quinta-feira, 28 de abril de 2011

CAÇAS XAVANTES NO NAUFRAGADOS NO CEARÁ


São pelo menos 07 os caças xavante da Força Aérea Brasileira naufragados nos mares cearenses. Isso contando apenas os citados em jornais entre 1976 e 2000. As histórias são as mais diversas desde aeronaves se despedaçando no ar a colisão entre dois caças. Não sou um profundo conhecedor de engenharia aeronautica mas esses números assustam, isso excluindo os acidentes com aeronaves que caíram em terra firme e uma informação não confirmada sobre um oitavo em 1974.


O Avião Xavante EMB 326 AT-26 fora encomendado pela FAB a Embraer sendo entregue em 1971. Serviram à nosso país por 39 anos sendo desativados em dezembro de 2010. Também foram vendidos à outras naçòes como Itália, Austrália e África do Sul. Possui cerca de 10m x 10m de envergadura
Tripulação homenageada
por resgate a piloto
(Jornal Opovo)

        
A seguir registros de sinistros ocorridos entre 1976 e 2000.
12/08/1976 - AT-26 FAB 4559 - Desaparecido durante instrução local em Fortaleza. 2o Ten Sebastião Marcondes Moraes Vianna.
23/11/1985 - AT-26 FAB - 1o Ten Mendes Correa, 24 anos salvo por uma equipe de táxi aéreo que prestou socorro. 15 milhas do litoral do Morro Branco.
31/10/1990 - AT-26 FAB - 30 milhas do litoral de Aquiraz.
12/03/1991 - AT-26 FAB 4549 e FAB 4589 - Os dois caças colidiram no litoral da praia da Caponga em Cascavél.
28/04/1992 - AT-26 FAB 4618 - Desparecido entre as Praias de Cumbuco e Paracuru a 10km da costa. Piloto desaparecido. 
Área de buscaa do AT-26 4618
O piloto nunca foi encontrado
(Jornal Opovo)
05/07/2000 - AT-26 FAB 4626 - Cerca de 15km da Praia do Pecém. Um dos pilotos não foi encontrado. A asa da aeronave pode ter se soltado durante o vôo.
Muitos desses aviões e seus pilotos permanecem escondidos sob o manto azul. Estão à espera de pesquisas e estudos para que possam ser encontrados e as devidas homenagens prestadas aos seus pilotos e vítimas. No entanto, considerando baixa expectativa de retorno financeiro, a omissão das autoridades quanto à pesquisa de nosso patrimônio submerso e a dificuldade burocrática para permissão para pesquisas subaquáticas - atividade extremamente dispendiosa - uma grande parte de nossa história marítima permanecerá desaparecida no mar.



fonte/foto/MarDoCeara/OPovo/DiarioDoNordeste

Enhanced by Zemanta

MERCADO COMPRARÁ 30.900 AVIÕES ATÉ 2029, AVALIA A BOEING


SÃO PAULO - A fabricante de aeronaves Boeing estima que o mercado aéreo mundial irá comprar 30.900 novos aviões até 2029, dois quais 2.180 serão demanda da América Latina. Isso representa negócios na ordem de US$ 3,6 trilhões (US$ 210 milhões na América Latina). "Estamos no começo da retomada do setor aéreo", afirmou hoje Randy Tinseth, vice-presidente de marketing da Boeing.

Segundo ele, dos 30.900 novos aviões que serão comercializados no mundo nas próximas duas décadas, 69% serão aeronaves entre 90 e 220 lugares. Aviões maiores, até 400 lugares, representarão 23% desse total, enquanto jatos entre 30 e 90 lugares devem representar 6% das vendas. Grandes aeronaves, superiores a 400 lugares, devem responder por apenas 2% das vendas em unidade. "A tendência mostra o uso crescente de aviões menores, porque os passageiros querem cada vez mais destinos e buscam voos sem escalas", afirmou o executivo.

Já em valores, os modelos entre 90 e 220 lugares devem responder por 47% da receita estimada de US$ 3,6 trilhões. As aeronaves entre 200 e 400 lugares devem representar 45% das vendas, enquanto os grandes aviões devem gerar 6% do faturamento do setor e os pequenos jatos, 2%.

fonte/AgEstado
Enhanced by Zemanta

MONOMOTOR FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA DOIS MINUTOS APÓS DECOLAGEM, EM BELO HORIZONTE

Um avião monomotor fez um pouso forçado às margens da BR-040, em Belo Horizonte, nesta quinta-feira (28). A aeronave teria apresentado um problema mecânico, de acordo com a assessoria da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Ainda segundo a Infraero, havia duas pessoas a bordo e ninguém ficou ferido.

