quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

AEROPORTO DE SÃO PEDRO, NOS AÇORES, PASSA NA CERTIFICAÇÃO


A certificação emitida pela Agência de Aviação Civil acaba de ser confirmada pelo presidente da ASA. Mário Paixão Lopes assegura que a partir deste momento o aeroporto de S. Pedro já pode receber voos internacionais.

Amanhã, deverá escalar o aeroporto um Boeing da TACV com destino a Fortaleza, Brasil.

A inauguração do aeroporto internacional está marcada para o próximo dia 22.

fonte/Expresso das Ilhas

ULTRALEVE CAI EM PIRAQUARA E PILOTO FICA LEVEMENTE FERIDO



Um ultraleve caiu no início da noite de terça-feira (15) na cidade de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. A aeronave experimental, modelo KR-2, fazia um voo na área do Graciosa Ultraleve Clube do Paraná, no Jardim Primavera, quando, por volta das 19h30, foi parar em uma área de banhado próxima ao quartel do Corpo de Bombeiros da cidade. O piloto do ultraleve, Adão Antunes de Campos Filho, de 34 anos, sofreu ferimentos leves.

De acordo com uma testemunha ouvida pelo telejornal Bom Dia Paraná, da RPC TV, o piloto desviou de algumas casas antes de cair no banhado, depois que não conseguiu fazer o pouso na pista do clube. O Graciosa Ultraleve Clube do Paraná é uma área privativa de voo utilizada para treinamento e atividades esportivas.


Segundo Florêncio Barlera Netto, representante regional da Associação Brasileira de Ultraleves (Abul), Campos é um piloto habilitado e tem experiência tanto com aeronaves de pequeno porte quanto com helicópteros. “Não estava lá e não vi o acidente, mas é bastante provável que ocorreu uma pane no motor, que o impediu de fazer o pouso”, diz Netto. “O procedimento que o piloto tomou foi o mais correto possível: desviou de moradias e procurou uma área livre e de banhado para amenizar a queda”, diz.

Ainda segundo Netto, a aeronave era de propriedade do próprio piloto. Campos foi atendido por uma equipe do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e encaminhado ao Hospital Cajuru, em Curitiba, com escoriações no rosto. De acordo com o hospital, ele passou por exames de tomografia e nenhum trauma foi constatado. A previsão era que ele tivesse alta ainda na manhã desta quarta-feira (16). 

fonte/portalrpc

RYANAIR ESTABELECE BASE EM FARO COM 14 NOVOS DESTINOS

O Aeroporto de Faro, em Portugal, vai passar a ter, a partir de Março de 2010, uma base operacional permanente da Ryanair. A transportadora irlandesa de baixo custo investe mais de 200 milhões de euros em três aeronaves e 14 novas rotas, num total de 27.

Billund (Dinamarca), Eindhoven e Maastricht (Holanda), Madrid (Espanha), Oslo (Noruega), Estocolmo (Suécia), Paris e Marselha (França), Milão (Itália), Memmingen (Alemanha), Birmingham, Derry, Kerry e Knock (Reino Unido) são os novos destinos.

A Ryanair espera aumentar o tráfego em Faro para 1,3 milhões de passageiros a partir do próximo ano. O presidente do Turismo do Algarve considera que a região fica assim «mais perto do mundo e a preço acessível», cita o mesmo jornal.

Nuno Aires acredita que a nova base comporta um novo «dinamismo ao destino e reforça a aposta em países emissores que interessam à região, como a Noruega, a Dinamarca, a Suécia, a França ou Espanha, um mercado de proximidade».

fonte/A Bola

COMBATENTES XIITAS MONITORAM AVIÃO DOS EUA COM SOFTWARE DE US$ 25

Combatentes xiitas no Iraque usaram softwares à venda na internet - como o SkyGrabber, que pode ser comprado por US$ 25,95 - para capturar regularmente as imagens produzidas pelo Predador, modelo de avião não tripulado utilizado para espionagem e ataques pelos Estados Unidos, informou hoje o jornal "The Wall Street Journal".

