segunda-feira, 11 de julho de 2016

EMPRESA CANADENSE COMPRA 12 JATOS DA EMBRAER



A AirSprint, Inc., empresa com sede em Calgary, no Canadá, assinou contrato de compra de até 12 jatos Legacy 450 da Embraer, em dois pedidos firmes. Um com entrega prevista para o quarto trimestre de 2016, e mais 10 direitos de compra, com data de entrega a partir do primeiro trimestre de 2017. O acordo tem valor estimado de US$ 198 milhões. O anúncio foi feito pela Embraer em feira no Canadá.

fonte/foto/OVale

HÉRCULES C-130 DA FORÇA AÉREA PORTUGUESA EXPLODE NA BASE AÉEREA DE MONTIJO

FAP C130 PauloBrito_PXO 900px

Um avião de transporte militar e logístico da Força Aérea Portuguesa, um Lockheed C130 Hércules, explodiu e incendiou-se nesta segunda-feira, dia 11 de julho, quando estava na Base Aérea do Montijo, nos arredores da cidade de Lisboa, noticiaram os canais noticiosos das estações televisivas portuguesas.
O acidente terá ocorrido pelas 12h00 locais quando a aeronave, que transportava sete militares entre pilotos e passageiros, estava sobre uma das pistas do aeródromo da base militar. As primeiras notícias indicam que há três mortos confirmados e um ferido grave, revelou o canal ‘SIC Notícias’. Os restantes ocupantes estão a ser avaliados por equipas médicas da Base do Montijo.

A Força Aérea Portuguesa, através do coronel Rui Roque, disse ao canal português TVI que não há mais informações enquanto não estiver clarificada a situação em que ocorreu o acidente, não estando ainda confirmada em que fase do procedimento de voo aconteceu: se na descolagem, se na aterragem (pouso)

fonte/foto/NewsAvia.

ATUALIZADO VIA SAPO.PT

Um avião C130 da Forca Aérea terá ficado em chamas na pista, ao final da manhã, na base aérea do Montijo. Não foi ainda possível confirmar o que esteve na causa do incidente, mas ao que tudo indica o acidente terá provocado a morte a três pessoas. Terá ainda provocado um ferido.

Neste momento, decorrem as operações de controlo na própria pista da base aérea, tendo sido acionados os meios de socorro da própria base: no local está uma viatura dos bombeiros e uma ambulância, com apoio de médicos e enfermeiros.

A Força Aérea refere que, neste momento, não vão ser prestados quaisquer esclarecimentos nem confirma o incidente. Mas, ao SOL, fontes daquele ramo das forças armadas confirmam a informação. As explicações oficiais serão dadas mais tarde, quando tiverem sido apurados mais dados sobre o incêndio.

ATUALIZADO VIA JN.PT

Um C-130 da Força Aérea Portuguesa incendiou-se, esta segunda-feira de manhã, na Base Aérea número 6, no Montijo.
Segundo apurou o JN, há pelo menos três mortos e um ferido graves.
O C-130 em causa pertence à esquadra 501, conhecida como "Os Bisontes". Estaria a levantar voo, na Base Aérea do Montijo, quando começaram as chamas, no interior da aeronave, por razões desconhecidas.
O incidente causou ainda mais três feridos, cujo estado de saúde vai ser avaliado.
Contactado pela Lusa, o porta-voz da Força Aérea, coronel Rui Roque, confirmou que houve um acidente com uma aeronave na Base Aérea nº 6 e remeteu para mais tarde a divulgação de novos dados.
O porta-voz da FA afirmou que, cerca das 14.15 horas, estava a ser dada atenção às questões de segurança no local e à aferição do estado da tripulação da aeronave.
As circunstâncias e as causas do acidente serão alvo de averiguações, indicou o porta-voz.
De acordo com a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil na internet, o alerta para o acidente foi dado às 12:20 horas e pelas 14.30 horas estavam no local 49 operacionais e 16 veículos.

