sábado, 26 de setembro de 2009

DOIS MORREM EM QUEDA DE MONOMOTOR NO ESPÍRITO SANTO

Um avião de pequeno porte caiu neste sábado (26) na zona rural de Nova Venécia (ES). Os dois ocupantes que estavam na aeronave morreram.

O acidente aconteceu por volta das 11h30. Segundo a Polícia Militar do município, o avião teria caído na área de uma fazenda.

As vítimas são um homem de 54 anos, que estaria pilotando o avião, e uma garota de 17 anos, segundo o Corpo de Bombeiros. Eles ficaram presos às ferragens da aeronave.

fonte/OGlobo/foto/TV Gazeta/ES

CHOQUE TERIA CAUSADO A QUEDA DOS RAFALES NA FRANÇA

O ministro da Defesa francês, Hervé Morin (de terno), no porta-aviões Charles de Gaulle

A queda de dois aviões de caça Rafale-M na noite de quinta-feira, 24, teria sido causada por um choque durante um voo de exercício realizado no Mar Mediterrâneo. A hipótese é considerada a mais plausível pela Marinha francesa desde que o piloto sobrevivente, Yann Beaufils, informou ter sido atingido na parte de trás de sua aeronave antes de cair. Segundo o Ministério da Defesa, o outro aparelho seguiu voando, até desaparecer dos radares. Seu piloto continua desaparecido.

As informações foram reveladas nesta sexta-feira, 25, em Toulon, no sul da França, pelo ministro da Defesa, Hervé Morin. Em entrevista coletiva, o ministro definiu a perda dos dois aviões e o desaparecimento de um aviador como "um acidente de voo". "Precisamos investigar a fundo, e toda resposta seria precipitada", ponderou. "Mas a priori não tem nada a ver com o avião."

A ressalva faz parte do esforço sutil do governo francês para descartar falhas simultâneas nos dois aviões - cuja compra o Brasil negocia.

Conforme as investigações preliminares da Marinha, baseadas em dados do voo e no depoimento de Beaufils, a hipótese mais verossímil é a da colisão. Segundo a Marinha, o piloto sobrevivente afirmou ter sentido um forte impacto na parte de trás da sua aeronave. No mesmo instante, ele perdeu o controle e a altitude, mergulhando de bico.

"Quando ejetou, Beaufils constatou que o avião de seu colega continuava a voar, mas nós perdemos seu sinal de radar alguns minutos mais tarde", afirmou o porta-voz da Marinha, Bertrand Bonneau. Para ele, o choque é "a hipótese mais provável".

Até a noite desta sexta-feira, nenhum traço dos aparelhos havia sido localizado, a despeito dos meios de busca mobilizados pela França e pela Espanha. Além de helicópteros da Marinha, da Defesa Civil e da Polícia, de um navio de apoio equipado com sistemas de localização acústica e de mergulhadores franceses, uma equipe das Forças Armadas espanhola se juntou às buscas, realizadas em uma área de 10 mil2, na qual o Mediterrâneo oscila entre 500 e 600 metros de profundidade.

Apesar do pessimismo dos oficiais, Morin reiterou que todos os esforços serão feitos para localizar o militar desaparecido. François Duflot, 45 anos, piloto do Centro de Testes de Voo (CEV-DGA) das Forças Armadas, tem 5 mil horas de voo. Assim como Beaufils, 40 anos, membro do Centro de Experiências Práticas Aeronavais (Cepa), com 3 mil horas de voo, Duflot é considerado "muito experiente".

Ambos eram pilotos de testes, e não da Marinha, e participavam dos exercícios de "validação de parâmetros de catapultagem para configurações muito pesadas" do Rafale. Esses ensaios fazem parte de uma bateria que visa a preparar a esquadrilha para o uso pleno do porta-aviões Charles-de-Gaulle, previsto para o fim do ano.

Os Rafale-M - de "Marine" - acidentados são similares, mas não idênticos, aos modelos que disputam no Brasil a licitação FX-2, ao lado dos F/A-18 Super Hornet, da norte-americana Boeing, e dos Gripen NG, da sueca Saab. De acordo com informações da Dassault, os Rafale M têm 80% da estrutura, 90% do custo e 100% dos equipamentos eletrônicos do modelo almejado pela Força Aérea Brasileira (FAB). Entre as diferenças técnicas estão os trens de pouso, reforçados e adaptados às catapultas, que permitem pousos e decolagens em porta-aviões.

fonte O Estado de S.Paulo foto/ Reuters

PRESIDENTE LULA VAI ESTREAR AVIÕES DA EMBRAER EM VIAGEM PARA LISBOA

O governo federal investiu R$ 211 milhões na compra de dois novos aviões presidenciais que vão substituir os "sucatinhas" utilizados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em viagens nacionais e internacionais. Cada uma das aeronaves, fabricadas pela Embraer, custou R$ 87 milhões ao governo - que dividiu o pagamento à empresa fabricante dos aviões.

