quarta-feira, 22 de agosto de 2012

MOTOCICLISTA É DECAPITADO AO SER ATINGIDO POR AVIÃO EM PAUINI, AMAZONAS


Um motociclista morreu, na tarde desta quarta-feira (22), ao ser atingido por um avião no município de Pauini, a 923km de Manaus. A vítima foi decapitada. De acordo com a representação do município na capital, o homem atravessava a pista de pouso da cidade no momento do acidente.

Segundo o Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), da Força Aérea Brasileira (FAB), a empresa responsável pela aeronave informou que o piloto passa bem, mas o avião foi danificado. Dois investigadores do Seripa serão encaminhados ao município para apurar as causas do acidente. O piloto do avião prestou depoimento à Polícia Civil.

Ainda segundo a representação do município, a pista de pouso estava interditada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) desde o último ano, quando foi registrado outro acidente no local. A Agência não confirmou a interdição e informou ao G1 que a construção de aeródromos e pistas de pouso são de responsabilidade do órgão, em conjunto com município e governo estadual.

O município não possui aeroporto. A pista de pouso de Pauini, onde ocorreu o acidente, é localizada no centro da cidade. De acordo com moradores, após registro de um acidente, o local foi cercado por arame farpado, mas devido à falta de manutenção a cerca foi rompida em diversos pontos.

fonte/G1/foto/LuizCarlosDaSilva
Enhanced by Zemanta

ÁFRICA DO SUL NÃO ADMITE PILOTOS-CADETES BRANCOS

Transportadora aérea estatal não admite pilotos-cadetes brancos 

A companhia aérea South African Airways (SAA) anunciou que não admitirá pilotos-cadetes de raça branca para os seus quadros de pessoal, pretendendo com a medida "ajustar a demografia humana da empresa à demografia do país".

O jornal Beeld, que hoje noticiou a nova política de admissões da transportadora aérea nacional, relatou o caso de um jovem candidato, detentor de uma licença de piloto comercial, que foi sumariamente rejeitado pela SAA por ser branco.

Na sequência da reportagem, o porta-voz da empresa confirmou ao jornal que, ao abrigo dos novos regulamentos internos, a SAA não admite mais pilotos para treino que sejam de raça branca, considerando a medida no âmbito da política oficial de ação afirmativa e que se destina a "inverter as desigualdades do passado".

"Apenas 15 por cento dos nossos pilotos são não brancos, e nesses incluem-se indianos e mestiços. Os restantes são brancos e 91 por cento do sexo masculino", explicou o porta-voz, Kabelo Ledwaba.

Ledwaba reiterou que a SAA apenas admitirá pilotos, ou pilotos-cadetes, de raça branca, em casos em que não consiga encontrar ou recrutar não-brancos para as tripulações das suas aeronaves.

Reagindo à notícia, a maior força da oposição parlamentar (a Aliança Democrática, AD), considerou "lamentável que a SAA tenha decidido excluir pessoas dos seus programas de treino de pilotos, com base na raça ou género".

"Nenhum sul-africano deveria ser excluído do mercado de trabalho com base na cor da sua pele ou na combinação de cromossomas que por acaso possui", disse a deputada da AD Natasha Michael.

Michael referiu que "a descriminação racial era o conceito do apartheid e não tem lugar na Africa do Sul democrática", afirmando que a Aliança Democrática é inequivocamente contrária à ideia de impor quotas raciais de forma generalizada porque tal atitude é uma forma de descriminação tão grave como o foi o regime do "apartheid".

Também o sindicato Solidariedade criticou severamente a companhia aérea estatal na sequência das notícias vindas hoje a lume. O seu secretário-geral, Dirk Henman, ameaçou lançar uma campanha destinada a desviar passageiros da SAA para outras companhias aéreas se a política de admissões não for de imediato abandonada a favor de outra mais justa e equilibrada.

fonte/Economico.pt

EDRA AERONÁUTICA É RESPONSÁVEL PELA FORMAÇÃO DE 75% DOS PILOTOS DE HELICÓPTEROS DA FORÇA PÚBLICA BRASILEIRA


Cerca de 75% dos pilotos de helicóptero que atuam hoje no Corpo Bombeiros, na Polícia Militar, Civil, Polícia Federal, Defesa Civil e outros órgãos públicos passou pela escola de formação Edra, em Ipeúna, no interior de São Paulo. São profissionais atuando hoje em operações especiais nos 27 Estados da federação.