A obtenção das imagens geradas pelos aviões pode fornecer aos insurgentes informações importantes sobre os alvos militares, dentre eles estradas e outras instalações. A interceptação, feita pela primeira vez um ano atrás, foi possível porque os aviões de controle remoto tem links de comunicação desprotegidos, afirmou o jornal.

Nos últimos meses, os militares descobriram evidências de pelo menos uma ocasião em que os insurgentes no Afeganistão também monitoraram os vídeos de aviões não tripulados norte-americanos, disse um funcionário da defesa norte-americana, que falou em condição de anonimato. Ele não tinha detalhes sobre quantas fezes isso aconteceu no Afeganistão ou por qual grupo combatente.

O Departamento de Defesa abordou a questão e está trabalhando na codificação de todos os vídeos feitos no Iraque, Afeganistão e Paquistão, disseram funcionários da Defesa. Um deles lembrou que a atualização da codificação dos aviões não tripulados é um processo longo porque existem pelo menos 600 aeronaves desse tipo, além de milhares de estações em solo que devem passar pelo processo. Os funcionários disseram que os sistemas em áreas mais importantes serão atualizados primeiro.

Dale Meyerrose, ex-chefe de informação da comunidade de inteligência dos Estados Unidos, comparou o problema ao fato de criminosos de rua ouvirem transmissões policiais. "Este foi apenas um dos sinais, um sinal transmitido, não houve trabalho de hackers. É a interceptação de um sinal transmitido", disse Meyerrose, que trabalhou para colocar em campo os sistemas por controle remoto na década de 1990, quando ele era alto funcionário da Força Aérea.

O problema, disse ele, é que quando os aviões não tripulados foram desenvolvidos eles usavam equipamentos comerciais e com o tempo eles se tornaram vulneráveis a interceptações.

Tecnologia vulnerável

O Predador pode voar por horas, sendo controlado por pilotos a quilômetros de distância. Ele pode carregar armas e é parte de um crescente arsenal que inclui o Reaper e o Raven, bem como um novo sensor de vídeo de alta tecnologia chamado Gorgon Stare, que está sendo instalado nos Reapers.

O Exército tem conhecimento da vulnerabilidade dos aviões há mais de uma década, mas acreditava que os adversários não seriam capazes de explorar a falha. Os Estados Unidos também gastam bilhões de dólares no combate às bombas caseiras, o artefato que mais mata tropas norte-americanas e a principal escolha dos militantes, que têm fácil acesso aos materiais necessários para produzi-las.

Eles usam as modernas redes de telecomunicações para trocar informações sobre como melhorá-las. O porta-voz do Pentágono Bryan Whitman disse que o Exército avalia continuamente as tecnologias usadas e rapidamente corrige qualquer vulnerabilidade encontrada.

 
fonte/Estadão

DECRETO REGULA PULVERIZADORES NO MATO GROSSO

O governo do Estado do Mato Grosso publicou no último dia 10 de dezembro, o decreto nº 2283/09, que trata da regulamentação da lei do agrotóxico. O fato foi uma vitória para o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola, uma vez que o documento determina, pela primeira vez, regras claras para o uso de aplicadores tratorizados, tanto usuários como prestadores de serviço, nos mesmos moldes das exigências cobradas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) na aviação agrícola.

Os órgãos reguladores da atividade aeroagrícola brasileira sempre foram bastante severos em relação às empresas prestadoras do serviço. A mesma cobrança, porém, não era feita aos terrestres, cuja atuação implica riscos iguais ou maiores que a aviação agrícola.

Agora, a pulverização tratorizada terá de empregar o Guia de Aplicação, documento equivalente ao Relatório Operacional usado na aviação agrícola, preocupar-se com questões de Segurança Operacional e adotar o Pátio de Descontaminação, para o tratamento dos resíduos tóxicos.

