quarta-feira, 30 de março de 2016

BIMOTOR CAI NO CANADA, SETE MORTOS



Mitsubishi MU-2B-60 N246W GlennClatfield 800px

MU-2B-60 N246W AnnieCorriveau 900px

Um avião bimotor turboélice Mitsubishi MU-2B-60, com sete pessoas a bordo, caiu nesta terça-feira, dia 29 de março, quando estava perto de pousar no Aeroporto de Havre-aus-Maisons, na Ilha da Madalena, situada no Golfo de São Lourenço, no Oceano Atlântico Norte. Esta ilha é administrada pela Província do Quebeque, no Canadá.

O acidente aconteceu pelas 11h40 locais (16h40 UTC) quando o avião estava prestes a pousar na pista. As condições atmosféricas eram más e havia queda de neve e ventos fortes no momento em que o avião fazia a aproximação à pista. Segundo a Polícia Federal do Canadá, a aeronave, que tinha a matrícula norte-americana N246W, caiu nuns terrenos baldios tendo o aeroporto à vista, incendiando-se em seguida. Todos os ocupantes morreram. Os corpos foram recolhidos entre os destroços carbonizados e espalhados no terreno.


Segundo a imprensa canadense, seguia a bordo do avião Jean-Charles Lapierre, de 59 anos de idade, um conhecido político canadense, antigo membro do Parlamento do Canadá e ex-ministro da Província do Quebeque, que era também um dos mais respeitados e populares comentadores políticos do País, nomeadamente na zona francófona.

Lapierre tinha fretado um avião e seguia acompanhado por cinco pessoas de família para a ilha Madalena, onde deveria acompanhar o funeral de seu pai, falecido na semana passada.

O avião Mitsubishi MU-2B-60, matrícula N246W, nr série 1552SA, concebido pela conhecida fábrica japonês ado mesmo nome, tem capacidade para embarcar 10 passageiros. O que resultou destruído neste acidente tinha sido construído em 1982.

fonte/foto/NewsAvia


NOVA GREVE DOS CONTROLADORES AÉREOS FRANCESES

Um novo período de greve decretado pela USAC-CGT, segunda maior força sindical dos controladores aéreos franceses, está a provocar atrasos no movimento de aviões que atravessam o espaço aéreo sob jurisdição da França e nos aeroportos do País.
 
A paralisação decorre no quadro de uma greve geral contra a reforma laboral e de uma greve específica dos funcionários públicos, sendo a segunda vez que afeta o controlo aéreo e dos aeroportos no corrente mês de março.

A Direção Geral de Aviação Civil (DGAC) indicou nesta quarta-feira, dia 30 de março, que as companhias aéreas que operam nos aeroportos de Paris/Orly e de Marselha devem diminuir os voos programados, prevendo-se que haja também atrasos, mas sem necessidade de outros cancelamentos.

A companhia Air France anunciou que vai manter todos os voos de longo curso previstos para a quinta-feira, dia 31 de março, tanto no aeroporto Charles de Gaulle como no de Orly, em Paris.
Um porta-voz da empresa disse à agência noticiosa espanhola EFE que vão ser anulados 20% dos voos domésticos com partida ou chegada em Paris e cerca de 35% das ligações a Marselha.

fonte/foto/NewsAvia

COLISÃO DE 2 AERONAVES AGRÍCOLAS EM LUIZ ALVES, SANTA CATARINA - ATUALIZADO



Dois aviões agrícolas colidiram na manhã desta quarta-feira no município de Luiz Alves, no Vale do Itajaí. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Luiz Alves, um dos pilotos morreu no acidente.

Os dois aviões eram da empresa Banalves e faziam a pulverização de produtos químicos na plantação de banana. O acidente aconteceu por volta das 7h10min, quando durante uma manobra os dois aviões bateram. Um deles perdeu a hélice e acabou caindo, enquanto o outro ficou danificado mas conseguiu voltar para a empresa e pousar. O piloto sobrevivente, Sérgio Roberto Mendonça, foi quem acionou os bombeiros, que com a ajuda do helicóptero Arcanjo conseguiram localizar o ponto onde a outra aeronave havia caído. Ao chegarem no local, na região de Braço Gavião, os bombeiros encontraram o piloto, identificado como Edson Lisboa, de 52 anos, já morto.

Bombeiros de Itajaí e Luiz Alves participaram da ação e aguardaram a chegada do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Itajaí para a retirada do corpo da vítima. O IGP irá também investigar o acidente e fazer a perícia dos destroços do avião.

O agricultor Jurandir Bornaudo estava há cerca de 100 metros do local em que o avião caiu e ouviu o barulho. Ele relata que estava trabalhando no bananal quando ouviu o barulho e viu um avião seguindo voo danificado. Na sequência ele ajudou os bombeiros na busca pela aeronave caída.

