Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 23, 2013

ATR SAI DA PISTA EM PAPU NOVA GUINÉ

Um  ATR-42 -300, da Air Niugini, matrícula P2- PXY,  realizando um vôo de carga de Madang a Tabubil ( Papua Nova Guiné) com 3 tripulantes , rejeitou a decolagem da pista 25, mas ultrapassou o final da pista e veio parar nas margens do rio Meiro Creek às de 09:00 L ( 23:00 Z 18 outubro ) . 
Todos três tripulantes conseguiram sair do avião através das portinholas do cockpit , um sofreu ferimentos leves , todos três tripulantes foram liberados do hospital. A aeronave recebeu danos substanciais .
O Ministro da Aviação Civil da Papua confirmou que o avião de prefixo P2-PXY se envolveu hoje um acidente ( 19 out ) no aeroporto de Madang afirmando que " essas aeronaves de carga ( registo de marca P2- pxy ) saiu da pista a oeste e veio parar nas margens do Meiro CREEK fora da extremidade da pista 25 ". 
A aeronave recebeu danos na asa direita e no motor devido a um incêndio . Uma equipe de investigação foi mandada ao local. O ministro agradeceu especialmente serviços de resgate …

TJDF MANDA GOL DEVOLVER EM DOBRO SEGURO VIAGEM A 4 MILHÕES DE CLIENTES

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou a Gol a devolução em dobro da cobrança indevida do "seguro de assistência de viagem" a mais de 4 milhões de clientes.
A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT), em 2011, porque o site da empresa já trazia opção da compra do seguro marcada, o que induzia os consumidores a erro. A decisão da 5ª Vara Cível de Brasília considera que a empresa "ofendeu direitos básicos dos consumidores ao induzir a compra do seguro de proteção individual denominado 'assistência viagem premiada'". Segundo o promotor Guilherme Fernandes, a ação pedia cerca de R$ 100 milhões em punições para a GOL: além do ressarcimento em dobro aos 4 milhões de clientes que compraram o seguro de R$ 3 sem querer (o que totaliza R$ 24 milhões), a ação pedia R$ 10 para cada cliente em danos morais (R$ 40 milhões) e a destinação de R$ 39 milhões para fundos de direitos coletivos de forma a evitar que ações …

AÉREAS DEVEM VER QUE NÃO FAZEM FAVOR AOS PASSAGEIROS, DIZ MINISTRO

O ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira franco, sugeriu que os serviços dos aeroportos é elitista e comparou o tratamento dos passageiros nos aeroportos e nas rodoviárias, segundo informações divulgadas pela assessoria de imprensa da SAC.
"Não tem cabimento ficar chamando passageiro ausente pelo sistema de alto-falante, você já viu isso em rodoviária, por acaso? Essa mudança cultural tem que ser promovida na operação do aeroporto", disse. Segundo as informações da assessoria da secretaria, Moreira Franco disse que “companhias aéreas e operadores aeroportuários precisam entender que não fazem favor aos passageiros”.
O minsitro da SAC reiterou que abusos nos preços de passagens aéreas durante a Copa do Mundo serão combatidos pelo governo, mas negou estabelecer um teto para o valor desses serviços. “Não vai ter ‘teto’. O Brasil já teve experiência com ‘tetos’ tarifários, e hoje as passagens aéreas são mais baratas do que na época dos ‘tetos’”, disse.