terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

VOO DA GOL É ABORTADO PARA MANUTENÇÃO NÃO-PROGRAMADA



No seu segundo dia de operação no aeroporto Moussa Tobias (Bauru/Arealva), o voo da Gol que deveria partir às 13h30 para Congonhas precisou ser abortado e os passageiros precisaram descer.

Segundo a empresa, foi necessária uma manutenção não-programada no Boeing 737-700 porque foi detectada um tipo de falha ainda não definido na aeronave. Os técnicos inspecionam o avião nesta tarde. Segundo a Gol, esse é um procedimento normal da segurança.

Até o momento a empresa não divulgou se será necessário o envio de outra aeronave. Os passageiros estão recebendo atendimento no aeroporto. Leia a abaixo a nota oficial da Gol:

"A GOL informa que a aeronave que faria às 13h30 o voo 1061 ― com origem em Bauru (Aeroporto Estadual Moussa Nakhl Tobias) e destino ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo ― teve de passar por uma manutenção não-programada.

Neste momento, os passageiros estão recebendo atendimento em terra, enquanto a aeronave passa por um procedimento de inspeção.

A GOL lamenta que medidas como eventuais alterações nos horários de voos causem desconforto aos passageiros, mas reitera que ações como essa visam garantir a segurança operacional, item prioritário em sua política de gestão."

fonte/Rede Bom Dia

ANAC DIZ QUE MEDIDA DA PANTANAL IMPEDE CONCORRÊNCIA EM CONGONHAS

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) afirmou em comunicado nesta terça-feira, 2, que a medida judicial da companhia aérea Pantanal, que está sendo comprada pela TAM, ameaça a ampliação da concorrência no aeroporto de Congonhas, o mais movimentado do País.

Segundo a agência, a Pantanal pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a suspensão do processo de redistribuição de 61 horários de pousos e decolagens (slots) no aeroporto paulista que a Anac pretende promover na quarta-feira.

Os slots fazem parte de um conjunto de 355 horários que estão programados para serem distribuídos entre seis companhias, além da própria TAM - Gol, OceanAir, Azul, NHT e Webjet. Destas, apenas as três últimas ainda não voam em Congonhas.

A "medida judicial da empresa aérea Pantanal, que está sendo adquirida pela TAM, está ameaçando a ampliação da concorrência no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo", afirma a Anac em comunicado distribuído à imprensa.

Representantes da companhia aérea líder do mercado brasileiro não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

"A Anac pretende garantir o uso adequado da infraestrutura do aeroporto, permitindo o aumento do número de empresas que operam em Congonhas em benefício do passageiro, que terá mais opções de serviços e preços", afirma a agência.

Após a medida judicial, a Anac informou que vai encaminhar resposta ainda nesta terça-feira para o STJ, que pediu mais informações sobre a redistribuição após ser acionado pela Pantanal.

O processo deveria ter ocorrido na segunda-feira, mas a Anac decidiu suspender a distribuição para conceder tempo regulamentar para que a Pantanal, que ficou de fora da divisão junto com a Trip por descumprir índices mínimos de 80% de regularidade e pontualidade no aeroporto, apresentasse recurso à agência.

Atualmente os horários de pousos e decolagens em Congonhas estão ocupados por quatro companhias aéreas. A TAM tem 40,4% dos slots, Pantanal 3,8%, Gol 41,7% e OceanAir 3,8%, segundo a Anac.

"Como todos os slots estão alocados para estas companhias nos dias de semana - que são os de maior movimento - a entrada de novas concorrentes no aeroporto só acontece quando uma empresa descumpre a regularidade mínima de 80% de seus voos", afirma agência. "Se os slots mal utilizados não são redistribuídos, criam uma reserva de mercado e acabam impedindo a entrada de competidores."

Às 15h15, as ações da TAM subiam 5,71%, enquanto os papeis da Gol mostravam ganho de 4,63% e o Ibovespa exibia valorização de 0,71%.