 

HÉRCULES C-130 DA FORÇA AÉREA PORTUGUESA EXPLODE NA BASE AÉEREA DE MONTIJO

FAP C130 PauloBrito_PXO 900px

Um avião de transporte militar e logístico da Força Aérea Portuguesa, um Lockheed C130 Hércules, explodiu e incendiou-se nesta segunda-feira, dia 11 de julho, quando estava na Base Aérea do Montijo, nos arredores da cidade de Lisboa, noticiaram os canais noticiosos das estações televisivas portuguesas.
O acidente terá ocorrido pelas 12h00 locais quando a aeronave, que transportava sete militares entre pilotos e passageiros, estava sobre uma das pistas do aeródromo da base militar. As primeiras notícias indicam que há três mortos confirmados e um ferido grave, revelou o canal ‘SIC Notícias’. Os restantes ocupantes estão a ser avaliados por equipas médicas da Base do Montijo.

A Força Aérea Portuguesa, através do coronel Rui Roque, disse ao canal português TVI que não há mais informações enquanto não estiver clarificada a situação em que ocorreu o acidente, não estando ainda confirmada em que fase do procedimento de voo aconteceu: se na descolagem, se na aterragem (pouso)

fonte/foto/NewsAvia.

ATUALIZADO VIA SAPO.PT

Um avião C130 da Forca Aérea terá ficado em chamas na pista, ao final da manhã, na base aérea do Montijo. Não foi ainda possível confirmar o que esteve na causa do incidente, mas ao que tudo indica o acidente terá provocado a morte a três pessoas. Terá ainda provocado um ferido.

Neste momento, decorrem as operações de controlo na própria pista da base aérea, tendo sido acionados os meios de socorro da própria base: no local está uma viatura dos bombeiros e uma ambulância, com apoio de médicos e enfermeiros.

A Força Aérea refere que, neste momento, não vão ser prestados quaisquer esclarecimentos nem confirma o incidente. Mas, ao SOL, fontes daquele ramo das forças armadas confirmam a informação. As explicações oficiais serão dadas mais tarde, quando tiverem sido apurados mais dados sobre o incêndio.

MONOMOTOR DA RASANTE EM PRAIA DE PERUÍBE E ASSUSTA BANHISTAS


Um avião monomotor flagrado dando um rasante em uma praia de PERUÍBE, no litoral de São Paulo, assustou banhistas na tarde do último sábado (9). A manobra foi registrada em vídeo por um morador da cidade que acompanhava um grupo de turistas em uma observação de pássaros. Em contato com o G1, o dono da aeronave confirmou que estava abaixo da altura permitida, porém, afirmou que ninguém foi colocado em risco.

As imagens foram registradas no início da tarde de sábado, na praia do Guaraú. O avião modelo V35B sobrevoava o mar da cidade a poucos metros da água. No vídeo, é possível observar pelo menos dois surfistas dentro da água, além de outras pessoas caminhando na faixa de areia.

"Trabalho com observação de pássaros e o avião passou bem na hora que estávamos fotografando as aves na praia. Tinha crianças e surfistas na hora. Já pensou se perde o controle?", questionou o biólogo Fábio Donizetti, autor do vídeo.
Imprudência
 
O G1 conversou com três pilotos que costumam sobrevoar as praias da região. Eles afirmaram que houve imprudência na atitude do piloto e que, por recomendação da própria Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), esse tipo de voo é limitado a cerca de 1 mil pés, o que dá aproximadamente 300 metros. 

Justificativa
O proprietário da aeronave e também piloto José Santos Gonçalves justificou que o monomotor estava sobre o mar por conta de uma filmagem de uma reportagem. "Concordo que estava a menos de 300 metros, mas não houve nenhum risco para os banhistas. A tomada da filmagem era para obter detalhes da praia e do Costão, entre o Guaraú e Peruíbe", destacou.
Em contato com a reportagem, a Anac afirmou no último domingo que vai checar com o setor de fiscalização se já há algum processo para investigar o caso. Até a publicação desta reportagem, no entanto, a Agência não divulgou novas informações.

fonte/foto/G1

dados da aeronave via RAB

MATRÍCULA: PTJNI

Proprietário:

CPF/CGC:

Operador:
CPF/CGC:

Fabricante:
BEECH AIRCRAFT
Modelo:
V35B
Número de Série:
D-9627
Tipo ICAO :
BE35
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR CONVENCIONAL
Peso Máximo de Decolagem:
1542 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
005


Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
7634
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
030512


Data de Validade do CA:
19/01/21
Data de Validade da IAM:
190217
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 11/07/2016 11:37:07

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...