A aeronave de prefixo PRNEA, modelo C-150, pertence ao Aeroclube de Minas Gerais. O local do pouso é uma área onde funcionava um aterro sanitário, hoje desativado. Ainda de acordo com a Infraero, o avião fazia um vôo de instrução e decolou do Aeroporto Carlos Prates, na Pampulha, na capital, às 7h43. Dois minutos depois, o piloto teria percebido o problema e feito o pouso de emergência.

A Infraero não informou se houve danos para a aeronave e disse que as investigações sobre as causas da possível falha vão ser feitas pela Aeronáutica Brasileira.

fonte/G1
Enhanced by Zemanta

OPERAÇÃO RAMPA, NATAL - RIO GRANDE DO NORTE


Cenário de extrema importância no contexto da aviação mundial entre as décadas de 1920 e 40, a desmemoriada Natal poderá reviver esse período de grande movimentação, e quem sabe, finalmente, tirar algum proveito turístico desse período histórico, se o novo projeto do Centro Cultural Rampa for materializado. Apresentado na tarde da última terça-feira (26), durante encontro organizado pela Secretaria Estadual de Turismo (Setur), no Teatro de Cultura Popular/FJA, o projeto de 11 mil metros quadrados leva assinatura da empresa pernambucana CL Engenharia e Urbanismo e contempla espaço para implantação de museu, memorial da aviação, área de lazer e auditório, mais local para eventos culturais e cursos técnicos de restauração e museologia.

Atualmente, sob os cuidados do Governo do RN, o prédio onde funcionou a rampa para hidroaviões da PanAir (sucursal da norte-americana PanAm), localizado no bairro de Santos Reis às margens do Rio Potengi, está fechado e abandonado. Entre 2000 e 2005, então sob a guarda da Aeronáutica, chegou a funcionar no local um museu organizado pela Fundação Rampa.

“Iniciamos o planejamento do Centro Cultural Rampa em janeiro de 2010, após vencermos a licitação aberta pelo Governo Estadual em 2009, e o projeto final, com todo o detalhamento técnico e executivo, será entregue até julho”, informou a arquiteta Evelyn Schor, coordenadora do projeto. Segundo Schor, “o conceito do CCR reúne cerca de 25 itens, como arquitetura, paisagismo, acessibilidade, museologia, museografia, viabilidade econômica e gestão, entre outros, e para o plano museológico ter êxito é fundamental a implementação dos programas propostos”, explicou a arquiteta por telefone de seu escritório no Recife. A proposta apresentada pela CL Engenharia, de acordo com o próprio edital, custou R$ 380 mil.

Sobre o parco acervo disponível em Natal, resumido principalmente à fotografias e material audiovisual da época, a arquiteta mostrou algumas possibilidades como permuta ou comodato com outros museus. “Vamos propor uma campanha pública para as pessoas colaborarem com o acervo”, disse a professora Isaura Rosado, secretária Extraordinária de Cultura/Fundação José Augusto. “Teremos que incluir o museu no circuito nacional, fechar parcerias, participar de editais”, pondera. Enquanto se discute como preencher o museu, se irão trazer ou não do Rio de Janeiro o jipe que transportou os presidentes Vargas e Roosevelt (EUA), motores  originais de aeronaves usadas durante a Segunda Guerra estão no pátio da empresa de ônibus do jornalista e empresário Augusto Maranhão. São motores, hélices e âncoras de barcos, que segundo pesquisas apontam  que pertencem a barcos e aviões daquela época.

Após a apresentação da arquiteta, foi facultada participação do público presente e o veterano Pery Lamartine, 84, que pilotou aviões híbridos modelo Catalina e atracou na rampa, demostrou satisfação com a preservação do conjunto arquitetônico, mas lembrou que a torre de comando original foi trocada de lugar – “Tivemos que optar por essa solução por razões de acessibilidade, para oferecer melhores condições às pessoas com problemas de mobilidade”, justificou Evelyn. O projeto prevê a construção de uma sala de controle  nos moldes da Segunda Guerra: “A torre original será apenas um lugar para contemplação do Potengi”, adiantou.

Turismo cultural

O projeto básico do CCR foi entregue à Setur em dezembro de 2010, e só foi apresentado agora devido necessidade de análise e aprovação tanto por parte do governo do RN quanto do agente financeiro, no caso o Banco do Nordeste do Brasil (BNB). “A licitação para execução da obra deverá sair no segundo semestre de 2011, e nossa estimativa inicial de custo é R$ 7 milhões – depois do projeto ser detalhado é que teremos como fechar o orçamento”, disse Ramzi Elali, secretário Estadual de Turismo. “Esperamos que até 2013 o CCR seja aberto ao público”, planeja.

