segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

FOKKER DR1 - PRIMEIRO VOO - FIRST FLIGHT



 Obra de Arte....

Primeiro voo do Foker DR1 em Leme, São Paulo.

Doze anos de trabalho do construtor e proprietário José Dante Zanaga Neto, para colocar no ar a réplica com motor original. Marcos Fernandes foi o "pioneiro" a voar a histórica aeronave.

História...

Fokker Dr.I


  • O Fokker Dr.I Dreidecker foi um avião militar da Primeira Guerra Mundial projetado por Reinhold Platz e construído pela Fokker-Flugzeugwerke. O modelo ganhou notoriedade quando foi pilotado pelo "Barão Vermelho" Manfred von Richthofen. 
    Comprimento - 5,77 m
    Envergadura -7,19
    Autonomia de voo - 300 km
    Velocidade máxima - 185 km/h
    Peso - 406 kg
    Voo inaugural- julho de 1917
    Tipo de motor -motor giratório


  • Em Abril de 1917, A Royal Naval Air Service (RNAS) introduziu o Sopwith Triplane. O Sopwith depressa provou ser superior ao Albatroz e ao Halberstadt Scouts usado pelos Serviços aéreos alemães.

    Nenhum dos 11 fabricantes de aviões alemães (Albatros, Pfalz, AEG, DFW, Schütte-Lanz e Euler), respondeu com protótipos de triplanos.


     Os trabalhos de Fokker responderam às necessidades com o V.3, um triplano equipado com um pequeno motor-rotativo, fuselagem em aço e asas muito grossas. Testes iniciais revelaram deficiências no V.3, particularmente no controle das forças.



    Fokker produziu o V.4, um protótipo melhorado, o substituto do V.3. O V.4 provou ser superior aos protótipos do triplano construídos por outros fabricantes. Depois de um teste, Idflieg emitiu uma ordem para a produção imediata dos aviões.

    Alguns especialistas consideram o Dr.1 um quadriplano, pois a sessão do aerofólio presente entre as rodas do avião, por possuir um perfil assimétrico, também gera sustentação ao avião.


    Foram pré-produzidos dois triplanos, designados por F.I. Estes aviões, da série 102/17 e 103/17, foram os únicos a receber o nome de F.I. Chegaram a Markebeeke, Bélgica no dia 28 de Agosto de 1917. Richthofen, voou no 102/17, pela primeira vez a 1 de Setembro de 1917 e abateu dois aviões inimigos nos dois dias seguintes. Disse a Kogenluft (Kommandierenden der General Luftstreitkräfte) que o F.I era muito satisfatório.

    Na primeira vez que o triplano esteve em combate durou pouco tempo. Kurt Wolff, Staffelführer da Jasta 11, foi atingido no 102/17 a 15 de Setembro e Werner Voss, Staffelführer da Jasta 10, foi morto no 103/17 a 23 de Setembro. A produção das máquinas, designadas por Dr.I, começaram em Outubro. Estes aviões eram idênticos ao F.I. Todos os aviões foram entregues a esquadrões como o Richthofen's Jagdgeschwader 1. O Dr.I ofereceu uma melhor maneabilidade. Os lemes e os controladores de elevação eram simplesmente poderosos e conseguia virar a uma velocidade surpreendente. Vizefeldwebel Franz Hemer da Jasta 6 disse, "O triplano foi o meu avião de combate preferido porque tinha todas as qualidades de voo que um avião pode ter."

    fonte/Wikipédia

    AIRBUS A330 DA AEROLÍNEAS ARGENTIVAS SOBREVOANDO MAR DEL PLATA


    MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

    Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...