O decreto mato-grossense visa ao atendimento das reivindicações das empresas aeroagrícolas, que sempre cumpriram com as normas estabelecidas, mas não viam o mesmo ser cobrado aos concorrentes terrestres. O Sindag espera que cada Estado faça a sua parte, editando legislação semelhante, e que a matéria seja o início da regulamentação dos tratorizados.

fonte/ Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola.

A SARGENTO FERNANDA TORNA-SE A PRIMEIRA AERONAVEGANTE DE C-130 DA FAB, PARABÉNS


A Sargento Fernanda, do Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT), entrou para a história da Força Aérea Brasileira por ser a primeira aeronavegante do quadro de tripulantes da aeronave C-130.

A militar realizou no dia 10 de dezembro de 2009 seu primeiro vôo a bordo do FAB-2458 (Hércules) na função de radionavegadora, obtendo um excelente desempenho na missão, tanto na parte teórica quanto na parte prática.

fonte/foto/1º GTT

ESQUADRÃO POTI DESPEDE=SE DO H-50 APÓS 50.000 HORAS DE VOO


O Segundo Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (2º/8º GAV) reuniu-se no dia 14 de dezembro 09 para prestar sua homenagem ao H-50 “Esquilo” que realizou seu voo de despedida nesta Unidade. A cerimônia contou com a presença do Major-Brigadeiro Louis Jackson Josuá Costa, Comandante do II COMAR, do Coronel Gilvan Chaves Coelho, Chefe do Estado-Maior da II FAE, dentre outras autoridades.

A tropa formada pelo efetivo do 2º/8º GAV e pelos Esquadrões sediados na Base Aérea do Recife presenciou o último voo do FAB 8760 realizado por uma tripulação do Esquadrão Poti. Em 22 anos de serviço, totalizando aproximadamente 55 mil horas de voo o Esquilo foi o principal vetor do desenvolvimento doutrinário das missões de Ataque, Escolta, Patrulha Aérea de Combate e Interceptação na aviação de asas rotativas.

Ao despedir-se do H-50, os guerreiros Potis já se preparam para dar as boas vindas ao AH-2 “Sabre”, o helicóptero de ataque recém adquirido pela FAB que irá voar pelos céus da Amazônia.

fonte/foto2º/8º GAV

ENCOMENDA PARA A TORRE - COMANDANTE BETO

Infelizmente há muito desperdício de comida e bebida na aviação comercial, pois após a chegada de um voo, tudo que sobra das refeições, lanches, sanduíches e outras comidas, é jogado fora para posterior incineração! Dá dó ver tanta coisa indo para o lixo.

Bons tempos, quando antigamente conseguíamos minimizar um pouco este desperdício, com um tipo de “procedimento” que era bastante comum, principalmente nos aeroportos do norte e centro oeste, aonde o movimento era menor.

Algumas vezes ao nos dirigirmos ao pátio de estacionamento após o pouso, o operador da torre de controle nos perguntava se havia alguma encomenda. Esta era a “senha” para ver se tinha sobrado uns lanches do serviço de bordo para oferecer a eles!

Ainda durante o taxi, entravamos em contato com a chefe-de-equipe dos comissários para confirmar se havia lanches sobrando e dependendo da resposta, dávamos um positivo ao pessoal da torre, pedindo para que eles confirmassem o P.O.B.! P.O.B. é o “people on board”, informação que geralmente os aviões passam à torre antes de iniciar um vôo.

Lá da torre, vinha um “portador”, que quando não vinha munido de uma sacola, fazíamos uma “trouxa” com um saco plástico. Juntávamos lanchinhos e refrigerante em bom estado, que estavam destinados ao desperdício. Todos ficavam felizes.

Na Ponte Aérea Rio-São Paulo este procedimento também era muito comum, especialmente quando pousávamos nos últimos vôos do dia por volta de 22:30 hs. Pilotos e controladores, já conhecedores do procedimento, simplificavam a comunicação:
- Varig 464, confirme a possibilidade? Perguntava a torre.
- Afirmativo! Confirme o P.O.B? Indagávamos.
- Estamos em meia dúzia, Comandante.
- Sem problemas, pode mandar alguém.