Edson Lisboa já havia sofrido um acidente semelhante em 2012. Na época o Santa noticiou que ele precisou fazer um pouso de emergência no meio da plantação enquanto trabalhava. Ele havia saído ileso do acidente, embora a atividade agrícola na região seja considera extremamente perigosa, pela necessidade dos pilotos em sobrevoar com pouca altura e desviar dos morros.

FONTE/FOTO/ZEROHORA


(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Dois aviões que eram usados para aplicação de fertilizantes se chocaram no ar no município de Luiz Alves, no Vale de Itajaí, em Santa Catarina, na manhã desta quarta-feira (30).

Segundo o Corpo de Bombeiros da cidade, após a colisão um dos aviões conseguiu voltar para pista, mas o outro caiu no meio da plantação. Um dos pilotos morreu e outro passa bem.

Ainda de acordo com a corporação, os pilotos estavam sozinhos nas aeronaves. Ainda não há informações sobre as causas do acidente.


(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

fonte/foto/RedeTv/UOL

DADOS DA AERONAVE VIA RAB

MATRÍCULA: PRWKK
Proprietário:
BANALVES AVIACAO AGRICOLA LTDA
CPF/CGC:

Operador:
BANALVES AVIACAO AGRICOLA LTDA
CPF/CGC:

Fabricante:
LAVIASA
Modelo:
PA-25-260
Número de Série:
LA-260-99005
Tipo ICAO :
PA25
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR CONVENCIONAL
Peso Máximo de Decolagem:
1315 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
000


Categoria de Registro:
PRIVADA SERV.AEREO ESPECIALIZADO PUBLICO-AEROAGRICOLA
Número dos Certificados (CM - CA):
16130
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
271102


Data de Validade do CA:
29/09/20
Data de Validade da IAM:
020916
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 30/03/2016 12:25:25

terça-feira, 29 de março de 2016

PASSAGEIRO TIROU SELFIE COM SEQUESTRADOR DO AVIÃO DA EGYPTAIR


 
  © Fornecido por Notícias ao Minuto
 
Este é o momento em que um dos passageiros do EgyptAir feito refém por Seif Eldin Mustafa, lhe pediu para tirar uma selfie. Na imagem é visível o colete de explosivos que o sequetrador utilizava, avança o Daily Mail.

O sequestro desta manhã, que mudou o rumo de um voo da companhia aérea egípcia, tinha tudo para ser um momento de terror. Mas isso não foi o que demonstrou este passageiro que teve a ousadia de querer tirar uma fotografia com o homem que o sequestrou.

Mustafa conseguiu mudar a rota do avião doméstico que viajava entre Alexandria e o Cairo, levando o aparelho a aterrar no Chipre. 

O homem já foi detido e todas os reféns foram libertados.

fonte/foto/MSN/NoticiasAoMinuto

TRIPULAÇÃO DA AVIANCA É ASSALTADA EM SALVADOR


Os tripulantes do voo 6213 da Avianca Brasil, programado para ligar a cidade de Salvador da Bahia e o Rio de Janeiro, foram assaltados na manhã desta segunda-feira, dia 28 de março, quando estavam a sair do hotel para o Aeroporto Internacional de Salvador – Deputado Luís Eduardo Magalhães, onde iniciariam o seu turno de trabalho.

A notícia foi divulgada nesta manhã pelo portal noticioso ‘ibahia.com’ , que refere que esteve em contato com a assessoria de imprensa da Avianca, tendo a companhia confirmado o assalto aos tripulantes da aeronave, que não sofreram quaisquer danos físicos.
O voo estava previsto sair pelas 06h30 locais (10h30 UTC), mas já estava com duas horas de atraso. Nesse momento (notícia publicada às 10h44 locais) os passageiros já tinham sido embarcados.

O assalto terá ocorrido enquanto os tripulantes saíam do hotel em que estavam hospedados, em Salvador, em direção ao aeroporto. A companhia aérea não confirmou o local do assalto nem o hotel da reserva, mas garantiu que os tripulantes são levados em veículos particulares aos aeroportos. Todos os pertences foram levados durante o assalto, noticia o ‘ibahia.com’.
O avião só seguiu para o Rio de Janeiro cerca de duas horas depois da hora prevista, tendo sido chamada a tripulação de reserva que fez o voo, dada a compreensível incapacidade dos tripulantes assaltados assumirem o comando e operação da aeronave, informaram outros portais de notícias que se editam na Bahia.

fonte/NewsAvia

domingo, 27 de março de 2016

ACIDENTE COM HELICÓPTERO ROBINSON R22 EM CAMPO DE MARTE


Um helicóptero tombou no Aeroporto Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, por volta das 16 horas deste domingo, 27. Segundo o Corpo de Bombeiros, duas vítimas foram socorridas ao Pronto-Socorro Cruz Azul, no Cambuci.

De acordo com o Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar, a aeronave, do modelo Robinson R22, pertencente a Escola ABC FLY, e fazia um voo de instrução no aeroporto no momento do acidente. No helicóptero, estariam o piloto instrutor e uma aluna. 

