quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

NEVASCA EM WASHINGTON DERRUBA TETO DE HANGAR EXECUTIVO

Fotos dos estragos que a neve anda fazendo nos Estados Unidos, precisamente em Dulles. 
As fotos foram recebidas pelo editor do blog AVIAÇÃO & MÚSICA, " LITO". 

Visitem o Blog, artigos técnicos e curiosidades.

http://www.avioesemusicas.com

 

  

  

 

HELICÓPTERO DO EXÉRCITO CAI EM SÃO PEDRO DA ALDEIA, RIO DE JANEIRO

 Um helicóptero do Exército Brasileiro caiu por volta das 9h45m desta quarta-feira enquanto realizava um exercício de Pilotagem Tática na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos.
Segundo nota do Comando Militar do Leste (CML), um major e um tenente que estavam no helicóptero sofreram ferimentos moderados. Eles foram medicados na própria Base Aérea e levados para o Hospital Central do Exército (HCE), onde permanecerão em observação. Ainda segundo o CML, ambos não correm risco de morrer. 

O helicóptero era operado pelo Centro de Instrução de Aviação do Exército (CIAVEX), localizado em Taubaté (SP). O CML informou que será aberta uma investigação para apurar as causas do acidente. 

fonte/OGlobo

CINEGRAFISTA DA RECORD QUE SOFREU ACIDENTE COM HELICÓPTERO PIORA, DIZ BOLETIM MÉDICO

O cinegrafista da TV Record Alexandre Silva de Moura, 36 anos, que ficou gravemente ferido após um acidente de helicóptero na manhã desta quarta-feira (10), apresentou "discreta piora nos padrões hemodinâmicos" e precisou passar por uma reposição sanguínea, de acordo com o boletim médico do Hospital Itacolomy, no Butantã, zona oeste de São Paulo. Ele continua em coma induzido, com respiração assistida, e o quadro é considerado grave e instável.

O helicóptero da TV Record, modelo Esquilo prefixo PT-YRE, que sobrevoava a cidade de São Paulo na manhã de hoje caiu no gramado do Jockey Club, na zona sul, por volta das 7h20. O piloto da aeronave, Rafael Delgado Sobrinho, 45, morreu.

O cinegrafista, conhecido como “Borracha”, foi socorrido pela equipe médica do Jockey Club, onde a aeronave caiu.
De acordo com o primeiro boletim médico, Borracha foi recebido no hospital por volta de 7h45, recebeu o primeiro atendimento na emergência e foi levado para a UTI devido à gravidade do caso.

"No momento, encontra-se em coma induzido e apresenta quadro de contusão no tórax, com fratura de costelas, fraturas de vértebras lombares, fratura de maxilar, trauma abdominal fechado, além de trauma crânio-encefálico com hemorragia cerebral", dizia o texto.

Segundo imagens captadas pela TV Globo, cujo helicóptero sobrevoava área próxima, a aeronave Águia Dourada da Record rodopiou no ar e caiu ao tentar fazer um pouso de emergência no gramado do Jockey.

As causas do acidente ainda são desconhecidas. A Aeronáutica informou na manhã desta quarta-feira que já foram iniciadas as investigações para determinar as causas da queda do helicóptero.
A aeronave, que era usada para reportagens de todos os programas jornalísticos da TV, ficou completamente destruída.

Em nota, a Rede Record afirmou que "a aeronave estava operando normalmente, atendendo a todos os telejornais da manhã, em sobrevoo pela cidade de São Paulo, quando a equipe relatou dificuldades. Em seguida perdemos o contato com o aparelho."

"Neste momento, nossa preocupação é confortar e oferecer toda a assistência às famílias dos colegas diante desta fatalidade. A Rede Record está empenhada junto com as autoridades para esclarecer as causas deste acidente", diz o texto.
fonte/Terra

RETRAÇÃO DOS FLAPS PREVENIU COLISÃO COM SISTEMA ILS NO ACIDENTE COM B777-200ER DA BRITISH AIRWAYS

Investigadores acreditam que uma rápida redução nos flaps do 777-200ER da British Airway,s que caiu no aeroporto de Heathrow , ajudou a salvar uma possível colisão com as antenas do sistema de pouso por instrumentos, ILS.