Mas o mais interessante era o que acontecia no aeroporto do Santos Dumont- RJ. A torre de controle fica em cima do prédio do antigo aeroporto, bem perto dos aviões que ficavam estacionados no pátio. No andar térreo, bem em baixo da torre, fica a “sala de tráfego” que recebe os formulários de planos de vôos das aeronaves.

Para facilitar a “transmissão de dados” entre esta sala e a torre, havia uma cordinha com um grampo preso à extremidade, sendo que volta e meia esta cordinha subia de descia com algum tipo de “correspondência” presa a ela. Pois quando tínhamos alguma encomenda para a torre, nem havia necessidade de alguém descer para apanhar! Bastava usar o serviço do “elevador”!

Colocávamos tudo dentro de um saco, que bem amarrado à corda, subia tranquilamente em direção à torre de controle.

Uma cena bastante pitoresca, que ocorria a qualquer hora do dia. Passava despercebida dos olhos da maioria, mas que nos fazia dar risada ao ver a encomenda subindo.

De tempos em tempos o “elevador” era desativado, pois segundo a informação que recebíamos, algum Oficial Superior da torre de controle havia proibido terminantemente este procedimento! Mas nada como uma semana após a outra... e logo o serviço estava restabelecido.


fonte/ Blog do Comandante Beto Carvalho.

Nota do Blog/ Hoje seria possível destinar os "lanches" ou "refeições"para entidades beneficientes,????

Alguma restrição quanto ao uso dos alimentos após o voo, validade??? Desconheço.

Porque não iniciar uma campanha????

ABETAR PREVÊ CRIAÇÃO DE 26 MIL NOVOS EMPREGOS NA AVIAÇÃO



O potencial da aviação regional como importante geradora de empregos para os profissionais que buscam o primeiro emprego na área foi destacado pelo presidente da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Aéreo Regional (ABETAR), Apostole Lazaro Chryssafidis, hoje, durante o 1º Encontro do Polo de Capacitação Aeronáutica de São Paulo, na sede do Parque Tecnológico em São José dos Campos.

Em sua apresentação, o presidente também salientou a necessidade da inclusão de cursos que visem a formação de pilotos e mecânicos no Polo. “As empresas regionais são responsáveis pela formação dos pilotos que ingressam no mercado da aviação comercial e depois partem para as empresas maiores. É um custo a mais para as nossas empresas e esta situação tem que ser revista. Esta é uma grande oportunidade para isto.”

FUTURO

O presidente da ABETAR também apresentou os números do transporte aéreo regular, que emprega atualmente 44.038 pessoas, com uma frota de 350 aviões, o que dá uma relação de 125,91 funcionários por avião (números de 2008).

“Para os próximos anos (2010 – 2014) a previsão de crescimento da frota nacional é de 211 aviões o que, em tese, seria mais de 26 mil empregos adicionais neste mesmo período, reforçando a necessidade de se estabelecer um programa de capacitação para estes profissionais”, disse Lack.

Empresas associadas à ABETAR:

Trip Linhas Aéreas, Ocean Air, Passaredo Linhas Aéreas, NHT Linhas Aéreas, Air Minas Linhas Aéreas, Meta Linhas Aéreas, Team Brasil Linhas Aéreas, Rico Linhas Aéreas, Abaeté e Puma Air Linhas Aéreas.

Fonte: H2Foz

AVIÃO DA SINGAPURE AIRLINES RETORNA À BASE POR FALHA NO SISTEMA ELETRICO



O Airbus A380-800, prefixo 9V-SKF, da Singapore Airlines, precisou regressar à terra nesta quarta-feira (16), duas horas depois de ter decolado de Paris.


A aeronave, que havia decolado do Aeroporto Paris-Charles de Gaulle, na França, com destino a Cingapura, no voo SQ-333, com 444 passageiros a bordo, estava na rota sudeste FL350 de Cracóvia, na Polônia, quando um problema elétrico afetou a cozinha da aeronave, o que fez com que fosse decidido pelo retorno ao aeroporto de origem (foto acima), informaram funcionários da companhia.