A TAM anunciou a compra da Pantanal em dezembro, em operação de R$ 13 milhões que tem como objetivo ajudar a companhia a voltar a explorar o mercado de aviação regional do País.

fonte/Reuters/Estadão

WEBJET PATROCINA O CAMPEONATO GAÚCHO DE FUTEBOL

A Webjet Linhas Aéreas patrocina, pelo segundo ano consecutivo, o Campeonato Gaúcho de Futebol. A parceria com a federação gaúcha foi renovada, estreitando ainda mais a relação da companhia com o Rio Grande do Sul, um de suas principais bases de atuação no país. Durante a competição, a companhia aérea terá sua marca exposta por meio de duas placas de publicidade em todos os jogos e estádios do campeonato.

Para se aproximar ainda mais dos gaúchos, a Webjet também sorteará ingressos para as partidas em seus voos em direção a Porto Alegre a partir de fevereiro. Hoje, a companhia possui ligações a partir da capital do Rio Grande do Sul para Curitiba, São Paulo (Aeroporto Internacional de Guarulhos), Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont e Aeroporto Internacional do Galeão), Brasília, Salvador, Fortaleza, Natal e Recife.

fonte/Mercado & Eventos

EMBRAER PLANEJA NOVOS MODELOS PARA COMPLEMENTAR A LINHA DOS E-JETS

 A Embraer planeja apresentar novos modelos de aeronaves em 12 a 18 meses, incluindo o maior jato já produzido pela empresa, afirmou um executivo da empresa, nesta segunda-feira. Mauro Kern, vice-presidente executivo da empresa para aviões comerciais, também disse que a empresa espera vender mais aviões comerciais em 2010 do que em 2009. 

A Embraer é a terceira maior fabricante mundial de aviões depois da Airbus e da Boeing, e fabrica jatos regionais, empresariais e aeronaves militares. "Um E-jet um pouco maior que o modelo 195 é um dos conceitos que estamos estudando", disse Kern em Cingapura, em uma feira do setor. "Mas não há decisão sobre lançamento por enquanto.

A melhor estimativa para uma decisão sobre algo novo é talvez entre 12 e 18 meses", acrescentou. Quando perguntado se as vendas de jatos comerciais em 2010 voltarão aos níveis de 2008, quando a empresa vendeu mais de 100, Kern disse foi taxativo. "Não em 2010, mas talvez em 2011." "Levará talvez dois ou três anos para retornarmos ao nível pré-crise, se chegarmos a recuperar esse patamar", completou. 

A empresa vendeu cerca de 30 jatos comerciais no ano passado. A carteira de pedidos firmes da Embraer chegou a US$ 16,6 bilhões no fim de 2009. O setor aéreo aproxima-se da feira de aviação de Cingapura, primeiro grande evento da indústria este ano, com otimismo cauteloso.

fonte/JetSite

AZUL LANÇA SITE DE RELACIONAMENTOS

A home do site da companhia aérea (reprodução)
A home do site da companhia aérea (reprodução)

A Azul lançou durante a Campus Party, o maior evento de inovação tecnológica, internet e entretenimento eletrônico do mundo, em São Paulo, a comunidade virtual www.viajamos.com.br.

Com uma ampla divulgação, a ferramenta que se assemelha a um blog de relacionamentos já reuniu mais de 6 mil internautas.

A proposta da companhia é informar sobre eventos, promoções e outras atraçõs, afim de fidelizar os membros.

O viajamos.com.br funciona como qualquer site de relacionamentos. Ao se cadastrar, cada participante passa a ter a sua própria página, aonde pode exibir fotos, reunir amigos, postar informações, formar grupos e participar de comunidades de seu interesse.
 
fonte/Panrotas


PANROTAS

IBÉRIA COM NOVAS REGRAS PARA POUPRAR COMBUSTÍVEL E AUMENTAR PONTUALIDADE

A companhia aérea Ibéria decidiu reduzir a carga dos aviões para poupar combustível. Segundo informa no seu site, os bilhetes adquiridos a partir de 1 de março estão sujeitos a novas regras: a primeira mala é grátis, mas a segunda é paga. No entanto, os limites de peso não sofreram alterações, ou seja, a primeira bagagem continua a poder ter no máximo 23 quilos. Estas novas regras aplicam-se às tarifas de classe turística.

O custo da segunda mala oscila entre os 50 euros, se o check-in é feito online, e os 60 euros, quando é feito no aeroporto. As normas relativas à bagagem de mão mantêm-se, ou seja, é permitido levar uma peça, com dimensões reduzidas e até 10 quilos de peso.