Durante a aproximação, a aeronave encontrava-se configurada para pouso, com flaps em 30º, porem, no momento em que ambos os motores perderam potência total devido à formação de gelo nas células de combustível, o comandante reduziu os flaps para 25º, possibilitando um planeio maior, evitando as antenas.


fonte/Flight/PousadaDasNoticiasCmraDanieleCarreiro

ANAC PRORROGA INSCRIÇÕES PARA BOLSAS EM CURSOS DE PILOTO DE AVIÃO

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) prorrogou para até 25 de março o período de inscrições do processo seletivo para 213 bolsas de estudo em cursos de Piloto Privado (139 vagas) ou de Piloto Comercial (74 vagas). O prazo seria encerrado na próxima sexta-feira, dia 12. As vagas são oferecidas em convênio com 19 aeroclubes dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Maranhão e Tocantins.

Podem participar homens e mulheres, de 18 a 35 anos. Para se inscreverem, os interessados terão que apresentar certificado de aprovação no curso teórico, documento de aprovação no exame da Anac e comprovante de que já realizaram pelo menos 25% da carga horária de voos necessária para a categoria - nove horas para piloto privado e 29 horas para piloto comercial. (Acesse aqui o edital e a ficha de inscrição)

Os candidatos passarão por prova teórica e avaliação prática de proficiência em aeronave de instrução. A prova objetiva foi remarcada para o dia 18 de abril, às 9h, na cidade escolhida pelo candidato no momento da inscrição.

Os aprovados na prova objetiva - com pelo menos 70% de aproveitamento - terão a documentação analisada de acordo com o número de vagas disponíveis no aeroclube escolhido e serão submetidos ao exame de Proficiência Técnica, também de caráter eliminatório. Somente depois dessa etapa é que os aprovados terão direito às bolsas. As aulas práticas serão agendadas diretamente com o aeroclube. A ANAC fará o acompanhamento, a assessoria e a fiscalização dos aeroclubes. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail: capacitacao.ger5@anac.gov.br.

fonte/O Globo

FOTOS DO ACIDENTE COM HELICÓPTERO DA TV RECORD



foto/ Lucas Lacaz Ruiz/Terra

VÍDEO DO ACIDENTE GRAVADO PELO HELICÓPTERO DA GLOBO

VÍDEO DO ACIDENTE COM HELICÓPTERO DA RECORD

HELICÓPTERO DA RECORD CAI NO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO




Um helicóptero da TV Record caiu no Jockey Club de São Paulo na manhã desta quarta-feira. Uma pessoa morreu no acidente e outra ficou ferida e foi socorrida. As informações são do Corpo de Bombeiros.

A corporação foi acionada para atender o caso às 7h26 e enviou sete viaturas para o local. Os Bombeiros não souberam informar quais teriam sido as causas do acidente.

A emissora afirmou que estavam no helicóptero o cinegrafista Alexandre Borracha e o piloto Rafael Delgado Sobrinho, que foram levados em estado grave para o hospital São Luiz, mas o piloto não resistiu aos ferimentos. Além disso, a TV disse que o helicóptero estava fazendo imagens de um acidente quando ocorreu a queda.
 

A Aeronáutica afirma que militares do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV) foram para o local da queda para fazer uma investigação preliminar das causas do acidente.

fonte/foto/Terra/R7


via O GLOBO/

Reprodução de imagem TV Globo Reprodução de imagem TV Globo

Um helicóptero da TV Record caiu nesta quarta-feira, por volta de 7h30m, após tentar fazer um pouso de emergência no pátio do Jockey Club, na Zona Sul de São Paulo. Imagens gravadas pelo helicóptero da Globo mostram o aparelho rodopiando no ar e caindo no gramado. Segundo informação de Fábio Camacho, médico veterinário do Jockey Club, o piloto Rafael Delgado Sobrinho, 45 anos, não resistiu e morreu no local. O cinegrafista Alexandre da Silva Moura, 36 anos, conhecido como Alexandre Borracha, foi encaminhado a um hospital da região. Ele estava com o rosto cheio de sangue, estava consciente e reclamava de dores. 

( TV Globo: Veja imagens da queda do helicóptero gravadas pelo Globocop )

Durante o voo, o piloto do helicóptero da TV Record fez contato com o piloto da Globo. Os dois aparelhos tinham acabado de fazer imagens aéreas da Avenida Morumbi, na Zona Sul da cidade, onde uma quadrilha usou uma carreta para bloquear a via e tentar assaltar uma agência do Unibanco. O bando fez reféns num posto de gasolina e em uma farmácia vizinhos. 

