um segmento sensível e sente primeiro o impacto em período de crise. “As encomendas são individuais, feitas por pessoas físicas ou empresas. Em situação de crise, a compra de jatos executivas é reduzida para cortar custos”, disse.

Comercial
Na aviação comercial, a meta é manter o ‘backlog’ (pedidos firmes) estável. “Ainda temos como meta manter nosso backlog estável no fim do ano, mas é claro que existe uma fraqueza no mercado e temos que reconhecer isso”, disse Curado.
 
A empresa fechou o primeiro semestre com backlog de US$ 12,9 bilhões, o menor patamar em seis anos.

fonte/OVale/foto/ClaudioCapucho

CORPO DE PILOTO É ACHADO EM PRAIA DA BAHIA, APÓS SUMIÇO DO AVIÃO

Foi encontrado na manhã desta quarta-feira (26) o corpo do piloto da aeronave que desapareceu no sul da Bahia, na noite de segunda-feira (24), ao decolar em direção a Brasília, Distrito Federal, informou a Aeronáutica. Segundo a Infraero, o homem, que vestia uniforme de piloto e estava com a documentação, foi achado a 17 Km da praia, ao norte de Ilhéus, próximo ao condomínio Joia do Atlântico, por volta das 7h. Ele foi identificado como Joá Cardoso Ribeiro, segundo o Corpo de Bombeiros. Foram encontrados ainda destroços da aeronave, um pedaço da urna funerária onde era transportada uma mulher morta, documentos de navegação do bimotor e uma bolsa.

Equipes da Infraero e da Capitania dos Portos se deslocaram para a região onde os destroços foram achados. Homens do Corpo de Bombeiros estão na praia desde a madrugada, quando foram acionados por pescadores locais.

"Recebemos uma ligação por volta das 00h30 de uma pessoa que se identificou como pescador dizendo que havia achado partes da aeronave. Deslocamos uma equipe para lá e verificamos que era verdade. Aguardamos agora a chegada da polícia e do DPT", diz sargento Edileusa, que estava no plantão dos Bombeiros no momento do telefonema.

Buscas
As buscas pela aeronave foram retomadas no início da manhã desta quarta-feira (26), informou a Infraero. De acordo com o órgão, a Marinha também está na região e já acionou uma equipe de mergulhadores para auxiliar nas buscas.

Na terça-feira (25), um helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), duas lanchas da Marinha e o Corpo de Bombeiros procuraram em terra e mar o bimotor Sêneca EMB-810, que transportava o corpo de uma mulher de 61 anos, que morreu afogada na Bahia no sábado (22), além do piloto e o marido da vítima, de 58 anos.

A Aeronáutica afirmou que o helicóptero da FAB percorreu área de 312 km², a pelo menos 20 km da costa. O Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, ficou fechado das 15h45 às 17h30 de terça-feira, devido à ação da Força Aérea Brasileira (FAB) dentro da unidade.

“Os aviões da FAB precisam fazer o procedimento livre de qualquer operação de outros aviões. Nesse período teríamos dois voos, que foram cancelados. As empresas fizeram a remarcação e acomodaram em hotéis as pessoas que viajariam nesses voos", informou o superintendente da Infraero do município, João Bosco Bezerra.


O bimotor saiu de Ilhéus às 22h15 de segunda-feira. A viagem até Brasília deveria durar 3h20, mas, sete minutos depois da decolagem, a torre de controle perdeu contato com o piloto. O pintor Luiz Oliveira observou a partida do avião. "Um jatinho... e logo depois, dez minutos, quando eu vi a sirene do aeroporto tocando bem alta", disse.

A aeronave, de prefixo PT-RDG, estava com documentação em dia, segundo registro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Ela tinha capacidade para cinco passageiros e peso máximo de decolagem de 2.073 quilos.

fonte/G1/foto/AbelDias

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...