quinta-feira, 21 de julho de 2011

HISTÓRIA DA AVIAÇÃO NA REDE




O papel da capital potiguar dentro do contexto da aviação mundial e a relevância estratégica de Natal para as forças aliadas durante a Segunda Guerra são os assuntos que norteiam o documentário "Natal, Encruzilhada do Mundo". Produzido pela Fundação Rampa e lançado no último dia 5 de maio durante sessão pública na Assembleia Legislativa, o filme de 75 minutos foi disponibilizado na internet para download e pode ser visto no canal "becosproducoes" no link abaixo
Documentário mostra cenários e personagens importantes no contexto da Segunda Guerra
Documentário mostra cenários e personagens importantes no contexto da Segunda Guerra
 
O filme traz uma série de depoimentos com veteranos de guerra e imagens raras da época captadas por italianos e norte-americanos, que procuram remontar um período de grande efervescência mas ainda pouco documentado. "Nossa intenção é mostrar o legado da aviação às novas gerações, pois o desenvolvimento da cidade está intimamente ligado a esta vocação aérea", disse Frederico Nicolau, diretor de pesquisa e ensino da Fundação Rampa. "Também evidenciamos a importância geográfica da cidade. Temos testemunhas vivas desse período e precisamos registrar tudo antes que a memória desses veteranos se perca", explica Nicolau, motivado por interesse pela aviação. "Ouvia muitas histórias de veteranos sobre a presença norte-americana no Brasil, e quando comecei a pesquisar e notei que são poucos os registros históricos", argumenta.


A pesquisa ganhou corpo quando a Fundação Rampa foi buscar material em países como Itália, França, Alemanha e Estados Unidos. "Temos imagens originais no documentário de 1931, que registra a chegada da coluna capitolina em Natal (atualmente a coluna presenteada por Benito Mussolini encontra-se em frente ao Instituto Histórico e Geográfico, na Cidade Alta); e um filme institucional produzido nos Estados Unidos sobre a base aérea instalada em Parnamirim", informa Fred.

Segundo o pesquisador, a aviação em Natal tem dois períodos distintos: antes de 1941, quando a cidade era aberta a aviadores de qualquer nacionalidade; e após o início da Segunda Guerra, quando o espaço aéreo passa a ser controlado pelos norte-americanos. "Nos anos 1930, tínhamos vôos da PanAir (ligada a PanAm, dos EUA), da italiana Lati, da Air France e da Condor (braço da alemã Lufthansa). Nessa época, existiam três rampas (daí o nome da Fundação) de hidroaviões no rio Potengi", revela Frederico. "Natal, Encruzilhada do Mundo" teve patrocínio da empresa Cidade do Natal e da Prefeitura de natal através do Programa Djalma Maranhão.

fonte/foto/TribunaDoNorte
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...