Do total, o governo já pagou R$ 154 milhões à Embraer, mas vai executar o resto do pagamento em 2010. "Pelo sorriso do vice-presidente da Embraer, não haverá dificuldades neste sentido", disse o ministro Nelson Jobim (Defesa) ao receber oficialmente a aeronave nesta sexta-feira.

Os antigos "sucatinhas" serão licitados pelo governo federal para que sejam vendidos a empresas interessadas no negócio.

Segundo Jobim, as aeronaves foram substituídas a pedido da Força Aérea Brasileira depois de falhas em seus equipamentos - que segundo o ministro estavam "obsoletos" após mais de 30 anos de uso.

Pintados com as cores da bandeira brasileira, os aviões presidenciais Embraer-190 vão abrigar 54 passageiros - com capacidade de voo de até 5.300 quilômetros sem escalas. A parte anterior da aeronave, a exemplo dos "sucatinhas", foi modificada para oferecer ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um escritório e um quarto com cama de casal. Na configuração original, os jatos poderiam abrigar mais de 100 passageiros.

Os novos aviões terão acesso à internet e rádios de comunicação por satélite, o que permite ao presidente realizar reuniões por telefone ou acessar a rede mundial de computadores em seus deslocamentos. Apesar de oficialmente utilizar o "Aerolula" em viagens internacionais, que substituiu o antigo 'Sucatão', os novos aviões também serão usados por Lula em viagens dentro da América Latina ou em deslocamentos dentro dos continentes.

Segundo Jobim, a estreia de uma das novas aeronaves será na próxima semana. Um dos aviões vai levar para Lisboa (Portugal) a comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que lhe acompanhará em visita ao país. Lula vai usar o avião para se deslocar de Lisboa à Dinamarca, onde também vai realizar viagem oficial.

"O presidente vai gostar muito de andar nesse avião. A configuração é moderna, há tecnologia de silêncio. O fundamental é que teremos uma bandeira nacional chegando a qualquer lugar do mundo", disse Jobim.

Defesa

Ao defender a aquisição de aeronaves produzidas no Brasil, Jobim disse que o objetivo do governo brasileiro em longo prazo é desenvolver tecnologia suficiente para não ter que comprar aviões fabricados em outros países.

"O Brasil não compra, investe no Brasil. Quando a indústria não se desenvolveu para produzir equipamentos, o Brasil só admite sentar na mesa e conversar com empresas estrangeiras sobre a capacitação da indústria nacional. O Brasil tem condições de constranger o mundo. Chega de pensar que a gente pode ser tratado como terceiro mundo", afirmou.

fonte Folha Online

FOTOS DO NOVO AVIÃO PRESIDENCIAL DO BRASIL PARA VIAGENS CURTAS

A aeronave Embraer EMB-190, o VC-2, está configurada especialmente para cumprir missões da Presidência da República e será operada pelo Grupo de Transporte Especial (GTE) da Força Aérea Brasileira (FAB). O contrato entre a Embraer e o Comando da Aeronáutica (COMAER), assinado em junho de 2008, contempla ainda uma segunda aeronave do mesmo modelo.

Primeiro jato para o uso da Presidência foi entregue hoje

Avião tem poltronas para uso de autoridades

Imagem mostra os painéis de controle da aeronave

O jato tem capacidade para 54 pessoas

Imagem mostra o banheiro do avião

fotos FAB/Divulgação

HELICÓPTEROS DA FORÇA AÉRA PORTUGUESA SALVAM MAIS DE DUAS MIL VIDAS NOS AÇORES

Mais de metade dos salvamentos dos helicópteros Puma, da Força Aérea, ao longo de 40 anos, foram realizados nos Açores.

A Esquadra 752, de helicópteros Puma, celebrou ontem o seu primeiro aniversário após a reactivação, na Base Aérea Nº4, na ilha Terceira. Segundo se pode ler em comunicado da Força Aérea Portuguesa, o equipamento celebrou também as suas quatro décadas de serviço, durante as quais, foram acumuladas 70 mil horas de voo do helicóptero SA330 Puma.

A operar desde 1969, o SA330 Puma contabiliza na sua história, 2.482 vidas salvas no Arquipélago dos Açores, mais de metade do número registado a nível nacional, que foi de 4.280 vidas salvas.

fonte/ Jornal Diário (Portugal)

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...