sexta-feira, 14 de março de 2014

MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE SUSPENSÃO DE VOOS DA PASSAREDO POR ATRASAR SALÁRIOS



O Ministério Público do Trabalho (MPT) entrou com uma ação civil contra a Passaredo pedindo o pagamento integral de salários dos aeronautas (pilotos, copilotos e comissários) até o 5º dia útil de cada mês.

Se a empresa não cumprir esta obrigação, o MPT pede que as atividades aéreas da empresa sejam suspensas imediatamente. A justificativa é de que "o abalo psicológico dos trabalhadores aeronautas acarreta potencial risco de acidente aéreo".

O judiciário pode decidir que, em vez da suspensão, a empresa pague uma multa de R$ 5.000 por dia, multiplicada por trabalhador atingido.

A Passaredo não havia comentado a ação até a publicação desta reportagem.

A ação pede, ainda, indenização de R$ 230 mil por danos morais coletivos. O processo corre na 5ª Vara do Trabalho de Ribeirão Preto.

Atualmente, o salário dos empregados está sendo pago "aos poucos", geralmente dividido em três parcelas, após o 5º dia útil, limite estabelecido pela lei para estes pagamentos.

O caso teve início em dezembro de 2012, quando o MPT recebeu uma denúncia de inadimplência de salários e outras verbas trabalhistas. 

Em julho de 2013, após fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, a empresa regularizou o pagamento, com o parcelamento do 13º salário.

Contudo, o Sindicato Nacional dos Aeronautas apresentou nova demanda ao Ministério Público, relatando que a Passaredo convocou um grupo de 56 aeronautas para propor a suspensão dos contratos de trabalho mediante licença não remunerada de 180 dias. 

Além disso, segundo o sindicato, os trabalhadores passaram a ser avisados que entrariam de férias na véspera, sem o recebimento da verba referente ao período de descanso.

Com relação a essas supostas irregularidades, conforme o MPT, a Passaredo assinou um TAC (Termo de Ajuste de Conduta), comprometendo-se a encerrar a pressão pela licença não remunerada, a pagar o abono de férias até dois dias antes do início do período e a pagar as verbas rescisórias daqueles que tivessem seu contrato encerrado com a empresa.

Em seguida, o sindicato levou nova denúncia ao MPT, dessa vez relatando que o salário dos aeronautas estava sendo fracionado. 

O salário referente ao mês de dezembro, a ser pago até o 5º dia útil de janeiro de 2014, foi dividido em três parcelas: 50% foi pago no dia 08 de janeiro, 25% no dia 14 de janeiro e os demais 25% no dia 15 de janeiro. 

Isso também aconteceu com os salários referentes aos meses de janeiro e fevereiro de 2014, de acordo com o sindicato.

fonte/UOL

SUSTO NOS ESTADOS UNIDOS....




 Um Airbus A320-200 da US Airways matrícula N113UW,  realizando o voo US-1702, da Filadélfia, PA para Fort Lauderdale, Flórida (EUA) com 149 pessoas a bordo, saiu da pista ao tentar decolar.

 A aeronave estava acelerando para decolar da pista 27L, quando um dos pneus trem de pouso do nariz explodiu ocasionando a perda de direção e saída da pista.

A tripulação rejeitou a decolagem, e o Airbus parou fora da pista com o trem de nariz quebrado. O avião foi evacuado. Não houve feridos.

O aeroporto informou que não houve feridos, todos os passageiros foram levados de ônibus para o terminal.

fonte/AvHerald/foto/
Portman Travel)

BOEING DA MALAYSIA AIRLINES ENVIOU 'PULSOS' APÓS TER DESAPARECIDO, DIZEM FONTES

Satélites captaram fracos pulsos eletrônicos do voo 370 da Malaysia Airlines, depois que o Boeing 777 desapareceu no sábado, mas os sinais não dão nenhuma informação sobre o local para onde o jato estava se dirigindo, e menos ainda sobre o que aconteceu com ele, disseram nesta quinta-feira (13) duas fontes a par da investigação.

Mas os "silvos" indicam que os sistemas de solução de problemas de manutenção da aeronave estavam ligados e prontos para se comunicar com os satélites, o que mostra que o avião, com 239 pessoas a bordo, era pelo menos capaz de estabelecer comunicação depois que perdeu o contato com os controladores de tráfego aéreo da Malásia.

O sistema transmite os pulsos cerca de uma vez por hora, de acordo com as fontes, que disseram que cinco ou seis foram captados. No entanto, os silvos por si só não provam que o Boeing 777 estivesse no ar ou no solo, disseram as fontes.

Uma busca internacional está em curso sobre uma vasta área no Golfo da Tailândia, no Mar de Andaman e em ambos os lados da península de Malaia. Os Estados Unidos, que enviaram navios e aviões, disseram que a área de busca pode estar se expandindo para o Oceano Índico.

"É meu entendimento que, com base em novas informações, não necessariamente conclusivas, mas novas informações, uma nova área de pesquisa pode ser criada, no Oceano Índico", disse o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, a repórteres em Washington.

Autoridades de defesa dos EUA declararam posteriormente à Reuters que o destróier USS Kidd, da Marinha dos EUA, estava a caminho de Estreito de Malaca, a oeste da península da Malásia, para continuar a busca do jato, atendendo a um pedido do governo da Malásia. O Kidd estava rastreando as áreas ao sul do Golfo da Tailândia, com o destróier USS Pinckney.

Um funcionário da defesa dos EUA disse que uma aeronave P-3 Orion, da Marinha, já havia feito buscas no Estreito de Malaca.

As novas informações lançaram pouca luz sobre o mistério do desaparecimento do Boeing 777 - se houve uma falha técnica, um sequestro ou outro tipo de incidente a bordo depois de decolar de Kuala Lumpur a caminho de Pequim.

Embora os sistemas de solução de problemas estivessem funcionando, nenhuma conexão de dados foi aberta, porque as empresas envolvidas não tinham assinado esse tipo de serviço do operador de satélites, disseram as fontes.

A Boeing Co e a Rolls-Royce, que forneceu os motores Trent do avião, não quiseram comentar a informação.

fonte/G1

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...