terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

POUSO DE AIRBUS A330 DA TAM EM SÃO CARLOS...


GRIPEN NG - VÍDEO OFICIAL


AVIÃO AGRÍCOLA BATE EM FIOS ELÉTRICOS E DEIXA CIDADES DA QUARTA COLÔNIA SEM LUZ


Avião agrícola bate em fios elétricos e deixa cidades da Quarta Colônia sem luz Jean Pimentel/Agencia RBS
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Um avião agrícola bateu em uma linha de transmissão de energia elétrica em Vale Vêneto, distrito de São João do Polêsine, município da Quarta Colônia, por volta das 20h desta segunda-feira. Apesar do acidente, aeronave consegui manter o voo e ninguém ficou ferido.

A empresa Nova Palma Energia foi informada por telefone, por volta das18h30min. O avião monomotor, usado para pulverizar lavouras, arrebentou os fios de energia elétrica. De acordo com a concessionária, cerca de 15 mil clientes estão sem abastecimento de luz. 

A AES SUL trabalha no conserto da linha de transmissão da rede de energia elétrica. A previsão é que o abastecimento seja normalizado até às 3h30min desta terça-feira. Pelo menos nove municípios teriam sido afetados: Nova Palma, Restinga Seca, Ivorá, Agudo, Silveira Martins, Faxinal do Soturno, Dona Francisca e parte de Júlio de Castilhos e Santa Maria.

fonte/foto/DiarioDeSantaMaria

BOEING DA AMERICAN AIRLINES POUSOU EM MANAUS COM SUSPEITA DE SEQUESTRADOR A BORDO




Testando segurança para a Copa do Mundo ?????

 

Voo para Miami faz pouso em Manaus por suspeita de sequestro

Boeing 767 da American Airlines pousou no Aeroporto Internacional de Manaus por suspeita de tomada da aeronave. Aeronave seguiu viagem após ser vasculhada pela Polícia Federal




Um voo da American Airlines que partiu na noite de domingo do Rio de Janeiro com destino a Miami teve que fazer um pouso de emergência em Manaus durante esta madrugada após suspeita de sequestro da aeronave. Segundo informações da Infraero, o Boeing 767 da American Airlines pousou à 0h04 no Aeroporto Internacional de Manaus e decolou novamente para Miami às 2h36.

De acordo com o Comando da Aeronáutica, o Sistema de Controle do Tráfego Aéreo identificou no radar que o voo 904 da American Airlines acionou o código relativo à interferência ilícita. Uma aeronave de defesa aérea acompanhou o voo até o pouso em Manaus.

A Polícia Federal fez uma varredura na aeronave em Manaus e descartou qualquer risco de segurança, liberando o avião para seguir para Miami. 

Em nota, a companhia aérea informou apenas que a aeronave pousou em Manaus "devido a uma questão de segurança". "O voo foi reabastecido, seguiu para Miami e pousou hoje, 3 de fevereiro, às 6h32 (horário de Miami). A American Airlines lamenta por qualquer inconveniente e esclarece que a segurança dos passageiros e da tripulação é a prioridade da companhia", diz o comunicado.

fonte/Terra

NOTA DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA
 

O Comando da Aeronáutica informa que na noite de ontem (2), o Sistema de Controle do Tráfego Aéreo identificou no radar que o voo 904 da American Airlines acionou o código relativo à interferência ilícita.
A aeronave cumpria a rota Rio de Janeiro – Miami e realizou pouso em Manaus, conforme orientação do Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (SISDABRA). Uma aeronave de defesa aérea acompanhou o voo até o pouso em Manaus.

A aeronave Boeing 767 da American Airlines foi liberada para decolagem após as medidas de segurança realizadas pelas autoridades policias, que descartaram a ocorrência de interferência ilícita.

Brasília, 3 de fevereiro de 2014

Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

BRASIL REDUZ NÚMERO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS

Ficou mais seguro voar no Brasil. Dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) divulgados hoje mostram que no ano passado aconteceram 163 acidentes aeronáuticos, uma redução de 8,5% frente a 2012, quando foram registradas 178 ocorrências.

Em 2013, foram 140 acidentes com aviões e 23 com helicópteros, nenhum deles de grande porte. Caiu também o número de fatalidades: foram 72 vítimas fatais em 2013 contra 78 em 2012 e 96 em 2011.

A redução de 8,5% no número de acidentes aconteceu em um cenário do aumento da frota e do número de horas voadas na aviação brasileira. Dados do CENIPA mostram que, em média, em 2013 ocorreram 0,36 acidentes para cada um milhão de horas de voo. Em 2012 o índice ficou em 0,72 e em 2011 foi de 1,13. 

De acordo com o Chefe do CENIPA, Brigadeiro Luís Roberto Lourenço, não só os acidentes aeronáuticos diminuíram, mas também os incidentes. “A aviação brasileira está mais segura, mas isso não significa que estamos satisfeitos. A prevenção deve ser reforçada dia a dia, porque a nossa meta é zero acidente”, explicou.

O Brigadeiro lembrou ainda que os índices no Brasil são semelhantes aos dos países desenvolvidos, e que por aqui também se destaca o pequeno número de ocorrências na aviação regular. Em 2013, foi registrado apenas um caso.

Em parceria com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o CENIPA desenvolve atividades de prevenção como palestras, seminários de prevenção e vistorias de segurança. "Nós estamos em todas as regiões do Brasil", disse o Brigadeiro Lourenço. As campanhas educativas envolvem desde as grandes empresas regulares até a aviação agrícola.

fonte/FAB

VOO É CANCELADO NO AEROPORTO SALGADO FILHO SOB ALEGAÇÃO DE CALOR NA PISTA

Segurança em primeiro lugar...parabéns Copa Airlines


Voo é cancelado no Aeroporto Salgado Filho sob a alegação de calor na pista Ricardo Duarte/Agencia RBS
Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS

Passageiros do voo 408 da Copa Airlines com destino ao Panamá e conexões descobriram nesta segunda-feira, um novo motivo para cancelamento de voos: o calor. Eles foram informados que o clima em Porto Alegre impediria que a aeronave saísse do Aeroporto Internacional Salgado Filho. O voo programado para sair às 12h15min, com cerca de 140 passageiros, foi cancelado quando todas as pessoas já estavam dentro da aeronave. 

A contadora Nara Plácido Janssen, 49 anos, contou que eles ficaram dentro do avião durante quase duas horas até serem informados da situação. A comissária de bordo deu a má notícia quando os passageiros já estavam impacientes.
— Devido às altas temperaturas, o voo não poderá decolar — teria sido a mensagem dita à bordo.
Nara planeja ir para Cancún com a filha Luísa, 15 anos, e o marido Paulo Janssen, 51 anos, e já contabiliza os prejuízos com as diárias do hotel. 

Curiosos com a informação, os passageiros logo começaram a contestar o motivo. Segundo a psicóloga Rosane Schotgues Levenfus, 50 anos, a explicação, confirmada dentro e fora do avião, é de que a pista estava muito quente e o contato do pneu no asfalto poderia ser comprometido. Contribuiria para piorar a situação o fato do avião estar com bastante peso. 

— Eles disseram que poderia aliviar o peso retirando 40 passageiros, mas seria inviável. Reforçaram que não era nenhum problema com o avião, mas sim com o calor — comenta Rosane, que registrou a movimentação dentro da aeronave durante a espera para a decolagem.