Trata-se de uma "falha menor que não punha en risco de nenhum modo a segurança dos passageiros mas que não permitiria, se não fosse reparada, servir pratos e bebidas quentes", acrescentaram.

No final de setembro passado, um Airbus A380 da Singapore Airlines teve que regressar ao aeroporto Roissy-Charles de Gaulle de Paris por causa de um problema num dos quatro motores Rolls Royce, depois de duas horas e meia de voo.

Na noite de segunda-feira, outro Airbus A380, da Air France, com 511 passageiros a bordo que deveria decolar de Nova York em direção a Paris, precisou permanecer em terra devido a um "problema técnico" num depósito.

O mesmo A380, que fazia a rota Nova York-Paris desde 23 de novembro, viu-se obrigado no dia 30 de novembro a regressar aos Estados Unidos devido a um mal funcionamento no sistema de informática que a empresa qualificou de "menor".
fonte/AFP/ via Yahoo!/ Notícias / Aviation Herald foto/AFP

MOTIVOS DO ACIDENTE DO VOO 447 AINDA SÃO DESCONHECIDOS, DIZ RELATÓRIO FRANCÊS

O Escritório de Investigações e Análises (BEA), que investiga o acidente do voo 447 da Air France, disse nesta quinta-feira (17) em relatório que ainda não sabe os motivos do acidente.

O relatório foi publicado mais de seis meses depois do acidente. "A falta de dados dos registros do voo, de elementos essenciais do avião e de testemunhas, as circunstãncias exatas do acidente e suas causas seguem sem ser determinadas", diz o relatório.

Leia a íntegra do relatório, em português (em .pdf)

O relatório também aconselhou que os critérios de certificação das sondas Pitot sejam modificados. Uma suposta falha no funcionamento das sondas é apontada como uma das possíveis causas pelo acidente.

O acidente ocorreu em 1º de junho, sobre o Oceano Atlãntico, quando o avião ia do Rio de Janeiro a Paris, e matou 228 pessoas.

Um relatório parcial já havia sido divulgado pela BEA em 2 de julho. Cauteloso, ele informava que a aeronave não havia sido destruída no ar e também citava a dificuldade de descobrir as causas do acidente, por conta da falta de dados.

fonte/ G1

INVESTIGADORES DO VOO AF447 PEDIRÃO MUDANÇAS NAS CAIXAS-PRETAS

Os especialistas que investigam o acidente do voo AF447 da Air France devem recomendar nesta quinta-feira a introdução de novos padrões técnicos na configuração de caixas-pretas para ajudar na busca de destroços de aviões que venham a cair no mar, segundo o jornal New York Times.

Os investigadores do BEA, o Bureau de Investigações e Análises francês, apresentarão, em Paris, nesta quinta-feira à tarde, seu segundo relatório sobre a queda do avião que, no dia 1º de junho, causou a morte de todas as 228 pessoas a bordo, na rota entre Rio de Janeiro e Paris.

O jornal teria recebido detalhes do documento passados por "uma autoridade que leu o relatório", mas o artigo publicado na edição desta quinta-feira não faz nenhuma menção a novas revelações sobre as causas do acidente.

"No relatório, os investigadores do bureau pedem aos reguladores de segurança de aviação que exijam que os dispositivos que emitem sons para localizar o avião, acoplados à nave, e as gravações da voz da cabine dos pilotos de qualquer avião de passageiros que sobrevoe águas profundas sejam aprimorados para emitir sinais por até 90 dias, em vez do atual requerimento de apenas 30 dias", diz o jornal.

"O relatório também recomenda que sejam acoplados outros emissores de luz com vida útil de pelo menos 30 dias a partes da fuselagem do avião."

Os investigadores ainda pedem que os reguladores estudem a possibilidade de requerer equipamento e software que permitam transmissão automática e em tempo real da posição do avião, altitude, velocidade e direção para uma estação de controle de tráfego aéreo no solo, afirma o NYT.

