terça-feira, 24 de março de 2015

AVIÃO CAI NOS ALPES FRANCESES COM 150 PESSOAS A BORDO



Um Airbus A320, registro D-AIPX da Germanwings caiu nesta terça-feira no sudeste dos Alpes franceses, durante um voo entre Barcelona, na Espanha, e Düsseldorf, na Alemanha, com 144 passageiros e seis tripulantes a bordo.

 Foto: Twitter
Avião com ao menos 142 passageiros caiu nesta terça-feira nos Alpes franceses
Foto: Twitter
O presidente da França, François Hollande, afirmou que as "as condições do acidente fazem pensar que não há nenhum sobrevivente" entre as 150 pessoas a bordo. "Não poderemos prestar socorro até dentro de algumas horas", lamentou Hollande em entrevista à imprensa local. 

A companhia aérea Germanwings confirmou no Twitter o acidente: "Lamentamos confirmar que o voo 4U9525 caiu sobre os Alpes franceses. É uma aeronave A320. A bordo estavam 144 passageiros e seis tripulantes. Lufthansa e Germanwings disponibilizam o número de telefone gratuito 0800 11 33 55 77 para informar os familiares de passageiros e cuidar [deles]. Todos os empregados da Germanwings e Lufthansa estão profundamente angustiados e seus pensamentos e orações estão com as famílias e amigos dos passageiros e tripulantes", escreveu. 

A Direção Geral da Aviação Civil da França (DGAC) confirmou que o avião que caiu nos Alpes franceses não enviou um sinal de alerta antes do acidente, como o organismo tinha anunciado anteriormente. 

Ainda não há confirmações oficiais sobre a nacionalidade dos passageiros. As primeiras informações apontam que 45 vítimas eram da Espanha, havendo dois bebês entre o grupo, e 67 seriam da Alemanha.
O Rei Felipe VI está realizando a primeira visita oficial como rei à França e discursou ao lado do presidente francês e da mulher, Rainha Letizia. O monarca espanhol afirmou que há "muitos turcos" entre as vítimas. "É um acidente trágico que ocorreu no território francês. O número de vítimas é extremamente elevado. A bordo haviam muitos espanhóis, alemães e turcos. Não há nenhum sobrevivente", disse.
Felipe VI também apontou que não é provável que haja franceses entre as vítimas.

O porta-voz do Ministério do Interior, Pierre-Henry Brandet, disse que "os restos do avião foram localizados". "Os primeiros relatos de testemunhas dos serviços de socorro sugerem que não há sobreviventes e, se houver, haverá muito poucos", afirmou.
O Airbus teria desaparecido no sul dos Alpes, perto da cidade de Barcelonnette, a cerca de 100 quilômetros ao norte de Nice, na Riviera francesa. Helicópteros das equipes de resgate sobrevoam a área e uma foto da região nesta manhã foi revelada. 

O voo 4U9525 teria sumido dos radares por volta das 9h40 UTC (11h locais), 46 minutos após a decolagem, afirmou o diretor geral da Aviação Civil francesa em comunicado.
O site de monitoramento Flightradar24, especializado em voos, afirmou que o A320 da Germanwings fez uma "anomalia" em sua rota antes de cair. De acordo com a France Info, o avião voava "muito baixo" na hora do acidente, a cerca de 1,8 mil metros de altura. Ele teria colidido com uma montanha de 3 mil metros de altura.
Segundo o The Weather Channel francês, as condições meteorológicas eram boas no momento do acidente. Mas a unidade já havia passado por uma área instável quando sobrevoava o Mediterrâneo.

 Foto: Twitter
Avião da companhia aérea Germanwings caiu na manhã desta terça-feira após pedido de socorro
Foto: Twitter
A alemã Germanwings é uma companhia aérea de baixo custo controlada pela Lufthansa.
A Lufthansa confirmou e lamentou a queda, confortando os familiares pelo Twitter.