O Corpo de Bombeiros enviou duas viaturas para o local para o socorro. Ainda segundo o Grupamento da PM, a operação no Aeroporto está normalizada.

Em nota divulgada à noite, o centro de comunicação da Aeronáutica informou que tudo indica que o acidente tenha sido causado por uma corrente de vento.  
n
fonte/Estadao

sábado, 26 de março de 2016

EMBRAER ERJ-190 DA JETBLUE FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA EM NASSAU, BAHAMAS


Um Embraer ERJ-190, da JetBlue, registro N273JB, realizando o voo B6-29, de Washington National, DC (EUA) a Nassau (Bahamas), realizou um pouso de emergência após tripulação detectar falha no sistema de trem de pouso do nariz durante aproximação para pista 14 de Nassau.

Durante o pouso a tripulação manteve o nariz do Embraer para cima o maior tempo possível e em seguida o abaixou, e a aeronave deslizou  alguns metros e parou. Os serviços de emergência jogaram espuma na aeronave e não foram registrados feridos entre tripulantes e passageiros.

fonte/foto/AvHerald 



quinta-feira, 24 de março de 2016

LIVRO - CASO VARIG - A HISTÓRIA DA MAIOR TRAGÉDIIA DA AVIAÇÃO BRASILEIRA

 
Caso Varig - A história da maior tragédia da aviação brasileira (Editora Jaguatirica, 408 páginas), do comandante Marcelo Duarte Lins, 59 anos, carioca, bacharel em Ciências Aeronáuticas pela Academia da Força Aérea Brasileira no curso de Oficiais Aviadores em 1979, retrata o Caso Varig, processo judicial que se arrasta nos corredores do Judiciário e, ao mesmo tempo, segue arrastando as vidas de ex-funcionários, demitidos e aposentados que tiveram seus ideais aprisionados, seu futuro sem um voo certo e cujas vozes ainda ecoam em um vazio de respostas.
 
Lins tem mais de 18 mil horas de voo em rotas no Brasil, América do Norte, Europa, Pacífico Norte e África, com jatos B727, B737-200, 300, 400, 700, 800 e B747. Depois da demissão da Varig esteve no Panamá, Hong Kong, Austrália e China. Escreveu muitos artigos sobre aviação e recebeu moção de louvor da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, por sua dedicação à aviação. Atualmente, voa em Angola.
 
Nesta caudalosa e bem fundamentada obra, o autor descortina com lucidez e lógica a verdadeira história por detrás da venda da Varig, sua falência, e a intervenção do Fundo de Pensão Complementar Aerus, que não cumpre o objetivo de proporcionar as garantias de proteção social e relata muito sobre a aviação brasileira.
 
Na orelha do livro está registrado: Caso Varig é um livro grave, o último clamor contra uma séria injustiça. Grave, pois traz em si o registro de uma era, a biografia de uma coletividade que expressou sua voz, mas que foi sufocada pela insensibilidade de tantos brasileiros e pela mão sempre invisível do mercado. O convite para que o leitor entre nessa história, feito pelo comandante Lins, é esse desejo que não morre, de que a voz dos ex-variguianos não se perca. Como dito por Loana Rios, "ler essa obra é ler sobre histórias de vidas, é reconhecer a desproteção do trabalhador, o desrespeito ao direito trabalhista, previdenciário e humano presente ainda nos dias atuais".
 
Num corajoso e minucioso registro de bordo que vai de 1999 a 2008, com anexos e depoimentos de muitos ex-funcionários e comandantes, o autor nos apresenta, possivelmente, a narrativa mais completa e detalhada sobre a tragédia que levou para sempre um dos maiores orgulhos brasileiros, uma empresa que brilhava em céus e terras de muitas partes do mundo, que deixou saudades e lembranças. Com base em peças de processos judiciais, farto material de imprensa e informações de ex-funcionários, o comandante Marcelo Duarte Lins conta uma história que certamente ninguém quer ver acontecer outra vez. E que, quem sabe, tenha outro final.
 
fonte/HangarDoVinna
 
 

BRASIL DEVERÁ LANÇAR SATÉLITE DE BANDA LARGA ESTE ANO


SGDC

O Brasil tem um projeto de satélite para levar internet a todos os municípios do país, e ele vem se arrastando há meia década.  Previsto inicialmente para 2014, ele deve ser lançado até o final deste ano. Será que agora vai?

O SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas) tem dois objetivos: levar internet para a população de áreas remotas, e permitir que os setores civil e militar do governo se comuniquem de forma segura. Por isso, o satélite vai operar em banda Ka, para a Telebras fornecer banda larga a provedores de internet; e também em banda X, para comunicações militares.

O projeto foi anunciado em 2012, mas o contrato com fornecedores só foi assinado no final de 2013, alterando os prazos previstos.

satelite banda larga (2)
Montagem do SGDC em Cannes, na França (FAB)

Inicialmente, ele faria parte do Programa Nacional de Banda Larga. Lembra? Ele tinha como objetivo massificar o acesso à banda larga até o fim de 2014 oferecendo planos de 1 Mbps por até 35 reais. Só 7,9% dos acessos no país foram contratados via PNBL.)