Para Elali, o Centro Cultural Rampa deverá incrementar o turismo cultural na cidade, atraindo, inclusive, atenção de estrangeiros  interessados no período histórico da Segunda Guerra – veteranos e familiares serão potenciais visitantes. “Ainda não fizemos contato com operadoras de turismo, mas isso deverá acontecer”, disse o secretário. Para Ramzi, em primeiro lugar, o espaço deve atender o natalense – “Turismo cultural será conseqüência”, garante.

Porém, o projeto exposto pela arquiteta Evelyn Schor limita-se à recuperação do edifício sede, construção de outros equipamentos do Centro Cultural, e adequação urbana dentro dos limites do terreno onde funcionou a rampa da extinta PanAir – objeto da licitação. Questionado sobre a necessidade de se urbanizar o entorno, como melhorar os acessos viários que ligam a Rampa às Rocas/Ribeira e à Praia do Forte, e ampliar o atendimento do transporte público que cobre a área, o secretário Ramzi Elali frisou que “no momento estamos trabalhando apenas no Centro Cultural Rampa”. Ainda não há previsão para parceria com a inciativa privada ou as Forças Armadas (principalmente Marinha e Aeronáutica), e também não há estudos sobre a presença dos pescadores do Canto do Mangue, já espremidos pelas obras de ampliação do porto, e o contato com a população que mora no local também foi superficial – ‘pequenos’ detalhes que precisam ser considerados para potencializar o êxito do espaço cultural.

A sustentabilidade é outro ponto fraco, pois a arquiteta Evelyn Schor deixa bem claro que apenas a cobrança de ingressos e a possibilidade de alugar auditório e outros espaços, não irá garantir a manutenção do CCR.

fonte/foto/TribunaDoNorte
Enhanced by Zemanta

BARREIRA DO INFERNO LANÇA FOGUETE DE TREINAMENTO BÁSICO


O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) realizou, na tarde desta quarta-feira (27), o lançamento de um Foguete de Treinamento Básico (FTB). A ação, inserida na operação Camurupim, ocorreu por volta das 15h e teve a finalidade de obter dados para a qualificação e certificação dos dispositivos, além de servir como treinamento operacional para o lançamento do foguete ORION V4.

O voo do FTB teve duração estimada de 5 minutos e apogeu (altura máxima) entre 95 e 105 km. O dispositivo foi desenvolvido com o intuito de garantir a qualificação técnica dos recursos humanos e a manutenção dos meios operacionais necessários às atividades do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE). O foguete de teste não contava com carga útil tecnológica.

A Operação Camurupim tem o objetivo de realizar o lançamento do foguete de treinamento ORION V4, equipado com uma carga útil tecnológica desenvolvida pelo DLR (Centro Espacial Alemão), com a finalidade de receber operacionalmente um Lançador Móvel de Foguetes de Sondagem fabricado na Alemanha.

Essa Operação, além de manter a operacionalidade do Centro, promoverá  a utilização do Lançador Móvel, de forma independente e autônoma, no Brasil.
 
fonte/ CLBI/TribunaDoNorte
Enhanced by Zemanta

CONTROLADOR É ENCONTRADO MORTO A FACADAS EM AEROPORTO DA FRANÇA

Um controlador de voo foi encontrado morto com múltiplos ferimentos causados por faca no aeroporto de Basel-Mulhouse, no leste da França, segundo informaram nesta quarta-feira autoridades francesas.

O corpo da vítima, um homem de 34 anos, foi encontrado por outro funcionário em uma poça de sangue dentro de uma sala da torre de controle cujo acesso só é possível com o uso de um cartão eletrônico, informou o procurador francês Hervé Robin.

Segundo a rede de televisão suíça Schweizer Fernsehen, o assassinato não teve testemunhas, e o local onde o crime teria ocorrido não tem sistema de vigilância em vídeo.

Autoridades citadas pela emissora alemã TV Südbaden afirmaram que tanto o assassino quanto a arma do crime estão sendo procurados.

Ligações
A Südbaden informou também que a polícia investiga duas ligações anônimas, no qual uma pessoa disse que "algo ruim" havia acontecido no aeroporto e que policiais deveriam ir ao local imediatamente.

A vítima trabalhava havia dez anos no aeroporto, que fica perto da fronteira francesa com a Suíça, e recentemente havia sido promovido a chefe da torre de controle.

De acordo com a Schweizer Fernsehen, uma autopsia do corpo será realizada nesta quinta-feira. Uma porta-voz do aeroporto afirma que as operações de voo foram mantidas normalmente.

O aeroporto de Basel-Mulhouse serve importantes cidades de três países: Basileia, na Suíça, Mulhouse, na França, e Freiburg, na Alemanha. Ele é operado pelos governos da França e da Suíça, mas o controle do tráfego aéreo é de responsabilidade exclusiva dos franceses.

fonte/BBC/UOL
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...