Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 5, 2010

ANAC ANULA PELO MENOS R$ 1 MILHÃO EM MULTAS DADAS A EMPRESAS NO CAOS AÉREO..

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) cancelou, nos últimos três meses, cerca de R$ 1 milhão em multas impostas a empresas durante a crise aérea no País, entre 2006 e 2008. As penas foram aplicadas pela própria Anac, em primeira instância, em resposta a reclamações que os passageiros fizeram nos aeroportos. 
O Estado fez um levantamento nas atas das reuniões da Junta Recursal entre maio e julho deste ano. Cabe ao órgão julgar os recursos das empresas em relação aos autos de infração que os funcionários da Anac aplicam em decorrência de processos abertos pelos passageiros nos aeroportos. Nos autos há reclamações de todos os tipos, de atrasos de voos a perda de conexão e desvio de bagagem. 
Os documentos mostram que os funcionários da Anac confirmam, em seus relatórios, a omissão e a responsabilidade das empresas nos episódios relatados. A reportagem identificou, no entanto, que nos últimos 90 dias pelo menos 150 processos que puniram as empresas foram anulados e arquiva…

APÓS REUNIÃO COM SINDICATO, TRIPULANTES DA GOL TROCAM GREVE DO DIA 13POR ASSEMBLÉI

Image via Wikipedia Tripulantes da companhia aérea Gol se reuniram na tarde desta quinta-feira (5) com representantes do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), em São Paulo, para tratar das insatisfações dos trabalhadores com a empresa. No encontro, os funcionários decidiram trocar a greve que havia sido anunciada para o dia 13 de agosto por uma assembleia da categoria, segundo Carlos Camacho, diretor do SNA.
A paralisação foi convocada por tripulantes anônimos em um blog criado por funcionários insatisfeitos com o novo modelo de escala de trabalho implementado pela Gol. Na convocatória para a paralisação, além de reivindicar uma escala “mais humana”, os trabalhadores exigiam aumento salarial de 25% para toda a categoria, planos de saúde e previdência privada, além da implementação de um plano de carreira para todos os funcionários.
Até então, os trabalhadores, que não são sindicalizados, ainda não haviam se reunido com o sindicato e tentavam se mobilizar por meio do blog …

FABRICANTE DE SOFTWARE DIZ QUE GOL NÃO RELATOU PROBLEMAS

Os recentes atrasos e cancelamento em voos da Gol, de acordo com a companhia, teriam sido provocados por falhas no software de elaboração de escalas comprado da Lufthansa. No entanto, a fabricante do sistema NetLine/Crew, informou, nesta quinta-feira, que a empresa aérea não relatou falhas no programa responsável pelas escalas, e que não foram encontradas indicações de "avarias técnicas ou funcionais no sistema", que teria sido "configurado de acordo com as regras e exigências dadas pelo cliente".
De acordo com os funcionários da empresa, os atrasos teriam começado a ocorrer, em virtude da mudança no sistema de escala da Gol. A empresa admitiu que a falha no software ocasionou os problemas. No entanto, de acordo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a Gol tinha definido, por volta do dia 20 de julho, em reunião com a categoria realizar as mudanças na escala, que poderia acarretar nos transtornos verificados no fim de semana.
De acordo com o sindicato,…

EM NOTA OFICIAL, GOL SE DESCULPA MAIS UMA VEZ PELOS TRANSTORNOS OCORRIDOS NOS ÚLTIMOS DIAS

Em mais um comunicado enviado à imprensa, a Gol Linhas Aéras se desculpa em relação aos transtornos dos últimos dias e informa que os atrasos e cancelamentos já foram resolvidos. O comunicado diz que a "operação está normalizada, dentro dos padrões definidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Durante os dias de atrasos, para minimizar o problema, realizamos todos os esforços para acomodar os passageiros afetados nos voos seguintes e para providenciar hospedagem e alimentação quando necessário".
A Gol alega os problemas a mudança no sistema que define a escala dos tripulantes e que as correções já estão sendo implementadas. "Pedimos as mais sinceras desculpas aos clientes. E agradecemos o comprometimento de todos os colaboradores que permitiram a regularização da situação no menor tempo possível.", diz.
O comunicado diz ainda que a empresa opera 860 voos diários e que está sempre buscando garantir aos clientes e tripulantes as mais "rigo…

ABAV VÊ COM TRISTEZA DECISÃO DA TAM E DIZ QUE POLÍTICAS DAS AÉREAS SÓ VISA O LUCRO

O presidente da Abav Nacional, Carlos Alberto Amorim, disse hoje (05/08) que viu com "tristeza" a decisão da Tam de anunciar vendas de passagens pela rede de lojas das Casas Bahia e em universidades. Segundo ele, a medida é uma jogada de marketing sem a garantia de que as vendas  venham a registrar um aumento significativo. "Respeito e acato a decisão da Tam mas nesta busca de lucro desenfreada as companhias aéreas estão deixando de valorizar seus parceiros, os agentes de viagens, para tentar uma jogada de marketing. Tenho dúvidas de que possam aumentar os resultados esperados nas vendas já que terão custos e as pessoas que querem viajar normalmente vão a uma agência de viagens ou compram pela internet", admitiu. O dirigente lembrou que as promoções realizadas pelas aéreas com número limitado na venda de passagens com descontos tem gerado confusão para o consumidor. "As pessoas se iludem que vão conseguir viajar por aquele preço anunciado e acabam n…

AVIÃO DA TAM COM 137 PASSAGEIROS FAZ POUSO FORÇADO EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

SÃO PAULO - Um avião da TAM que realizava o voo JJ 3740 fez um pouso forçado na manhã desta quinta-feira no aeroporto de São José do Rio Preto, cidade a 451 km da capital paulista. Segundo a administração do aeroporto, a aeronave pousou na grama, por volta das 9h, antes da cabeceira da pista. Em nota, a assessoria de imprensa da companhia aérea disse que a aeronave teve um dos seus pneus danificados, "sem riscos à segurança". O avião agora passa por manutenção. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.
O voo com escala em São José do Rio Preto havia partido de São Paulo com destino a Cuiabá. Quando chegava à cidade, devido a falhas mecânicas, o pouso teve de ser feito cerca de 100 metros antes da cabeceira da pista.
Dos passageiros, 107 ficaram no aeroporto de São José do Rio Preto. Outros 30 seguiram para Cuiabá, às 12h20m, em uma outra aeronave da companhia. As causas do acidente serão investigadas.
Na segunda-feira, um avião da empresa área Pantanal, que fazia a rota Marília/Ba…