LIVRO - CASO VARIG - A HISTÓRIA DA MAIOR TRAGÉDIIA DA AVIAÇÃO BRASILEIRA

 
Caso Varig - A história da maior tragédia da aviação brasileira (Editora Jaguatirica, 408 páginas), do comandante Marcelo Duarte Lins, 59 anos, carioca, bacharel em Ciências Aeronáuticas pela Academia da Força Aérea Brasileira no curso de Oficiais Aviadores em 1979, retrata o Caso Varig, processo judicial que se arrasta nos corredores do Judiciário e, ao mesmo tempo, segue arrastando as vidas de ex-funcionários, demitidos e aposentados que tiveram seus ideais aprisionados, seu futuro sem um voo certo e cujas vozes ainda ecoam em um vazio de respostas.
 
Lins tem mais de 18 mil horas de voo em rotas no Brasil, América do Norte, Europa, Pacífico Norte e África, com jatos B727, B737-200, 300, 400, 700, 800 e B747. Depois da demissão da Varig esteve no Panamá, Hong Kong, Austrália e China. Escreveu muitos artigos sobre aviação e recebeu moção de louvor da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, por sua dedicação à aviação. Atualmente, voa em Angola.
 
Nesta caudalosa e bem fundamentada obra, o autor descortina com lucidez e lógica a verdadeira história por detrás da venda da Varig, sua falência, e a intervenção do Fundo de Pensão Complementar Aerus, que não cumpre o objetivo de proporcionar as garantias de proteção social e relata muito sobre a aviação brasileira.
 
Na orelha do livro está registrado: Caso Varig é um livro grave, o último clamor contra uma séria injustiça. Grave, pois traz em si o registro de uma era, a biografia de uma coletividade que expressou sua voz, mas que foi sufocada pela insensibilidade de tantos brasileiros e pela mão sempre invisível do mercado. O convite para que o leitor entre nessa história, feito pelo comandante Lins, é esse desejo que não morre, de que a voz dos ex-variguianos não se perca. Como dito por Loana Rios, "ler essa obra é ler sobre histórias de vidas, é reconhecer a desproteção do trabalhador, o desrespeito ao direito trabalhista, previdenciário e humano presente ainda nos dias atuais".
 
Num corajoso e minucioso registro de bordo que vai de 1999 a 2008, com anexos e depoimentos de muitos ex-funcionários e comandantes, o autor nos apresenta, possivelmente, a narrativa mais completa e detalhada sobre a tragédia que levou para sempre um dos maiores orgulhos brasileiros, uma empresa que brilhava em céus e terras de muitas partes do mundo, que deixou saudades e lembranças. Com base em peças de processos judiciais, farto material de imprensa e informações de ex-funcionários, o comandante Marcelo Duarte Lins conta uma história que certamente ninguém quer ver acontecer outra vez. E que, quem sabe, tenha outro final.
 
fonte/HangarDoVinna
 
 

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas