sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

ACIDENTE DE AVIÃO DEIXA QUATRO MORTOS NA ARGENTINA


Aeronave de pequeno porte cai em universidade a 13 km de Buenos Aires.
Motivos da queda permanecem desconhecidos.


Um avião de pequeno porte caiu nesta sexta-feira (8) em uma universidade situada a 13 quilômetros de Buenos Aires, na Argentina, e seus quatro ocupantes morreram no acidente, informaram à Agencia Efe bombeiros do município de Lomas de Zamora.

A queda ocorreu pouco antes das 20h local (21h de Brasília), quando o pequeno avião caiu na Universidade de Lomas de Zamora e se incendiou.

A aeronave decolou do Aeroclub de la Matanza, localizado a 25 quilômetros do local do acidente.
Bombeiros, polícia e a Defesa Civil trabalham no lugar, onde será realizada uma perícia para determinar os motivos da queda, que por enquanto permanecem desconhecidas.

fonte/Efe/G1

FEMINISTAS PROTESTAM CONTRA TURISMO SEXUAL NO CARNAVAL

Integrantes do Femen tiraram a roupa no aeroporto do Galeão, no Rio.
Segundo informações da Infraero, cinco mulheres faziam protesto.


Ativistas do Femen protestam contra turismo sexual no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (8) (Foto: AFP PHOTO/VANDERLEI ALMEIDA)Ativistas do Femen protestam contra turismo sexual no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (8) (Foto: Vanderlei Almeida/AFP)
Integrantes do movimento feminista Femen protestam na manhã desta sexta-feira (8) no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Foto: Pilar Olivares/Reuters)Feministas protestaram com cartazes  (Foto: Pilar Olivares/Reuters)
Integrantes do movimento feminista Femen protestam na manhã desta sexta-feira (8) no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Foto: Pilar Olivares/Reuters)A Infraero informou que cinco ativistas estavam no aeroporto (Foto: Pilar Olivares/Reuters)
Integrantes do movimento feminista Femen protestam na manhã desta sexta-feira (8) no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Foto: Pilar Olivares/Reuters)Segundo Infraero,  o protesto levou cerca de 10 minutos (Foto: Pilar Olivares/Reuters)
 
fonte/foto/G!
 
Enhanced by Zemanta

PREVISÃO DE NEVASCA CANCELA AO MENOS 5 VOOS ENTRE BRASIL E EUA


A forte nevasca prevista para a região Nordeste dos EUA, entre esta sexta-feira (8) e sábado (9), causou cancelamentos de pelo menos cinco voos entre o Brasil e o país.

A TAM cancelou duas viagens nesta sexta-feira devido à tempestade prevista. O voo que sairia do aeroporto de Guarulhos (SP) ao John F. Kennedy, em Nova York, às 8h45, e o de Nova York a SP às 17h40 foram cancelados, segundo comunicado à imprensa.

Dois voos da American Airlines que sairiam nesta sexta do aeroporto de Guarulhos (SP) para o aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, às 9h45 e às 23h05, também foram cancelados, segundo a companhia. Também foi desmarcado um voo que sairia de Nova York para SP às 21h45. Ainda não há informação sobre os voos de sábado.

Procurada pelo G1, a assessoria da Infraero disse que orienta os passageiros com viagens marcadas para os EUA a procurarem as companhias aéreas, que decidem se haverá cancelamentos. Para mais informações, a Infraero disponibiliza um guia de passageiros em seu site.

O site especializado flightaware.com indicou que pelo menos 2.933 voos saindo ou chegando aos EUA foram cancelados.

Tempestade
A forte nevasca poderá afetar o fornecimento de energia da região mais densamente povoada do país, anunciaram autoridades. As previsões do Serviço Nacional Meteorológico americano (NWS, na sigla em inglês) indicam que a tormenta afetará principalmente a região da Nova Inglaterra e também alcançará Nova York.