O avião da Air France caiu em junho passado a cerca de 1.000 km de distância da costa brasileira. Até agora foram encontrados pedaços do avião e 51 corpos. Mas as caixas-pretas e a maior parte da fuselagem não foram encontradas.

Os investigadores já disseram que, sem as caixas-pretas, pode ser que as causas definitivas do acidente nunca sejam descobertas.

"Até agora, a maior fonte de informações sobre o que ocorreu é uma série de mensagens enviadas automaticamente pelo avião para a base de manutenção, que indicavam o mau funcionamento dos sensores de velocidade aérea do avião", afirma a reportagem.

"Investigadores disseram que a má leitura da velocidade - possivelmente causada pelo frio - poderia ter contribuído para a queda, mas provavelmente não seria a causa principal."

De acordo com o jornal, o relatório também deve recomendar novos estudos sobre a composição da atmosfera terrestre em altitudes de 35 mil a 40 mil pés, em que a maioria dos aviões de passageiro voa a maior parte do tempo.

A ideia é determinar se os efeitos das mudanças climáticas devem ser levados em consideração na hora de certificar componentes como sensores de velocidade, vulneráveis ao gelo.

As buscas pelas caixas-pretas deverão ser retomadas no início de fevereiro.

Clique sobre a imagem para ampliá-la


fonte/BBC/G1/foto/Folha Imagens

A330 DA TAP FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA EM FORTALEZA


Ontem a noite, um A330 da TAP, teve que realizar um pouso de emergência em Fortaleza, no aeroporto Pinto Martins.

Para um usuário do Fórum Aerovirtual (Cmt.Oliveira), era o voo regular da TAP para a capital cearense, porém ele foi surpreendido com o voo regular chegando logo em seguida.

Logo, Oliveira recebeu a informação de uma tripulação da TAM que a aeronave reportou que tava com tumulto a bordo e que precisava pousar em Fortaleza. Algum tempo depois, pessoas no saguão do aeroporto falavam sobre uma pessoa drogada a bordo e uma pessoa ferida.


fonte//Eagle Sky

Uma briga entre passageiros teria sido o motivo de um pouso forçado na Aeroporto Internacional Pinto Martins, na noite desta quarta-feira (16). As informações iniciais dão conta da custódia de 12 pessoas pela Polícia Federal. O voo seguia para o Rio de Janeiro e depois para Lisboa, Portugal.

O avião da companhia Transportes Aéreos Portugueses (TAP) foi visto por populares sobrevoando Fortaleza por vários minutos. A razão seria o esvaziamento do tanque para a realização do pouso de emergência.

A produção do Ceará Agora já está em contato com representantes do aeroporto para confirmar as informações.

fonte/ Ceará Agora

Uma briga entre dois passageiros de nacionalidade norueguesa fez que uma aeronave pertencente à linha Transportes Aéreos Portugueses (TAP), vindo da cidade do Rio de Janeiro com destino à cidade de Lisboa, em Portugal, ficasse parada por cerca de uma hora no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza.

Por volta das 22h30min, o avião foi avistado por moradores do bairro de Messejana, fazendo círculos por cima de suas casas. A assessoria da Infraero, que confirmou o tumulto, disse que esse foi o procedimento adotado pelo comandante da aeronave até que a confusão fosse encerrada.

O piloto, então, fez um pouso não programado no aeroporto Pinto Martins. A Polícia Federal, já anteriormente avisada pelos contatos com a torre de comando, esperava pelos dois noruegueses. Após retirá-los do interior do avião, o voo prosseguiu a viagem à Lisboa, com o atraso de aproximadamente uma hora do início do procedimento de pouso.

Até o fechamento desta edição, de acordo com apuração feita pelo O POVO, os relatórios ainda estavam sendo feitos e não havia detalhes do motivo da briga entre os dois passageiros.