A Ibéria assegura que as medidas seguem as tendências do mercado e “ajudam a manter as tarifas baixas para os clientes que viajam de um lado para o outro do Atlântico e, por outro lado, a oferecer serviços diferenciados aos clientes da classe executiva e que pagam tarifas mais elevadas”.

Segundo a companhia aérea, as novas regras permitem diminuir o peso dos aviões, poupando combustível, e ao mesmo tempo agilizar as operações nos aeroportos, aumentando a pontualidade.
 
fonte/i-Online/

AVIÃO DA QUANTAS RETORNA AO AEROPORTO APÓS BATER A CAUDA NA PISTA DURANTE A DECOLAGEM

Um avião da Qantas que partia para realizar o voo QF-453 de Sydney para Melbourne, na Austrália, com 120 passageiros a bordo, foi obrigado a voltar atrás depois de a cauda da aeronave bater no solo durante a decolagem nesta segunda-feira (1).

O Boeing 767-300, prefixo VH-ZXA, estava girando para a decolagem na pista 16R às 17:08 (hora local - 06:08 Z). Ao decolar, durante uma ventania, o nariz do avião elevou-se mais do que o habitual, fazendo com que o conjunto da cauda tocasse no solo.

Os tripulantes de outra aeronave que taxiava na pista naquele momento, avisou via rádio a tripulção do Boeing da Qantas sobre o ocorrido.

A tripulação do Boeing estabilizou a aeronave nos 5 mil pés decidiu retornar ao aeroporto, onde pousou cerca de 15 minutos após a partida. Seus instrumentos de cabine também haviam notificado o choque da cauda.

Os passageiros do voo QF-453 foram mantidos a bordo cerca de 10 minutos, enquanto o avião era inspecionado.

Um exame na pista revelou uma marca de raspagem ao sul da pista 16R.

O avião não ficou danificado para além de alguns arranhões na fuselagem. O avião foi liberado para voar novamente.

O Australian Transport Safety Bureau (ATSB) foi notificado do incidente, mas não vai investigar.

fonte/The Australian / Aviation Herald - foto/Google Earth

MITSUBISHI DIZ QUE JATO MRJ VAI CAPTURAR 30% DO MERCADO

A Mitsubishi Aircraft, unidade da japonesa Mitsubishi Heavy Industries, afirmou que seu jato MRJ, o primeiro avião de passageiros desenvolvido pelo Japão, vai conseguir 30 por cento do mercado de curta distância em 10 anos.

O avião, que está sendo desenvolvido com configurações de 70 e 90 assentos, terá uma eficiência maior no consumo de combustível e ajudará companhias aéreas a cortar custos operacionais em até 20 milhões de dólares nos próximos 20 anos, afirmou Yosuke Takigawa, vice-presidente sênior de vendas e marketing.

O avião de 90 assentos terá preço ao redor de 40 milhões de dólares, afirmou o executivo.

O jato da Mitsubishi vai provavelmente competir contra os jatos regionais da brasileira Embraer. O projeto da japonesa é considerado por alguns como a esperança final do Japão para ter uma produção própria de aviões. A primeira aeronave MRJ deve entrar em serviço em 2014.

"O mercado de aviação continua passando por um momento difícil, mas esperamos um grande mercado potencial de jatos regionais", afirmou Takigawa à Reuters durante a Singapore Airshow.

O executivo informou que o plano inicial da companhia é ampliar a presença do MRJ no sudeste da Ásia e na Índia.

A Mitsubishi Aircraft já recebeu até agora encomendas para 125 aeronaves, incluindo um pedido de 25 unidades feito pela All Nippon Airways.

"Uma vez que haverá uma série de aviões da Embraer que verá seus contratos de leasing acabando em ou por volta de 2014, nossa entrada no mercado (em 2014) será correta para conquistarmos clientes", afirmou Takigawa.

O executivo afirmou que a empresa também trabalha para finalizar o primeiro acordo de vendas com a Japan Airlines (JAL), que pediu concordata em 19 de janeiro.

Sob o plano de recuperação liderado pelo governo japonês, a JAL planeja reconfigurar sua frota aposentando todos os 37 Boeings 747-400 e todos os 16 MD 90 que serão substituídos por aviões menores.

fonte/Reuters/O Globo foto/Divulgação

GOL RECEBE AVIÃO HISTÓRICO DA BOEING


A Boeing entregou à companhia aérea brasileira Gol, no último mês de dezembro, a unidade número 3.133 do seu modelo 737 Next Generation. Com isso, a fabricante americana de aviões atingiu em apenas 12 anos o número de unidades fabricadas em todas as linhas anteriores do 737, que duraram 32 anos, informou a empresa nesta segunda-feira.

No dia 23 de dezembro, a Gol recebeu duas unidades do 737-800. Atualmente, segundo a Boeing, sua fábrica em Renton, no Estado americano de Washington, tem a capacidade de produzir 31 unidades do 737 por mês. Os funcionários da empresa agora montam um avião desta linha em dez dias ante os 22 dias exigidos nas versões anteriores.

De acordo com a fabricante, os 737 Nex Generation são usados por 121 companhias aéreas, são mais leves, consomem menos combustível, emitem menos poluentes e são mais econômicos de operar e manter. A Boeing destaca ainda que o modelo é versátil, sendo usado para fins militares, de vigilância, para uso privado e aviação comercial, nas companhias de baixo custo até aquelas que prestam serviço premium.

fonte/Terra/foto/Divulgação

JUSTIÇA OUVE PASSAGEIROS ACUSADOS DE TUMULTUAR AVIÃO EM SÃO PAULO


A Justiça informou que foi realizada nesta segunda-feira, na 4ª Vara Federal em Guarulhos, São Paulo, uma audiência para ouvir três franceses e dois brasileiros acusados de terem provocado tumulto num voo da empresa aérea TAM, no final de 2009.

O grupo foi denunciado pelo crime de atentado contra a segurança aérea, em razão do tumulto e da tentativa de invasão da cabine do piloto durante o procedimento de decolagem, na madrugada do dia 7 de dezembro, no aeroporto internacional de Cumbica, em São Paulo.

Um dos acusados, Antonio do Nascimento, 63 anos, que trabalha no ramo de eletrotécnica, disse em dezembro que não houve qualquer tipo de tumulto dentro do avião que justificasse a prisão. Segundo ele, a prisão só aconteceu porque uma das aeromoças apontou o grupo aos policiais federais.

Durante o depoimento, em cerca de seis horas de duração, o juiz federal Alessandro Diaferia ouviu os argumentos dos cinco réus, de seis testemunhas de acusação e duas de defesa. Ao término, o Ministério Público Federal (MPF) pediu prazo de cinco dias para se manifestar. Também foi dado prazo de cinco dias para a defesa entregar sua manifestação.

No dia 20 de janeiro, o juiz recebeu a denúncia proposta pelo MPF contra cinco acusados por crime de atentado contra a segurança aérea, em razão do tumulto e da tentativa de invasão da cabine, durante o procedimento de decolagem do voo JJ8096. Na ocasião, o juiz deu prazo de dez dias para os acusados apresentarem defesa por escrito no processo.

Após o recebimento da manifestação enviada pela defesa, o juiz decidiu pela continuidade do processo. "Não há que se falar em absolvição sumária em relação aos acusados, uma vez que não estão presentes as hipóteses previstas no artigo 397 do Código de Processo Penal, quais sejam, causa excludente da ilicitude do fato, excludente de culpabilidade, extinção de punibilidade e evidência de que o fato narrado não constitui crime", diz a decisão.

O juiz concluiu que a oitiva das testemunhas era "essencial e imprescindível para a resolução do caso", de modo que qualquer juízo sobre a precedência da acusação seria, na ocasião, precipitado se ocorrido antes de terminada a instrução processual.

Ao término da audiência de hoje, o processo seguiu para manifestação das partes. Após o seu retorno, será encaminhado ao juiz para sentença.

fonte/ Terra

AVIÃO QUE MONITORAVA TRÂNSITO FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA E CONGESTIONA ESTRADA


O monomotor Cessna 152, prefixo N6103P, da empresa Out of The Blue Inc., foi obrigado a fazer um pouso de emergência em uma rodovia em Nova Jersey nesta segunda-feira (1), provocando um congestionamento inesperado. Ninguém se machucou.