Rosane (à dir.) registrou movimentação na aeronave
Foto: Arquivo Pessoal 


Outros passageiros de conexões para Cancún, Nova York e Miami também foram prejudicados. Passageiros foram obrigados a desembarcar do avião e, de ônibus, foram levados para hotéis de Porto Alegre. Há previsão de que um novo voo saia após a meia-noite, quando a temperatura da pista já estará menor.
— Acha que isso tem fundamento? É a primeira vez que ouço falar algo do tipo —reclamou Shirley Zavarize, 77 anos, que vai passar férias em Punta Cana com o filho e a nora. 

Nara e Luísa tiveram que ir para hotel esperar o "calor diminuir" para o voo decolar
Foto: Ricardo Duarte, Agência RBS 



A explicação da companhia aérea
Por volta das 20h20min, a assessoria de imprensa da Copa Airlines emitiu o seguinte comunicado:
"Copa Airlines informa que o voo CM 408 com destino a Cidade do Panamá partindo de Porto Alegre iria sair às 12h15, com chegada prevista para 16h24 (hora local), teve de ser adiado devido a restrições operacionais causada por temperaturas elevadas no horário no Aeroporto Internacional Salgado Filho.
A companhia aérea confirmou que cumpriu as normas da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) servindo a todos os passageiros hospedagem, alimentação e traslados. Além disso, os seus voos de conexão não foram comprometidos. O novo horário de partida está previsto para às 00h30, de 4 de fevereiro.
A Copa Airlines reafirma o compromisso de conectar melhor Porto Alegre com as Américas, alcançando em 2013 um índice de 99,4% de cumprimento de operações e taxa de pontualidade de 91,5%, números que colocam a Copa na vanguarda na região.
A Copa confirma que a segurança e o bem-estar dos seus passageiros e tripulações são sempre uma prioridade."


fonte/foto/ZeroHora

SDE NEGOCIA COM EMPRESAS AÉREAS AMPLIAÇÃO DO NÚMERO DE VOOS NO AEROPORTO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS


 Mais uma tentativa de colocar o Aeroporto de São José dos Campos e o Vale do Paraíba na rotas das grandes companhias aéreas nacionais....


A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São José dos Campos lançou uma ofensiva para tentar ampliar a oferta de destinos e voos no aeroporto da cidade.

O titular da pasta, Sebastião Cavali, informou que estão sendo agendadas reuniões com representantes de companhias aéreas para dialogar a respeito, entre elas TAM, Gol e Avianca, entre outras.

Em fase de ampliação, o terminal, após a conclusão da obra, prevista para maio ou junho, irá triplicar a capacidade de passageiros, atualmente de 190,5 mil por ano.

"Uma vez terminada a obra de ampliação, que permitirá triplicar o número de passageiros, o terminal de São José dos Campos será uma alternativa viável aos aeroportos de Guarulhos e Viracopos, os dois maiores do Estado", destacou o secretário.

Exemplo.
Segundo avaliação de Cavali, a abertura de novas linhas aéreas deverá atrair grande parte dos moradores do Vale do Paraíba que têm hoje de se deslocar para São Paulo para embarcar.

Da mesma forma, o número de pessoas que desembarcarão diretamente em São José dos Campos sem passar por São Paulo ou Campinas será muito maior.
"O exemplo do aeroporto de Viracopos, em Campinas, é emblemático. Logo após sua inauguração, o terminal era pouco explorado pelas companhias aéreas comerciais. Porém, quando voos extras de Cumbica, que estava então em manutenção, foram redirecionados para Viracopos, o aeroporto atingiu outra dinâmica, fazendo com que chegasse à importância que tem hoje para a logística do Brasil", afirmou.
"Assim, a expectativa é que a nova estruturação do aeroporto seja um aspecto importante e estratégico para a competitividade dos negócios e empreendimentos em São José"
 
O terminal é administrado pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).
Ao longo dos últimos dez anos, o aeroporto registrou momentos de boom na movimentação de passageiros e presença de companhias aéreas.

Já operaram no terminal empresas regionais, como Ocean Air (Avianca), Pantanal e grandes, como TAM e Gol.

