segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

VÍDEO - REPORTAGEM SOBRE O ACIDENTE EM LONDRINA



fonte/TvTarobaLondrina

DICA DE LIVRO - INTERFACES COMUNICACIONAIS




Autor/RafaelGrohmann

Assunto/CiênciasSocias/Comunicação

Editora/Agbook  site

TRÊS OCUPANTES DO BIMOTOR QUE CAIU EM LONDRINA SEGUEM INTERNADOS

Apenas três ocupantes do bimotor do Grupo Programa Leilões, que caiu na noite de domingo (12), no distrito da Warta, zona norte de Londrina, continuam internados. Com lesões superficiais, o piloto, José Alexandre Bento, 32 anos, está em observação na Santa Casa. O co-piloto Felipe Procópio passou por uma cirurgia plástica no rosto no Hospital do Coração e passa bem. Já o proprietário da aeronave, Paulo Horto, 46 anos, está internado, no Hospital Evangélico, com uma luxação no ombro.

As outras vítimas do acidente já receberam alta. São elas João Antonio Gabriel, de idade não informada; Sandra Aparecida da Silva Horto, 33 anos; Lidiane Thais Moreira, 28 anos; Arley Ricardo Pereira, 33 anos. Todos tiveram apenas ferimentos leves.

A aeronave caiu às 21h40, em uma propriedade rural que fica nas proximidades do Aeroporto 14 Bis. Os passageiros estavam retornando de um leilão de gado, realizado no domingo, em Uberaba, Minas Gerais. O avião pousaria no Aeroporto Governador José Richa.

Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros Roberto Geraldo Coelho, o piloto relatou que uma turbulência e uma rajada de vento teriam provocado a queda do avião. No momento do acidente, chovia muito em Londrina.

O Programa Leilões informou que se pronunciará somente no período da tarde desta segunda.

Resgate complicado
O trabalho de resgate do Corpo de Bombeiros terminou por volta da 1h30 desta segunda-feira (13). Coelho citou que a principal dificuldade dos socorristas foi chegar ao local do acidente. Como tinha chovido muito, havia muita lama e as ambulâncias ficaram atoladas. Os socorristas tiveram que andar aproximadamente um quilômetro para atender as vítimas. 

“Era uma plantação de soja, a terra estava muito fofa. Então, havia muito barro. Os passageiros que podiam caminhar tiveram que andar quase quilômetro, enquanto outros foram carregados nas tábuas dos bombeiros”, relatou.

O tenente ressaltou que as pessoas que estavam na aeronave tiveram “muita sorte”, pois eles conseguiram sair antes de ela pegar fogo. Piloto e co-piloto ajudaram os cinco passageiros a deixarem o avião. 

“Assim que eles saíram, o avião pegou fogo, em razão do combustível que armazenava. Sorte que ninguém ficou preso as ferragens, pois, pela dificuldade de acesso, não pudemos combater o fogo”, declarou.

fonte/foto/JornaldeLondrina/Agencias
Enhanced by Zemanta

INFRAERO ABRE SINDICÂNCIA PARA INVESTIGAR ACIDENTE COM IDOSO EM CONGONHAS, SÃO PAULO

InfraeroImage via Wikipedia
A Infraero (estatal que administra os aeroportos no Brasil) informou que abriu uma sindicância nesta segunda-feira, para apurar o acidente no aeroporto de Congonhas (SP) que deixou o arquiteto Fernando Porto de Vasconcellos, 71, em coma. Segundo a estatal, a investigação deve buscar eventuais responsabilidades no caso.

Por volta das 14h de sábado (11), Vasconcellos desembarcou em Congonhas após voltar de Brasília. Cadeirante, o arquiteto faz tratamento no hospital Sarah Kubitschek há quatro anos, desde quando sofreu um AVC (acidente vascular cerebral). 

A Gol, empresa responsável pelo voo, providenciou um ambulift (espécie de carrinho com elevador) para que ele saísse da aeronave.
Uma funcionária da companhia segurava a cadeira de rodas, conta a filha dele, Moira de Castro Vasconcellos, 42, a partir do relato da mãe, que acompanhava o arquiteto.
Na pista, o ambulift freou bruscamente e a funcionária da Gol caiu sobre a cadeira de rodas. A cadeira tombou e Vasconcellos bateu a cabeça. 

ESTADO GRAVE
O arquiteto foi levado ao hospital Santa Paula, no Brooklin Paulista, (zona oeste de São Paulo) e está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em estado grave, segundo último boletim divulgado no domingo.
Por volta das 12h30 desta segunda-feira, o hospital informou que não poderia atualizar o estado de saúde do arquiteto a pedido de sua família. 

Todas as informações, segundo o hospital, seriam repassadas pelos próprios parentes. Até as 13h, porém, a filha de Vasconcellos não havia sido localizada para comentar o estado de saúde do pai. 

Antes disso, entretanto, o hospital havia informado que o arquiteto teve traumatismo cranioencefálico. A assessoria de imprensa do Santa Paula disse que os médicos esperavam que o quadro de saúde de Vasconcellos se estabilizasse para que ele passasse por uma cirurgia. 

A Infraero, responsável pelo ambulift, também havia informado que não há cintos para prender as cadeiras e que elas são travadas. 

Para Jairo Marques, colunista da Folha que é cadeirante e usa o ambulift, o travamento não é suficiente e a cadeira de rodas deveria ser presa por um cinto. 'O travamento não segura a cadeira'. 

fonte/FolhaSP
Enhanced by Zemanta

BIMOTOR COM SETE PASSAGEIROS CAI EM LONDRINA

Um bimotor caiu em uma área rural próxima ao Aeroporto 14 Bis, na Warta, zona norte de Londrina. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu às 21h40 do domingo (12). As sete pessoas que estavam na aeronave tiveram ferimentos leves. O trabalho de resgate do Corpo de Bombeiros terminou por volta da 1h30 desta segunda-feira (13).

De acordo com os bombeiros, a aeronave estava indo para o Aeroporto Governador José Richa, quando apresentou um problema e caiu. Uma das possibilidades para a queda foi a forte chuva que caía no momento do acidente.

Em entrevista à Rádio Paiquerê AM, o tenente Angelino, que coordenou o resgate informou que o piloto, José Alexandre Bento, 32 anos, teria relatado que um vento forte atingiu o avião de cima para baixo e dificultou qualquer manobra. Depois da queda, houve algumas explosões em razão do vazamento de combustíveis.
A aeronave, que pertence ao Grupo Programa Leilões, saiu de Uberaba, Minas Gerais, e os passageiros eram de Londrina. Entre as vítimas, está o proprietário do grupo, Paulo Horto, elas se recuperam bem.

Nota do Blog: aeronave King Air C-90.

fonte/JornalDeLondrina

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...