O porta-voz da rodovia, Joe Orlando, disse que o avião, com duas pessoas a bordo, pousou nas faixas sentido norte,em Cherry Hill, próximo a Haddonfield, pouco antes das 7h, a cerca de 8 km da Filadélfia.

O avião era usado para dar boletins de trânsito para uma rádio e uma TV local.

A agência federal de aviação dos EUA disse que o pouso foi uma precaução, porque havia uma indicação de baixa pressão do óleo.
Um caminhão foi usado para retirar o avião, que estava interrompendo parcialmente a passagem de carros.

fonte/AP/ G1 / ASN/foto/AP

NIKI LAUDA PILOTA AVIÃO PARA INAUGURAR NOVA ROTA


O ex-piloto e tricampeão de Fórmula 1 Niki Lauda fez um voo promocional nesta segunda-feira com um dos aviões de sua companhia aérea, a Niki Luftfahrt, para inaugurar o destino de Sófia, na Bulgária. A empresa austríaca vai operar voos na Europa, entre Viena, na Áustria, e a capital búlgara.

O tricampeão de Fórmula 1 veio ao Brasil em março do ano passado para receber o primeiro dos cinco aviões da Embraer que ele comprou para sua companhia aérea. Cada aeronave, do modelo Embraer 190, tem valor estimado em US$ 39,5 milhões (cerca de R$ 82,7 milhões).

fonte/Terra/AP/foto/ EPA / BGNES / AP

PRECÁRIO, AEROPORTO DE VITÓRIA IRRITA PASSAGEIROS

A investigação da Polícia Federal que apontou um desvio de R$ 61 milhões nas obras do Aeroporto de Vitória é refletida no atual momento que passa o terminal aeroviário no Estado. Guichês de companhias e saguão lotados por falta de espaço; salas únicas para embarque e desembarque; pista única e obras de ampliação atrasadas. O resultado de todos estes fatores não poderia ser pior para o Espírito Santo: insatisfação dos passageiros, principalmente dos turistas.
Na tarde desta segunda-feira (01) o aeroporto estava tumultuado por conta das chegadas e partidas de voos. O ator Wander Gomes, do Rio de Janeiro, estava retornando para casa após passar uns dias no Espírito Santo. Foi a primeira vez que ele visitou o Estado. A impressão que teve logo ao desembarcar não foi das melhores.

"Não dá para acreditar que há um aeroporto como este em uma capital brasileira. Pior que isso, uma cidade turística. Eu tive problemas logo que cheguei com minhas bagagens. Foi uma confusão enorme pois só tem uma esteira pequena para atender dezenas de passageiros desembarcando com bagagens. Já viajei por muitas capitais e infelizmente problemas em aeroportos só encontrei no de Vitória", declarou.

O empresário capixaba Júnior Santos que faz ao menos 70 viagens de avião por ano disse que sente vergonha de receber empresários de outros estados e de fora do país num aeroporto com a estrutura que o de Vitória apresenta.

"Eu já viajei para todas as capitais do Brasil e 26 países do mundo e infelizmente o aeroporto de Vitória é o onde encontro mais dificuldade. É um absurdo, não tem espaço para nada. Fico envergonhado ao receber convidados de fora para visitar uma cidade tão bonita, mas com um aeroporto como este", disse.

A médica paulista Fabiana Caldeira reclamou que teve que ficar em pé, com o filho de colo, pois não tinha lugar para sentar devido a lotação do saguão. A criança conseguiu ser acomodada num carrinho cedido pela companhia aérea na qual ela iria viajar.

"O aeroporto é muito pequeno e não oferece infraestrutura alguma para quem precisa permanecer mais tempo nele por conta de atrasos no voo. Eu estou com criança e quando cheguei aqui não tinha ao menos lugar para sentar. Tem que melhorar muito esse aeroporto, visto que Vitória é uma cidade turística.

O deputado federal Lelo Coimbra (PMDB) disse que acionou o líder da bancada federal, deputado Camilo Cola (PMDB) para convocar uma reunião para esta terça-feira (02), em Brasília, com os demais parlamentares capixabas. O deputado quer garantir uma reunião ainda nesta semana com o Ministro da Defesa Nelson Jobim, para ter a garantia dele de que o cronograma das obras do novo aeroporto não será prejudicado por conta deste fato.
 
fonte/Gazeta Online

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...