Esta semana, a presidente Dilma Rousseff visitou o centro provisório de controle do SGDC em Brasília. Ela promete que o satélite será lançado ainda este ano, e diz: “ele é fundamental para que possamos levar internet banda larga de qualidade aos locais mais distantes do país”.

O satélite

O SGDC ficará em órbita a 36.000 km da Terra e cobrirá todo o território brasileiro. Ele pesa 5,8 toneladas e terá capacidade de transmissão de 54 gigabits por segundo.

O equipamento está sendo montado pela franco-italiana Thales Alenia Space, sob a supervisão da Visiona, uma parceria entre Telebras e Embraer. O custo do projeto é estimado entre R$ 1,7 bilhão e R$ 2,2 bilhões.

Este ano, foi instalada uma antena de 18 metros de altura e 13 metros de diâmetro em Brasília para controlar o satélite à distância. Ainda no primeiro semestre, também estará pronta para testes a outra base de controle, localizada no Rio de Janeiro.

satelite banda larga (1)
Antena de controle do SGDC em Brasília (FAB)

A Telebras também está negociando o contrato para instalar cinco gateways (centros de processamento do tráfego de internet) que serão instalados em Brasília, Rio de Janeiro, Florianópolis, Salvador e Campo Grande. A norueguesa EMC venceu a licitação; falta acertar os termos específicos.
O lançamento do satélite em órbita está previsto para o terceiro trimestre, e será realizado pela Arianespace – uma empresa da França – a partir de uma base espacial na Guiana Francesa. (Lançamentos no Brasil costumam ser mais complicados.) No entanto, ele só começará sua operação comercial no início de 2017.

Transferência de tecnologia

A Thales Alenia não está apenas montando o satélite: o contrato com o Brasil envolve transferência de tecnologia. A empresa vem capacitando os funcionários brasileiros que trabalharão nas duas estações de controle, em Brasília e no Rio; e também vem treinando profissionais de tecnologia aeroespacial para ensiná-los a construir componentes de satélites.

O programa de absorção de tecnologia envolve mais de 50 técnicos e engenheiros da AEB (Agência Espacial Brasileira), INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Visiona, Telebras e Ministério da Defesa.

satelite banda larga (4)
Painel estrutural desenvolvido pela CENIC é integrado ao SGDC (Thales Alenia Space)

Além disso, a Thales Alenia Space assinou contrato com a empresa CENIC, de São José dos Campos (SP), para desenvolver um componente do satélite: um painel “sanduíche” de alumínio que servirá como suporte para a bateria. É a primeira integração de peças brasileiras no equipamento.

Este mês, foram aprovados R$ 4 milhões em Subvenção Econômica para a CENIC, a fim de ajudá-la a absorver tecnologia de painéis em fibra de carbono para estruturas de satélites. O edital envolveu a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e a AEB.

“A nossa intenção é que um segundo satélite, a ser construído no futuro, tenha grande parte das peças e equipamentos produzidos no Brasil”, diz Jorge Bittar, presidente da Telebras, em comunicado.

fonte/foto/Gizmodo

quarta-feira, 23 de março de 2016

BATEU EM ÁRVORES APÓS DECOLAGEM EM SÃO FRANCISCO, MINAS GERAIS,

Avião ficou completamente destruído após bater em árvores (Foto: (internauta/arquivo pessoal))Avião ficou completamente destruído após bater em árvores (Foto: Arquivo pessoal)
Um avião de pequeno porte ficou completamente destruído após colidir em algumas árvores e capotar na manhã desta terça-feira (22), em São Francisco, Norte de Minas. Segundo a Polícia Militar, o piloto tentava fazer uma decolagem, quando perdeu o controle da aeronave e bateu em nas árvores. O G1 entrou em contato com o proprietário da aeronave, mas ele não quis se pronunciar. A Aeronáutica informou que a aeronave é experimental.

Ainda de acordo com a PM, não havia passageiros no avião e o piloto não teve ferimentos, mas foi encaminhado ao hospital para avaliação médica. Ainda de acordo com a polícia, o piloto apresentou todas as licenças necessárias para o voo.

A assessoria de imprensa da Aeronáutica informou que acidentes com este tipo de avião normalmente não são investigados, por se tratar de uma aeronave experimental. Ainda de acordo a Aeronáutica, a Polícia Civil pode abrir uma investigação.

Segundo consulta na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a situação da aeronave, prefixo PPZDZ, é regular.
fonte/foto/G1

terça-feira, 22 de março de 2016

VOO JJ-3186 (FOZ DO IGUAÇU PARA GALEÃO) DA TAM NO DIA 18 DE MARÇO - (AERONAVE DANIFICADA)





fotos das superficies danificadas


 O Airbus A321-200 da TAM Linhas Aéreas, registro PT-XPI que realizou o voo JJ-3186 de Foz do Iguaçu, PR para o Rio de Janeiro Galeão, RJ (Brasil), apresentou  sérios danos na aeronave após um voo normal e um pouso seguro no Aeroporto Internacional do Galeão.
 