Dato de Oliveira, piloto do Globocop, afirmou que as duas equipes estavam fazendo imagens da Avenida Morumbi e que Rafael fez contato com ele pelo rádio , falando da instabilidade do aparelho, que seria decorrente de uma pane no rotor de cauda, a hélice traseira do helicóptero.
Oliveira teria então sugerido o pouso de emergência e Rafael seguiu para o Jockey, onde o aparelho acabou caindo. 

- Tenho certeza absoluta que ele veio para cá porque sabia que aqui, se acontecesse algo, não atingiria outras pessoas. Se fosse na Marginal, seria mais grave - disse Dato, acrescentando que este tipo de pane na hélice é muito rara e que o rotor de causa é vital para um helicóptero, pois o mantém no eixo.
Dato afirmou que, logo em seguida, ele também pousou no pátio do Jockey Club, para ajudar no socorro. O piloto desligou a bomba de combustível, a bateria e a chave geral do helicóptero para evitar incêndio. Ao chegar perto do aparelho, viu o colega caído, desacordado.
- O Rafael era um amigo de muito tempo. A gente sempre se falava pelo rádio nos voos. Era um profissional consciente, de grande tranquilidade, excelente. Foi uma fatalidade.


Primeiro a fazer o atendimento no local do acidente, o soldado da PM Fabio Cézar disse o piloto já estava morto e o cinegrafista, muito nervoso, foi imobilizado e encaminhado ao Hospital Itacolomi Butantã. Segundo o PM, o cinegrafista apresentava sangramento na boca e dores nas costas.
Por volta de 9h20m, o corpo do piloto foi removido pelo IML. Peritos da Aeronáutica chegaram ao local para verificar o aparelho e iniciar os trabalhos para descobrir a causa do acidente. 

fonte/Oglobo

ERRO DO PILOTO CAUSOU QUEDA DO AVIÃO DA ETHIOPIAN


Erro do piloto foi a causa do acidente aéreo da Ethiopian Airlines próximo à costa libanesa no mês passado que matou todas as 90 pessoas a bordo, informou uma fonte ligada à investigação do acidente nesta terça-feira.

"A equipe de investigação chegou a uma conclusão prévia de que foi um erro do piloto, baseado nas informações na caixa-preta", disse a fonte à Reuters.

Uma equipe de investigação envolvendo autoridades libanesas, francesas e etíopes foram à França na segunda-feira com os gravadores, conhecidos como "caixas-pretas", para análise.

O Boeing 737-800 se acidentou minutos depois de decolar de Beirute, dia 25 de janeiro. Os corpos de pelo menos 23 vítimas foram resgatados até agora.

Fonte/foto/Reuters/O Globo/AP

LÍBANO DIZ QUE AVIÃO DA ETHIOPIAN AIRLINES EXPLODIU EM PLENO VOO


Parentes das vítimas do acidente com avião da Ethiopian Airlines acompanham o trabalho de resgate do exército libanês em Naameh, sul de Beirute

O avião da Ethiopian Airlines que caiu no litoral do Líbano, em 25 de janeiro com 90 passageiros a bordo, explodiu em pleno voo pouco depois de decolar do aeroporto de Beirute, informou nesta terça-feira o ministro libanês da Saúde.

"O avião explodiu em pleno voo e a fuselagem, assim como as pessoas a bordo do mesmo, foram jogadas no mar, em diferentes lugares", indicou a imprensa Mohammad Jawad Khalifé, explicando as razões pelas quais alguns dos corpos resgatados se encontravam desmembrados.

É a primeira vez que um funcionário do governo libanês afirma em públilco que o Boeing 737-800 explodiu minutos depois de decolar durante uma tempestade.

Um funcionário do ministério da Defesa havia indicado no dia do acidente que o Boeing se desintegrou em quatro partes antes de cair. Várias testemunhas afirmaram ter visto uma bola de fogo cair no mar.

Depois do acidente do avião etíope, o governo libanês descartou imediatamente a hipótese de um ato de sabotagem.

A cabine do piloto, a parte traseira do aparelho e outros pedaços foram encontrados, assim como as caixas pretas.

Indagado pela AFP, o ministro do Transporte, Ghazi Aridi, se negou a fazer comentários.

Vários especialistas consultados pela AFP assinalaram que o mau tempo pode não ter sido a única causa da catástrofe, e aventaram um problema de motor ou da parte hidráulica do aparelho.

fonte/foto/AFP

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...