terça-feira, 21 de outubro de 2014

LUFTHANSA PRATICAMENTE PARADA - PREJUÍZOS ECONÔMICOS GRAVES

B747-81 Lufthansa Jurgen Mai

A Lufthansa cancelou hoje a grande maioria dos seus voos de longo curso de e para o Aeroporto de Frankfurt, assim como um grande número de voos de curta distância e médio curso, incluindo 17 ligações com Portugal, devido à greve dos pilotos que, segundo a companhia aérea, está a causar “prejuízos econômicos graves”.

A greve, a oitava verificada este ano no Grupo Lufthansa, foi decretada pelo sindicado dos pilotos ‘Vereinigung Cockpit’ para o período entre as 13h de ontem, dia 20 de Outubro, e as 23h59 de hoje, dia 21, e começou por ser aos voos de curto e médio curso.

O sindicato dos pilotos estendeu no entanto a paralisação aos voos intercontinentais no dia de hoje, terça-feira, provocando o cancelamento de quase todos os voos de longo curso de e para Frankfurt, segundo uma informação da companhia aérea, que indica que em Dusseldorfe os voos de longo curso operam com normalidade.

A previsão inicial da Lufthansa era realizar 700 dos 2.150 voos previstos para o período da greve, mas após a extensão aos voos de longo curso “tornou necessário o cancelamento de outros voos”.

O ‘Vereinigung Cockpit’ contesta a decisão da Lufthansa de suprimir a regra que permite aos pilotos reformarem-se antecipadamente aos 55 anos mantendo 65% do salário até atingirem a idade da reforma, que a União Europeia recentemente elevou para 65 anos.

Canceladas 17 ligações entre Portugal e Alemanha
A Lufthansa indica que estão canceladas no dia de hoje 17 ligações entre Portugal e Alemanha, designadamente cinco partidas de Lisboa e cinco voos de Frankfurt e Munique com destino à capital portuguesa, duas partidas do Porto e três voos de Frankfurt para o Porto e um voo de Faro e outro de Frankfurt para Faro.

Seis voos cancelados entre a Alemanha e o Brasil
Por via da extensão da greve aos voos intercontinentais nesta terça-feira, dia 21, a Lufthansa já comunicou que foram cancelados os seguintes voos que tinham como destino e partida aeroportos brasileiros:

LH507 São Paulo – Frankfurt

LH506 Frankfurt – São Paulo

LH504 Munique – São Paulo

LH500 Frankfurt – Rio de Janeiro

LH501 Rio de Janeiro – Frankfurt

LH505 São Paulo – Munique (com partida amanhã, dia 22)

A companhia está a atender os clientes afetados pelos cancelamentos, na perspetiva de resolver os problemas suscitados pela greve e encaminhá-los para o seu destino através de outros voos de outras companhias ou adiando as suas viagens.

fonte/NewsAvia

ACIDENTE COM JATO EXECUTIVO FALCON DE "MARGERIE" EM MOSCOU

Christophe de Margerie, presidente e diretor geral da Total, uma das maiores empresas petrolíferas do mundo, morreu esta madrugada num acidente aéreo ocorrido no Aeroporto de Vnokovo, em Moscovo, capital da Rússia, confirmaram diversas agências noticiosas internacionais.

Segundo a imprensa francesa, o patrão da Total, grupo petrolífero multinacional de matriz francesa, que tem cerca de 100.000 empregados em 130 países do mundo, viajava a bordo de um avião executivo Falcon 50 de três reactores que explodiu no aeroporto após ter colidido com uma máquina limpa-neves, no momento em que ia descolar com destino a Paris.

No acidente morreram quatro pessoas: o presidente da Total, um piloto, dois assistentes de bordo. O motorista da máquina limpa-neves, encontra-se detido para interrogatórios .

Christophe de Margerie era o único passageiro e tinha se deslocado à capital russa para participar numa reunião do ‘Foreign Investment Advisory Council’ (FIAC), entidade internacional que agrupa dirigentes de empresas do mundo inteiro e representantes do governo russo, e que, se reúne anualmente a meados do mês de Outubro.

O Aeroporto de Vnokovo é um dos três aeroportos internacionais que servem a capital russa. Está situado a cerca de 30 quilometros do centro da cidade e está especialmente vocacionado para a aviação executiva.

Christophe de Margerie, tinha 63 anos de idade. Cresceu numa família de diplomatas e grandes empresários. Era neto de Pierre Taittinger, fundador do império de luxo e de produção de champanhe Taittinger. Fez carreira na Total, onde passou por diversos cargos superiores até alcançar o topo de uma das maiores empresas industriais francesas, em 2010.

French energy giant Total CEO Christophe

Nesta madrugada, em Paris, na sede da Total, estava concentrado todo o Conselho de Administração da Total em reunião de emergência. Um porta-voz da empresa disse que muitos ainda não acreditam na notícia e que a tragédia caiu como um tremor de terra na sede da companhia.

fonte/foto/NewsAvia

POUSO FORÇADO DE AVIÃO QUASE VIRA UMA TRAGÉDIA NO INTERIOR DO ACRE

Um avião bimotor, prefixo PT-EVN, saiu do município de Santa Rosa do Purus com destino a cidade de Manoel Urbano na tarde deste domingo, 16, e ao  tentar pousar no município de destino, os pneus da aeronave estouraram ao tocar o solo.

Com o problema no pneu, o piloto perdeu o controle da direção e para evitar uma tragédia foi obrigado a guiar o avião para uma matagal próximo a pista visando amortecer o impacto.