A inspeção pós voo revelou danos substanciais ao plano cauda exigindo a substituição do leme e reparos no estabilizador horizontal direito devido as placas de asfalto que chocaram-se nas superfícies durante a decolagem em Foz do Iguaçu.
 
Após 3 dias a aeronave continua em manutenção no Rio de Janeiro, após o leme ser removido para substituição.

 
Diversos pilotos já tinham relatado nos últimos dias antes da ocorrência que partes do asfalto estavam se soltando na pista de decolagem do aeroporto de Foz do Iguaçu.

NOTAM (após 2:30 da ocorrência):
K0474/16 - RWY 32 FST 100M CLSD DUE DETACHMENT OF ASPHALT LAYER. 18 MAR 20:42 2016 UNTIL 18 APR 23:59 2016. CREATED: 18 MAR 20:45 2016

fonte/foto/AvHerald

 

ATENTADO NO AEROPORTO DE BRUXELAS PROVOCA 13 MORTES E 45 FERIDOS

Aero Bruxelas blast01 800px

As duas explosões que se verificaram cerca das 08h15 locais desta terça-feira, dia 22 de março, na área de check-in do Aeroporto Internacional de Bruxelas/Zaventem, o principal da capital da Bélgica, provocaram 13 mortos e fizeram mais 35 feridos graves, além de importantes prejuízos materiais no edifício.

Cerca de uma hora mais tarde, verificou-se no centro de Bruxelas, na estação de metro de Maalbeck uma outra explosão numa carruagem repleta de passageiros que provocou mais 15 mortos e 60 feridos.
Uma manhã negra na capital belga, que se encontra praticamente paralisada devido aos atentados que, segundo fontes policiais, eram esperados e que justificavam o alerta máximo de segurança decretado na cidade, desde há quatro dias, quando foi preso em Molembeck, um dos principais responsáveis pelos atentados de 13 de novembro, na cidade de Paris, atribuídos e assumidos pelo auto-denominado Exército Islâmico e que provocaram 150 mortos.

O Procurador-Geral do Reino da Bélgica, figura que corresponde nas repúblicas às funções de Procurador-Geral de Justiça, anunciou, pelas 11h00 locais (10h00 UTC), que os rebentamentos foram provocados por atentados suicidas numa zona movimentada do Aeroporto e numa ocasião de grande circulação de passageiros e funcionários.

Imagens de câmaras de vigilância que estão ser transmitidas por cadeias televisivas mostram o momento que poderá ser do alegado terrorista a se fazer explodir entre os passageiros que circulavam na área afetada pelo atentado.

Toda a área edificada do aeroporto foi evacuada, com as pessoas a serem transferidas para os caminhos exteriores de acesso ou para zonas dos parques de estacionamento das aeronaves, onde a polícia as mantém sob vigilância.

Peritos policiais e investigadores criminais estão a trabalhar no local, procurando indícios que possam contribuir para o inquérito ao atentado, trabalho que decorre sob a supervisão da Polícia Federal.

Aeroporto fechado até às 06h00 de quarta-feira
O movimento no aeroporto, que é dotado de três pistas de serviço, está suspenso, bem como a circulação de aviões no espaço aéreo da Bélgica. As aeronaves comerciais que se dirigiam para capital belga divergiram para os aeroportos próximos, do Luxemburgo, da Holanda e da Alemanha.

Um anota do aeroporto de Bruxelas/Zaventem, também conhecido por Aeroporto Nacional, indica que a estrutura aeroportuária da capital belga irá manter-se encerrada até às 06h00 de quarta-feira, dia 23 de março. Não abrirá antes e até ao fim do dia de hoje, 22 de março, pode haver alguma indicação sobre um eventual adiamento do reinício das operações aeroportuárias.

Diversas companhias aéreas estão a permitir que os seus passageiros com viagens marcadas de e para ou com escala em Bruxelas, mudem as datas dos seus voos, sem despesas acrescidas. Os potenciais viajantes deverão contactar as suas companhias através dos respectivos websites.

fonte/foto/NewsAvia

segunda-feira, 21 de março de 2016

BOEING 737-500 SAI DA PISTA NO AEROPORTO DE CUZCO, PERÚ

Peruvian incid_Cuzco_20mar2016 900px

Um Boeing 737-500 da companhia Peruvian Airlines, matrícula OB-2041-P, saiu da pista do Aeroporto de Cuzco, no Peru, no domingo, dia 20 de março, tendo ficado imobilizado alguns metros fora do asfalto, numa zona plana da área de segurança.