O NWS anunciou a queda de 30 a 60 centímetros de neve em diferentes lugares, do estado de Nova York ao Maine, além de rajadas de vento de entre 95 e 120 km/h.

 Nova York
A cidade de Nova York, onde a famosa Semana de Moda está sendo realizada com dezenas de desfiles e dezenas de milhares de participantes, ficará em estado de alerta a partir da manhã desta sexta até sábado à tarde.

Michael Bloomberg, prefeito de Nova York, para a qual foram anunciados de 25 a 35 cm de neve e fortes ventos, afirmou que a cidade está preparada para a tempestade. "Temos mais de 250 mil toneladas de sal (para derreter a neve), 350 máquinas limpa-neve e caminhões com sal prontos para entrar em ação, além de 1.800 caminhões de limpeza", disse.

Mesmo que a densamente povoada Nova York não esteja no epicentro da tormenta, haverá neve suficiente para causar grandes problemas nos transportes e os ventos serão suficientemente fortes para causar quedas de galhos e apagões esporádicos, advertiu o serviço meteorológico AccuWeather.

As saídas de alguns trens para o norte serão suspensas após o meio-dia na estação de Penn Station, em Manhattan.

Boston
Os prognósticos são particularmente severos para a cidade de Boston, que terá até 60 cm de altura de neve. "A tempestade deve chegar a sua intensidade máxima na madrugada de sábado ao leste de Cape Cod", indicou o serviço meteorológico.

O prefeito de Boston, Thomas Menino, ordenou o fechamento das escolas na cidade.

Ele pediu às empresas que deixassem seus funcionários ficar em casa. "Quero lembrar a todos que usem o senso comum e não permaneçam nas ruas de nossa cidade. Basicamente, fiquem em casa", disse Menino a jornalistas. "Fiquem dentro até amanhã (sexta-feira) após o meio-dia", aconselhou.

Deve nevar com mais força nos arredores de Boston, a região mais povoada da cidade, enquanto que localidades desde Hartford, em Connecticut, até Portland, no Maine, terão pelo menos 30 centímetros de neve.

Se a neve causar o congelamento de linhas elétricas, é provável que ocorram quedas no fornecimento, embora o fim de semana deva dar tempo aos esquadrões de reparação.

fonte/foto/G1

PASSAGENS AÉREAS DE ÚLTIMA HORA PARA O CARNAVAL CUSTA ATÉ SEIS VEZES MAIS

 Quem deixou para comprar passagens aéreas para o feriado de Carnaval na última hora se deu mal.

Os bilhetes para os principais destinos chegam a custar seis vezes mais do que em dias sem feriado, resultado da grande procura nesta época do ano e, principalmente, da falta de assentos ainda disponíveis para venda. 

Um voo da TAM entre os aeroportos de Congonhas e Florianópolis com ida amanhã e volta na quarta sai a R$ 2.389 em sites de reservas. Depois do Carnaval, o preço cai para R$ 381, sem taxas.
O fenômeno ocorre em todas as companhias aéreas. Na Gol, por exemplo, o trecho Congonhas-Salvador durante o Carnaval custa R$ 4.550; fora do feriado, R$ 994. 

A ponte aérea São Paulo-Rio é vendida a R$ 1.558 na Avianca, ante R$ 460 se o voo fosse na semana que vem, depois do feriado. 

Segundo TAM e Gol, consegue preços mais em conta quem se programa com ao menos três meses de antecedência. Não é o único fator: passagens fora de temporada e feriado (ou em dias de semana, ou à tarde) custam menos, afirmam. A Avianca não comentou. 