O aeroporto opera atualmente com 3 voos diários, com destino, direto, a Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Em 2010, a Azul iniciou suas operações no aeroporto e hoje é a única empresa da aviação comercial a manter voos diários partindo do aeroporto.

No ano passado, o terminal registrou movimento de 150 mil passageiros. O pico de movimento entre 2003 e 2013 foi em 2011, com 236 mil passageiros, segundo a Infraero.
Movimento é de comércio exterior
Nos últimos dois anos o Terminal de Cargas do aeroporto de São José dos Campos movimentou cargas apenas de importação e exportação. No ano passado, o movimento atingiu 2.268 toneladas, sendo 1.046 toneladas de importação e 1.223 de exportação. Em 2012, foram 918 toneladas de importação e 974 de exportação, segundo a Infraero.


Histórico
O Aeroporto de São José dos Campos foi inaugurado na década de 1950 e passou a ser administrado pela Infraero em 18 de junho de 1996

Áreas
O sítio aeroportuário tem uma área de 1.197.580,66 m2.

Vocação
O aeroporto apresenta duas vocações distintas: a cargueira, que atende indústrias da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e do Cone Leste Paulista; outra, a turística

Negócios
O tráfego de passageiros é caracterizado predominantemente por viagens de negócios nos dias úteis.

fonte/OVale

AVIÃO SOFRE PANE E PILOTO FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA EM PISTA INTERDITADA DE SANTO ANTÔNIO DE LEVERGER, MATO GROSSO



O piloto Luiz Alberto Pereira Fattore teve que fazer um pouso de emergência na pista do “arrancadão” de Santo Antônio do Leverger (32 km de Cuiabá). Segundo informações do boletim de ocorrência que o Olhar Direto teve acesso, Fattore voava para Rondonópolis (210 km de Cuiabá), quando o monomotor apresentou falhas e teve que aterrissar.
De acordo como relato do piloto no BO, o incidente aconteceu por volta das 9h30 desta manhã de sábado (1). A aeronave prefixo PT – NQQ, modelo PA-28 (Corisco) levantou voo do aeroporto de Santo Antônio do Leverger, logo que percebeu a pane o piloto tentou retornar, mas não conseguiu a acabou fazendo o pouso forçado na pista do “arrancadão”, que segundo informações da Polícia Civil local está interditada.
Após conseguir pousar, o piloto - que estava sozinho e não teve ferimentos - constatou que o monomotor sofreu avarias na bequilha do trem de pouso, ponta da hélice e também nas asas.  O piloto informou ainda que já comunicou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sobre o acidente.

Outro caso
No dia 8 de janeiro deste ano, um avião, modelo Cesna 172, teve que fazer um pouso forçado na manhã desta quarta-feira (8), em uma plantação de soja de uma propriedade de Primavera do Leste. A aeronave - que pertence a um empresário de Rondonópolis, tem capacidade para transportar até quatro passageiros, mas no momento do acidente apenas o piloto estava a bordo.
Segundo informações de testemunhas, o piloto estava se aproximando do aeroporto quando percebeu que havia uma pane no motor. O piloto tentou acionar o trem de pouso, mas do lado esquerdo ele se quebrou, causando um grande susto no momento da aterrissagem.

fonte/OlharDireto

Dados da aeronave via RAB


MATRÍCULA: PTNQQ
Proprietário:
LUIZ ALBERTO PEREIRA FATTORI
CPF/CGC:
00475523873
Operador:
LUIZ ALBERTO PEREIRA FATTORI
CPF/CGC:
00475523873
Fabricante:
NEIVA
Modelo:
EMB-711A
Número de Série:
711207
Tipo ICAO :
P28R
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR CONVENCIONAL
Peso Máximo de Decolagem:
1202 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
003


Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
9856
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
150713


Data de Validade do CA:
31/08/15
Data de Validade da IAM:
170714
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 03/02/2014 23:03:25

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...