Segundo noticia a imprensa do Perú, país da América do Sul, o avião estava a rolar na pista para a decolagem com destino ao Aeroporto de Lima, voo P9-218, quando estorou um dos pneus do trem da direita. Os pilotos optaram por abortar o voo, travando o avião sobre a pista. Não conseguiram mantê-lo sobre o asfalto, tendo o aparelho saído alguns metros para fora na cabeceira.

Peruvian AeroCuzco 20mar16 600px

Os 140 ocupantes da aeronave, número que não foi confirmado por fontes da companhia, saíram ilesos, sendo evacuados com o apoio dos bombeiros pelas mangas pneumáticas (escape slides) de emergência.
Não se conhece qualquer comunicação oficial sobre o incidente.

fonte /foto/NewsAvia

HELICÓPTERO CAI NA BAHIA

Um helicóptero caiu no início da tarde desta segunda-feira (21) na zona rural do município de Jaguaripe, no Recôncavo da Bahia. Segundo informações da Polícia Militar, o acidente com a aeronave de prefixo PP-MPN aconteceu na Fazenda Cavala, localizada na Comunidade Terra Santa. 

Cinco pessoas ocupavam o helicóptero e três delas sofreram ferimentos. De acordo com informações do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), um ocupante machucou o fêmur, outro sofreu uma fratura exposta no tornozelo e um terceiro machucou o braço direito. Até o momento, não há informações a respeito da identidade dos feridos. 

As vítimas serão encaminhadas para o Hospital Geral do Subúrbio. Ainda segundo o Graer, três helicópteros da Polícia Militar se dirigiram ao local do acidente para realizar as buscas. Agentes da delegacia de Jaguaripe também foram até o local para ajudar no resgate

fonte/JornalCorreio

Dados da aeronave

MATRÍCULA: PPMBN
Proprietário:
TRANSP.FOX E COM.DE MAD.EIRELI-ME E OUTR
CPF/CGC:

Operador:
TRANSP.FOX E COM.DE MAD.EIRELI-ME E OUTR
CPF/CGC:

Fabricante:
EUROCOPTER FRANCE
Modelo:
AS 350 B
Número de Série:
2499
Tipo ICAO :
AS50
Tipo de Habilitação para Pilotos:
H350
Classe da Aeronave:
HELICOPTERO 1 MOTOR TURBOEIXO
Peso Máximo de Decolagem:
1950 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
005


Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
15918
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
300514


Data de Validade do CA:
14/09/18
Data de Validade da IAM:
181216
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 21/03/2016 16:02:47

GREVE DOS CONTROLADORES DE VOO FRANCESES AFETAM VOOS NA EUROPA - ATUALIZADO



A greve de dois dias dos controladores aéreos em França, iniciada no domingo, dia 20 de março, e com fim previsto para as 05h00 de terça-feira, dia 22 de março, obrigou as companhias aéreas que voam para aeroportos do País a anular cerca de 30 por cento dos voos programados, provocando atrasos em mais de metade do movimento previsto e ainda custos acrescidos nas operações de diversas transportadoras aéreas internacionais que, desde domingo estão a optar por viagens mais longas, para evitar a entrada e passagem no espaço aéreo controlado pelos grevistas.

Em Portugal mais de duas dezenas de voos provenientes de França e de outros países europeus foram cancelados nesta segunda-feira, dia 21, de acordo com o site da ANA Aeroportos de Portugal. Não é possível, para já ter uma ideia concreta, apenas no final do dia, pois há companhias com aviões retidos em aeroportos franceses e outras que estão a reprogramar voos devido a tempos de viagem mais demorados do que previsto nos planos de voo, quando em condições normais.

A greve, que foi lançada pelo UNSA (terceiro sindicato dos controladores do tráfego aéreo), tem como objetivo protestar a decisão de “acelerar” a baixa de efetivos em 2016, quando “todas as previsões de tráfego indicam perspetivas de crescimento significativas”.
O sindicato lamenta ainda a “falta de investimento”, levando a “falhas cada vez mais frequentes, com implicações diretas na cadeia de segurança”.

A TAP, como outras companhias europeias como são os casos das companhias de baixo custo Ryanair, EasyJet e Transavia, cancelaram diversos voos para e de países limítrofes da França – casos da Alemanha, Suíça e Bélgica, por exemplo – devido à greve nas zonas do espaço aéreo francês que os seus aviões deveriam atravessar.



A greve de dois dias dos controladores aéreos em França obrigou as companhias aéreas que voam para cinco aeroportos franceses - Orly, Beauvais, Lyon, Nice e Marselha - a anular cerca de 20% dos voos.

Desta forma, os dois voos com partida do aeroporto da Portela, em Lisboa, das 14:20 e das 14:55, foram cancelados, assim como as ligações entre Paris-Orly e Lisboa -- 08:35, 13:45 e 20:35 -- e Paris-Charles De Gaulle (16:45), segundo a informação disponibilizada hoje no site da ANA.