O Operador aeroportuário da Espanha, Aena, confirmou que o avião deixou Barcelona às 8h55 locais, com um ligeiro atraso, já que a partida estava prevista para as 8h35. O motivo do atraso não foi revelado. Além disso, o aeroporto de El Prat afirmou que vai disponibilizar uma sala especial nos terminais 1 e 2 do para membros da família e meios de comunicação.
A empresa aérea Germanwings deve realizar uma conferência às 14h locais no Aeroporto de Colônia-Bonn, Alemanha.
  .
Equipes de resgate começam a chegar ao local da queda nos Alpes franceses, perto da cidade de Barcelonnette, a cerca de 100 quilômetros ao norte de Nice

AVIAÇÃO AGRÍCOLA CONTINUA FAZENDO VÍTIMAS, DESSA VEZ EM MATO GROSSO



A Polícia Civil do município confirmou a queda da pequena aeronave, inclusive, a morte do piloto
Destroços da aeronave que caiu, hoje à tarde, em Diamantino matando o pilto
Destroços da aeronave que caiu, hoje à tarde, em Diamantino matando o pilto
Foto de Redes Sociais
Mais um avião agrícola caiu em Mato Grosso, na tarde de segunda feira (23), em uma propriedade rural localizada entre os municípios de Diamantino e Campo Novo dos Parecis. A Polícia Civil do município confirmou a queda da pequena aeronave, inclusive, a morte do piloto.

O Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VI), com sede em Brasília, encaminhou a Mato Grosso uma equipe para apurar as circunstâncias do acidente.
“A investigação vai apurar quais foram os fatores que contribuíram para este acidente, bem como, a prevenção reativa para que isso não se repita. Não se trata de uma averiguação criminal”, disse o capitão Vínicios Voltolini, investigador do Seripa VI.

fonte/foto/ODocumento

 
 
Atualizada informação via G1
Um avião agrícola caiu durante um sobrevoo em uma lavoura nesta segunda-feira (23) na cidade de Diamantino, a 209 km de Cuiabá. De acordo com informações da Polícia Civil, a aeronave de pequeno porte caiu de bico na plantação e o piloto morreu no local antes de ser socorrido. Ele tinha 36 anos e estava sozinho no avião.
O acidente aéreo ocorreu em uma fazenda entre os municípios de Diamantino e Campo Novo do Parecis. Segundo a polícia, o piloto, que é de São Paulo, foi contratado para fazer a pulverização de plantação de milho. No entanto, no momento do acidente ele apenas fazia um sobrevoo.
“Segundo os funcionários da fazenda ele não estava fazendo essa pulverização, apenas um voo na área. Ele teria perdido o controle, ainda sem motivos claros, e desceu de bico. O impacto foi forte e, apesar de não pegar fogo, matou o piloto na hora”, disse ao G1 o investigador José Barbosa.
A previsão, conforme a polícia, é que uma equipe do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), de Brasília, vá até a sede da fazenda ainda nesta terça-feira (24) para iniciar uma investigação sobre as causas do acidente. A Polícia Civil de Diamantino intimou que os funcionários e o proprietário da fazenda prestem depoimento na delegacia municipal. O corpo do piloto deve ser transladado para São Paulo.

AVIÃO AGRÍCOLA CAI E MATA UMA PESSOA EM SANTA LUZIA, MARANHÃO


Avião monomotor cai e mata uma pessoa em Santa Luzia, MA (Foto: Divulgação/Jorge Muniz) 
Corpo de piloto foi retirado da aeronave
por populares(Foto: Divulgação/Jorge Muniz)

Um avião monomotor caiu em uma fazenda no povoado Manguari, no município de Santa Luzia, a oeste do Maranhão, no fim da tarde de segunda-feira (23).

De acordo com testemunhas, o piloto estava sozinho na aeronave quando o veículo caiu durante pulverização realizada na propriedade, localizada a cinco quilômetros da sede da cidade.

Ainda não se sabe as causas do acidente que matou o piloto Renan de Paula Bortolanza, de 25 anos, natural da cidade de São Borja, no Rio Grande do Sul.

Segundo depoimentos de testemunhas ouvidas pela Polícia Militar, o piloto teria tentado fazer o pouso do monomotor em um açude da fazenda, mas não conseguiu.

O corpo foi resgatado e levado por um morador ao Hospital, em Santa Luzia. O Corpo de Bombeiros esteve no local. No momento do acidente o tempo era bom. Uma investigação deverá ser aberta para apurar o que causou a queda da aeronave. O corpo de Renan será levado para o Rio Grande do Sul ainda nesta madrugada.

fonte/foto/G1

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...