“O poder público escolhe a Edra para formar os pilotos por causa do formato do curso oferecido, com imersão total e possibilidade de fazer cursos complementares, como o Utepas (para escapar de aeronave submersa) e o voo por instrumento (IFR)”, disse Rodrigo Scoda, diretor da Edra Aeronáutica.

A Edra é uma das mais tradicionais escolas de formação de pilotos do Brasil, já tendo formado mais de 2.300 pilotos. Mensalmente, mais de 60 pessoas passam pela Edra, que já se tornou conhecida no mercado por oferecer um modelo de curso com dedicação integral. A escola conta com alojamento para os pilotos durante os meses de treinamento. 

Na escola de formação de pilotos Edra, são usados helicópteros fabricados pela Schweizer, a mais antiga fábrica de aeronaves americana. A empresa começou em 1937, produzindo planadores. De 1983 em diante ingressou na área de helicópteros ao adquirir a licença para os modelos Hughes.  Atualmente, fabrica helicópteros para uso particular, patrulhamento policial, treinamento civil e militar. A Edra, além de ser cliente da Schweizer, representa a marca no Brasil. 

Atualmente, a escola conta com seis helicópteros, mas até o fim do ano serão oito. Todos usados nos diversos cursos de formação de pilotos oferecidos pela Edra: ground school, piloto privado, piloto comercial, instrutor de voo, IFR (certificado para voo por instrumento), entre outros. Mais informações www.edraaeronautica.com.br 

fonte/Divulgação

GOL ALEGA GREVE EM AEROPORTOS E SUSPENDE VOO PARA BUENOS AIRES

Um voo da Gol Linhas Aéreas de Porto Alegre para o Aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, foi cancelado na manhã desta quarta-feira. Outros dois, os voos G3 7691 e G3 7690 entre Florianópolis e a Capital argentina, também foram suspensos. 

A arquiteta Paula Hagel, que fez o check-in do voo 7648 no Aeroporto Salgado Filho, marcado às 11h30min, não conseguiu embarcar. O motivo alegado pela companhia seria a manifestação de sindicalistas no aeroporto de Ezeiza em Buenos Aires, o que estaria prejudicando as operações. 

— A Gol informou apenas que estão suspensos todos os pousos e decolagens com este destino — disse Paula, por telefone.

Os passageiros estão sendo reaolocados em voos de outras companhias que pousam no Aeroparque, em Buenos Aires.

fonte/ZeroHora
Enhanced by Zemanta

AVIÃO DESAPARECIDO PERDEU CONTATO COM TORRE APÓS DECOLAGEM, DIZ FAB


A Força Aérea Brasileira (FAB) afirmou, na tarde desta quarta-feira (22), que o avião de pequeno porte, modelo PA-46R, desaparecido desde a noite desta terça (21), perdeu o contato com a torre de controle logo após a decolagem, no Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Segundo o órgão, o registro da decolagem aconteceu às 19h35 e na aeronave estavam o piloto e o copiloto.

A Força Aérea afirmou ainda que um helicóptero da corporação e um navio da Marinha ajudam nas buscas, feita pelo Corpo de Bombeiros. A FAB  não descarta a chance do avião ter feito um pouso de emergência em algum lugar, no estado do Rio.

A Marinha continua efetuando as buscas, desde as 7h desta quarta, na costa do estado do Rio. A varredura abrange o litoral da cidade, desde a Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, até Paraty, na Costa Verde Fluminense.

Agentes da Capitania dos Portos de Paraty e das delegacias dos portos de Angra dos Reis e Itacuruçá dão apoio à Marinha nas buscas. A aeronave comercial seguia para o Campo de Marte, em São Paulo, mas não chegou ao local de origem.

Ainda não há informações sobre as circunstâncias da queda do avião, nem da identificação dos tripulantes.

Nota- segundo informações obtidas a aeronave é um PA-46R, Matrix, PT-FEM

fonte/G1
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...