De acordo com testemunhas, havia quatro pessoas no avião que era conduzido pelo piloto identificado como Alvaro. Ninguém ficou ferido com a realização da manobra.

3-Copy a

No dia 5 deste mês, dia da eleição, um outro avião de pequeno porte, pilotado por Jona Guilherme, de 63 anos,  caiu na mesma região. Depois de intensas buscas, após três dias, o serviço de resgate localizou a Aeronave. Por sorte, o piloto estava vivo. A aeronave caiu numa região de mata fechada no lago Palmari, a 40 km da cidade de Sena Madureira.

Dia após o resgate, o ac24horas revelou em reportagem exclusiva que a aeronave faz uma voo pirata no interior do Acre. Segundo documentação obtida, a aeronave de matrícula PT-KMS, envolvida no acidente, estava com a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) vencida e com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) cancelado.

fonte/fotoAC24Horas

Dados da aeronave via RAB


MATRÍCULA: PTEVN
 
 
Proprietário:
ALVARO ANTONIO MARQUES
CPF/CGC:

Operador:
ALVARO ANTONIO MARQUES
CPF/CGC:

 
Fabricante:
EMBRAER
Modelo:
EMB-810C
Número de Série:
810248
Tipo ICAO :
PA34
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MLTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 2 MOTORES CONVENCIONAIS
Peso Máximo de Decolagem:
2073 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
005


Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
9948
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
211011


Data de Validade do CA:
05/12/18
Data de Validade da IAM:
061214
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 21/10/2014 07:43:20

VÍDEO DA COLISÃO DE JATO DE TREINAMENTO AIDC-AT3 DA FORÇA AÉREA DE TAIWAN


BRASILEIRO É O QUE MAIS VAI COMPRAR JATOS ATÉ 2014



A demanda por aviões executivos vai somar encomendas de 9,450 mil unidades entre 2014 e 2024, representando negócios da ordem de US$ 280 bilhões para a indústria da aviação mundial nos próximos dez anos. É o que revela a 23ª pesquisa anual realizada pela Honeywall, fornecedora de produtos e serviços de tecnologia aeronáutica, junto a 1,5 mil empresas do setor.

Este ano, o número de aviões que os executivos disseram querer comprar até 2024 é 8% maior que os planos informados em 2013.
O Brasil é o mercado em destaque na pesquisa. Apresenta a maior demanda projetada para os próximo dez anos. O mercado brasileiro vai comprar 482 jatos executivos entre 2014 e 2024, respondendo por 44% de toda a demanda da América Latina nesse período. "Apesar de uma economia relativamente estagnada, a demanda no Brasil permanece entre as mais elevadas do mundo", disse o presidente do setor de aviação gera da Honeywell, Brian Sill.
Segundo ele, o Brasil apresenta uma demanda equilibrada entre modelos maiores, mais caros e de maior alcance, e os aviões menores, mais acessíveis. "A base de aviões no Brasil é grande. Então a renovação da frota sempre tem peso na demanda mundial", disse.
Mas Sill chamou a atenção para o fato de haver uma queda de 11 pontos no percentual de renovação da frota brasileira. Se ano passado os empresários do setor projetavam uma renovação de 39% dos aviões em utilização, este ano o plano de troca representa 28%.
Segundo Sill, esse menor desejo de trocar jatos executivos no Brasil tem relação com uma base maior - o mesmo número de encomendas representa um percentual menor de renovação na medida em que a frota cresce -, mas também mostra cautela ante o cenário econômico doméstico.
Segundo o estudo da Honeywell, 19% das 9.450 encomendas de aeronaves a serem feitas até 2024 serão assinadas já em 2014. Outros 19% em 2015, depois 14% em 2016 e mais 22% desses pedidos serão efetivados em 2016.
Se o cenário projetado na pesquisa da Honeywell se confirmar, 23% da atual frota de aeronaves executivas será renovada até 2017. Esse percentual está em linha com o que fora traçado no levantamento da companhia em 2013.
"Para 2015, o mercado sinaliza que continuará crescendo puxado pelos lançamentos de novos modelos e pela melhora do ambiente econômico global", diz Sill.
Entre os tipos de aviões executivos que serão comprados nos próximos três anos, 46% serão de aeronaves de cabine grande. Os modelos médios serão 28% das unidades compradas. Já os jatos menores representarão 26% dos pedidos.
À frente da América Latina, que terá 17% das encomendas de jatos até 2024, estão a América do Norte, com 59%, e Europa, com 18%. As regiões da Ásia e do Oriente Médio, juntas, somam 6% da demanda.

fonte/Valor

AEROPORTO DE SOROCABA RECEBERÁ IMPLANTAÇÃO DE TORRE DE CONTROLE


Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) publica em outubro edital de licitação para implantação da torre de controle do aeroporto Bertram Luiz Leopolz, em Sorocaba(SP). O valor previsto para as obras é de R$ 14,6 milhões.

As obras tem previsão de início em dezembro de 2014 e conclusão em abril de 2016. O pacote de melhorias contempla a construção da torre de controle com 500 metros quadrados, subestação principal, anexos operacionais e vias de acessos operacionais. Além disso, serão implantados dois grupos geradores, dois conjuntos de transformadores, reguladores de corrente contínua e infraestrutura elétrica e de emergência.
De acordo com o Daesp, a implantação da torre de controle vai dar maior segurança de voo aos usuários do aeroporto de Sorocaba, que é o principal voltado à aviação geral no interior do estado.
As obras de implantação da torre serão executadas com recursos do governo do estado.

fonte/G1

DRONE ESPIANDO A VIZINHA DE TOP LESS