A Polícia Federal contatada pela assessoria de imprensa da Infraero cogita que a confusao teria ocorrido por motivos pessoais. Por isso, não havia razão de deter todos os passageiros da aeronave no aeroporto da Capital para maiores informações.


fonte/OPovo/Uol

AEROPORTOS DO BRASIL NÃO ESTÃO PREPARADOS PARA COPA

Genebra (AE) - Os aeroportos brasileiros não estão preparados para receber os torcedores durante a Copa do Mundo em 2014 ou os Jogos Olímpicos em 2016. O alerta é da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), que destaca que um volume importante de obras terá de ser realizada no Brasil nos próximos anos para poder abrigar dois eventos desse porte. Em entrevista concedida nesta quarta-feira em Genebra, na Suíça, o diretor da Iata, Giovanni Bisignani, contou que esteve no Brasil há dois meses e tratou com autoridades locais sobre a situação dos aeroportos. Questionado se hoje o sistema existente daria conta do fluxo de torcedores na Copa ou na Olimpíada, o italiano foi enfático: “Não”.

 “Hoje, seria um grande problema”, afirmou Giovanni Bisignani, ao comentar sobre realização da Copa do Mundo no Brasil com os aeroportos no estado em que se encontram. “Muito terá de ser feito até 2014”, avisou o diretor da Iata.

A Iata, porém, alerta para as condições de uma eventual privatização de aeroportos e para a possibilidade de dar concessões a empresas estrangeiras. Giovanni Bisignani sugere que, se houver uma privatização dos aeroportos, o Brasil deve criar leis claras para evitar que os aeroportos se tornem apenas máquinas de fazer dinheiro para as empresas. “A concessão não pode ser uma autorização para imprimir dinheiro”, disse o diretor italiano.

A Iata lembra do caso sul-africano, que, em 2010, vai elevar de forma substancial os valores das taxas aeroportuárias aos passageiros - a alta seria de 133%.
Ele também sugere leis para garantir que obras sejam entregues no prazo. “Entendo que o governo não tem dinheiro para bancar as obras dos novos aeroportos e reformas. Mas o Brasil precisa aprender com outras experiências. Se quer privatizar seus aeroportos, pelo menos faça um acordo de serviços para que haja um compromisso de que as obras sejam entregues. Se isso não ocorrer, a concessão precisa ser retirada. Se não, não há sentido em privatizar. Não adianta aplicar um multa que seriam migalhas para a empresa que detém a concessão. O Brasil precisará ser duro”, concluiu.

Apesar disso,  governo vai construir a fase um do terceiro terminal de passageiros em São Paulo e vai ampliar o sistema de pistas e os pátios de estacionamento, onde serão gastos R$ 1,389 bilhão. O segundo maior investimento será feito no aeroporto de Viracopos, em Campinas, com R$ 740 milhões.

Ministro reconhece problema, mas fala em investimentos

Antecipando-se às críticas do diretor da Iata, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, durante uma audiência na Câmara dos Deputados, na terça, reconheceu que existem problemas, mas detalhou um plano em execução pela Infraero exatamente para solucionar todos os gargalos existentes nos aeroportos até lá.

“Há preocupação, mas também há solução porque existe um plano para ser executado até a chegada de 2014 que deixará em condições de absoluto atendimento às necessidades da aviação nacional”, disse Nelson Jobim, ressaltando, inclusive, que considera que exista uma estimativa exagerada em relação à Copa. “A Infraero está trabalhando justamente para não ter problema. Há uma super estimativa em relação à Copa, mas ela apenas representa um soluço no aumento de passageiros”, afirmou o ministro, ao explicar que, durante os dois meses da Copa, haverá uma circulação de 2,7 milhões, que representa um aumento de 10,3%.

Para Nelson Jobim, o Brasil, de qualquer forma, tem de se preparar para atender à demanda de crescimento de passageiros que ocorrerá naturalmente. Os estudos realizados pelo governo apontam que o número de passageiros crescerá 8,6% por ano, isso com base em um crescimento da economia da ordem de 4,3% ao ano. Nos meses da Copa, a expectativa é de que este número aumente em mais 2,7 milhões de passageiros, sendo 1,2 milhão que chegarão de fora do País e 1,5 milhão de circulantes internos.


MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...