"Quando a demanda está baixa, a companhia aérea abaixa o preço. Quando está alta, como agora no Carnaval, aumenta. É assim em todo o mundo", diz Leonardo Marques, 33, fundador do site Melhores Destinos (www.melhoresdestinos.com.br ), que pesquisa preços mais baixos e bilhetes em promoção.
Ofertas em cima da hora, diz, só em horários e trechos menos atrativos. 

fonte/folhaSP

ACIDENTE COM ANTONOV AN-2 NA UCRÂNIA





Um biplano, Antonov 2, UR-54583, pousou em um terreno nevado durante um vôo entre o Aeroporto Internacional de Rivne Airport (RWN) e o Aeroporto de Poltava  (PLV), Ucrânia. As asas direita sofreram colapso e houve danos estruturais substanciais na fuselagem. O piloto ficou ferido.


fonte/ASN/foto/Mns.gov.ua

INVESTIGAÇÃO DE INCÊNDIO EM BATERIA DE BOEING 787 APONTA PARA CÉLULA

A agência americana de segurança aérea (NTSB, sigla em inglês) identificou como ocorreu o incêndio em uma bateria de um Boeing 787 Dreamliner no mês passado em Boston (Massachusets), mas ainda não descobriu a causa.

A presidente do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes, Deborah Hersman, explicou que o fogo ocorreu em uma  das 8 células na bateria de íons de lítio no dia 7 de janeiro de um 787 da companhia aérea japonesa no aeroporto de Logan, em Boston.

— A voltagem da bateria caiu bruscamente de 32 a 28 volts, o que gerou um curto-circuito e teve como consequência um incêndio, que se propagou para as outras células da bateria —  detalhou Hersman. 

O segundo incidente ocorreu quando uma bateria carbonizada causou um pouso de emergência no dia 16 de janeiro de um Boeing 787 da também japonesa All Nippon Airways, provocando uma paralisação das 50 aeronaves Dreamliner em circulação pelo mundo. 

A Administração Federal de Aviação (FAA) aprovou nesta quinta-feira o pedido da Boeing de realizar testes de voo com seus 787 Dreamliner como parte da investigação realizada pelo organismo sobre o incêndio em duas baterias nessas aeronaves. A Boeing já havia pedido na segunda-feira para fazer testes de voo para determinar as causas dos dois incidentes.

— Estes voos serão uma parte importante de nosso esforço para proteger a segurança dos passageiros e para podermos colocar a aeronave de volta em operação —  informou a FAA. Ainda assim, as investigações da NTSB prosseguem.

— Agora estamos trabalhando para identificar a causa do curto-circuito na sexta célula — indicou a agência em uma coletiva de imprensa para informar sobre os avanços na identificação das causas do incidente ocorrido em 7 de janeiro. — Até o momento, não chegamos a uma conclusão — acrescentou.

A NTSB descartou uma causa mecânica após apurar várias pistas como "a carga das células, a fabricação da bateria e seu desenho", explicou Hersman.  A presidente do organismo também culpou o processo de certificação da bateria, a cargo da estatal FAA, que concedeu autorização ao novo 787 como estando apto para voar. A certificação se baseou nas informações fornecidas pela Boeing e de outras fornecedoras de equipamentos, como a francesa Thales e a japonesa GS Yuasa.  Hersman insistiu no fato de que não é normal que tenham ocorrido "dois incidentes com emissão de fumaça a bordo do avião em duas semanas" e que os dados utilizados para certificar a bateria do 787 devem ser reconsiderados.

A Boeing estimou que a fumaça procedente de uma bateria ocorre menos de uma vez em 10 milhões de horas de voo, mas desta vez ocorreu duas vezes em menos de 100 mil horas de voo, acrescentou Hersman.

Um relatório detalhado sobre as duas linhas de investigação - sobre o incêndio e uma revisão da certificação e testagem da bateria - será divulgado no prazo de 30 dias, afirmou. Desde a paralisação da frota, a empresa americana suspendeu as entregas dos 787, uma aeronave pioneira pelo material leve utilizado em sua fabricação e por seus sistemas elétricos.

fonte/AFP/ZeroHora/foto/JijiPress
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...