Também uma chegada e uma partida do aeroporto Sá Carneiro, no Porto, foram afetados, nomeadamente o voo que partiria para Paris-Orly pelas 13:10 e aquele que iria chegar ao norte do país via Paris-Orly, das 12:35.

Segundo a agência de notícias francesa France Presse (AFP), o tráfego nos aeroportos parisienses foi fortemente perturbado durante todo o dia de domingo devido à greve dos controladores aéreos, que apelam para que hoje prossiga.
"Perto de 40% dos voos sofrem atrasos no aeroporto de Roissy (norte de Paris)", avançou uma fonte aeroportuária à AFP.

Já no aeroporto de Orly (no sul de Paris), somente 50% do tráfego esteve assegurado domingo, de acordo com uma outra fonte.



"Houve muitas anulações e voos, mas foram sobretudo ligações nacionais que sofreram o maior impacto", precisou a fonte à AFP.

A greve lançada pelo Unsa (terceiro sindicato dos controladores do tráfego aéreo) tem como objetivo protestar a decisão de "acelerar" a baixa de efetivos em 2016, quando "todas as previsões de tráfego indicam perspetivas de crescimento significativas".

O sindicato lamenta ainda a "falta de investimento", levando a "falhas cada vez mais frequentes, com implicações diretas na cadeia de segurança".

Na página da ANA -- Aeroportos encontram-se também cancelados outros cinco voos -- com chegada ao aeroporto de Lisboa: um proveniente de Barcelona, Espanha, dois de Genebra e um de Zurique, Suíça e um de Munique, na Alemanha, desconhecendo-se a razão para o sucedido ou se estar""a relacionado com a greve em França.

A agência Lusa tentou contactar o porta-voz da ANA, para esclarecimentos sobre voos cancelados, mas tal não foi possível.

fonte/JN.pt

VÍDEO DO PRIMEIRO VOO DO PR-ZRA









sábado, 19 de março de 2016

AVIÃO CAI SOBRE CASA NA ZONA NORTE DE SÃO PAULO - atualizado

Confirmada a morte do comandante Paulo Roberto Baú, meus sentimentos aos familiares e amigos .



SÃO PAULO - O empresário Roger Agnelli, de 56 anos, morreu num acidente aéreo na tarde deste sábado. Além de Roger e do piloto, também estavam na aeronave a mulher do empresário, Andréia, dois filhos — João e Ana Carolina —, além do genro e da nora do executivo. O monomotor caiu sobre uma casa na Zona Norte da capital paulista, próximo ao Aeroporto do Campo de Marte.

De acordo com a Infraero, havia sete pessoas no monomotor de prefixo PRZRA que caiu às 15h23 na cabeceira 12 do Aeroporto Campo de Marte, sobre uma casa de um bairro de classe média alta.

O avião atingiu a garagem e há fogo em um dos cômodos da casa de três andares atingida. Um vizinho disse ao G1 que os moradores saíram pelos fundos. A casa está interditada.

A aeronave caiu na Rua Frei Machado, 110, perto da Avenida Braz Leme. O aeroporto Campo de Marte está fechado. Ele opera com aviação geral, executiva, táxi aéreo e escolas de pilotagem.

Quinze carros e 45 bombeiros fazem rescaldono local.

Os postes na rua onde ocorreu o acidente estão quentes. O querosene da aeronave escorreu pela rua pegando fogo e atingiu cinco carros.

Um morador vizinho à residência atingida diz ter visto o avião voando muito baixo, de forma estranha. Pouco tempo depois, ouviu um estrondo. Ele conta que saiu de sua casa para prestar socorro, mas foi impedido por conta do fogo que atingiu arvores e veículos na via.

“O avião está na garagem na parte de baixo. Eu vi o avião passando mundo rápido, veio diferente. Explodiu com o impacto. Tentei subir correndo para ajudar, mas não deu porque o querosene saiu lavando a rua pegou fogo em tudo”, diz Toni Sargologos, de 46 anos.

Ele ainda revela que os moradores conseguiram sair da residência a tempo. “Na casa tinham cinco pessoas que colocaram uma escada e saíram pelas portas dos fundos. Se não tivessem saído pelos fundos tinham sido queimados juntos.”
  •  
Bombeiros trabalham na área onde um avião monomotor caiu em uma casa no bairro da Casa Verde, em São Paulo, na tarde deste sábado (19) (Foto: Marcio Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo)Bombeiros trabalham na área onde um avião monomotor caiu em uma casa no bairro da Casa Verde, em São Paulo, na tarde deste sábado (19) (Foto: Marcio Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo)

Aeronave cai sobre casa na Zona Norte de São Paulo (Foto: Reprodução TV Globo )Aeronave cai sobre casa na Zona Norte de São Paulo (Foto: Reprodução TV Globo )
Aeronave cai em cima de casa na Zona Norte (Foto: Roney Domingos/G1)Aeronave cai em cima de casa na Zona Norte (Foto: Roney Domingos/G1)
 

 fonte/foto/G1

SOBRE A AERONAVE, FOTOS CORTESIA DO COMANDANTE PAULO BAÙ (post publicado em 19 de março de 2013)












As aeronaves da linha FIBERPROP são construídas com base nos kits fornecidos pela empresa americana Comp Air, LLC. (modelos CA-6, CA-8 e CA-9) tendo o mesmo conceito básico de projeto, com asa alta e trem de pouso fixo, com soluções simples, robustas e eficientes.

Os componentes da estrutura primária são fabricados principalmente em material composto de fibra de vidro e/ou fibra de carbono, fixados entre si através de suportes de ligas de alumínio de alta resistência. Os tanques de combustíveis situados nas asas garantem sempre uma pressão positiva para a alimentação do motor.

O trem de pouso do tipo mola, fabricado a partir de barra forjada de alumínio, é de extrema simplicidade e grande resistência. O modelo CA-9 EXECUTIVE é equipado com turbina Honeywell TPE331-10, o modelo CA-8 EXPEDITION com turbina Walter M601D e o modelo CA-6 RANGER com motor a pistão.

Com exceção do modelo EXECUTIVE, as aeronaves apresentam as versões de trem de pouso triciclo ou convencional, podendo ainda ser equipadas com flutuadores.
O kit de flutuação pode ser aplicado posteriormente a qualquer aeronave que tenha sido fabricada inicialmente na versão terrestre.

Nos modelos RANGER e EXPEDITION, na necessidade de maior capacidade de bagagem, pode ser instalado um bagageiro ventral, com ótima disponibilidade volumétrica e dimensionado conforme a necessidade do operador.


 CA-9   "PR-ZRA"

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS:

AERONAVE (Categoria EXPERIMENTAL – PET)
-Terrestre
-Asa alta 
-Construído 100% em Fibra de Carbono 
-Trem de pouso Triciclo Fixo

MOTOR  
-Fabricante do motor HONEYWELL
-Modelo TP331-10
-Combustível JET A1
-Consumo médio horário de combustível (*1) (l/h) 240
-Potência do motor (SHP) - nível do mar 1000 shp (*3)
-TBO (h) 5.400

HÉLICE
-Modelo MT Propeller E-610 (1.591 Rpm)
-Penta pá
-Velocidade constante
-Ângulo variável 
-Passo Reversível

CAPACIDADES/DIMENSÕES
-Peso máximo de decolagem (kgf) 3.900  
-Peso máximo de pouso (kgf) 3.900
-Peso vazio (kgf) 1.950
-Capacidade de combustível utilizável 1.170 lts.
-Carga útil (kgf) 1.540
-Envergadura (m) 13,10
-Comprimento total (m) 12,53
-Capacidade de assentos 9
-Portas de acesso à cabine 3
-Largura máxima da cabine (m) 1,32
-Altura máxima livre da cabine (m) 1,26

AVIONICS
- G900X Integrated Flight Deck (3 Monitores + Painel de Áudio)
 - Radar Meteorológico
 - Stormscope
 - Sistema de Visão Aprimorada (Infravermelho/Noturno) EVS-100
 - Piloto Automático SORCERER (03 eixos)
 - Monitoramento de dados do motor MVP50
 - Radar altímetro

DESEMPENHO:
-Velocidade máxima de cruzeiro (*2) (Kt) 250
-Velocidade de cruzeiro econômico (*2) (Kt) 220
-Velocidade de estol (com flapes) (Kt) 58
-Razão de subida média até 12.000 pés (ft/min) 1.800
-VRef (Kt) 85
-Distância de decolagem (*3) (m) 330
-Distância de pouso (*3) (m) – com reverso 330
-Autonomia (*4) (h) 5,5
-Alcance (*5) (km) 2.300

LIMITES
-Fator Carga (G) +4,3 e -1,5
-Vento de través no pouso (kt) 17

(*1) Consumo para cruzeiro máximo, a 10.000 ft (ISA)
(*2) Velocidade Verdadeira (TAS( a 10.000 ft (ISA)
(*3) Nível do mar (ISA)
(*4) Autonomia sem reservas, em cruzeiro econômico, a 10.000 ft
(*5) Alcance com reservas de 45 min, em cruzeiro econômico, a 10.000 ft

fonte/SITREX/Comandante PAULO BAÚ





Dados da aeronave via RAB

MATRÍCULA: PRZRA
Proprietário:
ROGER AGNELLI
CPF/CGC:

Operador:
ROGER AGNELLI
CPF/CGC:

Fabricante:
ROGER AGNELLI
Modelo:
CA-9
Número de Série:
0420109T01
Tipo ICAO :
ZZZZ
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR TURBOHELICE
Peso Máximo de Decolagem:
3900 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
007


Categoria de Registro:
PRIVADA EXPERIMENTAL
Número dos Certificados (CM - CA):
121224
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
141212


Data de Validade do CA:

Data de Validade da IAM:
ABORDO
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 19/03/2016 18:01:21

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...