quarta-feira, 23 de outubro de 2013

AÉREAS DEVEM VER QUE NÃO FAZEM FAVOR AOS PASSAGEIROS, DIZ MINISTRO


O ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira franco, sugeriu que os serviços dos aeroportos é elitista e comparou o tratamento dos passageiros nos aeroportos e nas rodoviárias, segundo informações divulgadas pela assessoria de imprensa da SAC.

"Não tem cabimento ficar chamando passageiro ausente pelo sistema de alto-falante, você já viu isso em rodoviária, por acaso? Essa mudança cultural tem que ser promovida na operação do aeroporto", disse. Segundo as informações da assessoria da secretaria, Moreira Franco disse que “companhias aéreas e operadores aeroportuários precisam entender que não fazem favor aos passageiros”.

O minsitro da SAC reiterou que abusos nos preços de passagens aéreas durante a Copa do Mundo serão combatidos pelo governo, mas negou estabelecer um teto para o valor desses serviços. “Não vai ter ‘teto’. O Brasil já teve experiência com ‘tetos’ tarifários, e hoje as passagens aéreas são mais baratas do que na época dos ‘tetos’”, disse.

Ele lembrou que o governo criou uma comissão que acompanhará os preços cobrados no transporte de passageiros pelas companhias aéreas, e que esse grupo atuará no sentido de evitar que os consumidores sejam lesados sempre que forem detectados excessos.

Moreira Franco acrescentou que “hoje a aviação não é mais um modal da classe dominante e não só de passageiros. É um transporte coletivo de pessoas e também de cargas”. Ele apontou ainda que os aeródromos ainda trabalham, no trato dos viajantes, como diretrizes hierárquicas que comprometem o seu desempenho em termos de agilidade, o que só mudará quando forem revisadas.

Concessões
Moreira Franco disse ainda que as concessões dos aeroportos de Confins e Galeão serão concluídas antes do final do ano. Segundo ele, as obras de ampliação, modernização e reforma nos aeroportos concedidos têm prejudicado os serviços aos usuários, mas são problemas temporários e que serão finalizados em breve por estarem dentro do cronograma.

Segundo a agência Reuters, Moreira Franco também teria dito que a participação de 49% da  Infraero no consórcio dos aeroportos brasileiros concessionados à iniciativa privada é um peso para o Governo.

Ele afirmou, de acordo com a agência, que o Tesouro é obrigado a fazer aportes relativos à proporção da participação da Infraero no consórcio. Ao ser questionado quando uma eventual redução da participação da Infraero poderia acontecer, Moreira evitou comentários e disse apenas "que o futuro pertence a Deus".

Copa e dia a dia
O ministro também garantiu que os aeroportos nacionais funcionarão bem durante a Copa do Mundo, mas disse que se procupa com os serviços dos dia a dia dos aeroportos. "Não é que eu não me preocupe com a Copa do Mundo, mas estou preocupado mesmo é em melhorar o atendimento dos passageiros no dia a dia", disse da durante o Fórum de Infraestrutura organizado pela revista "Exame".

Por conta disso, o governo planeja tocar projetos voltados a aumentar o uso de aeronaves e aeroportos no transporte de cargas e otimizar os custos das operações, assim como estimular a aviação regional.

fonte/G1

Nenhum comentário:

EM HOMENAGEM AOS 48 ANOS DA EMBRAER, PILOTOS FAZEM VOO COM TRAÇADO EM FORMA DO LOGOTIPO DA EMPRESA NOS EUA

No aniversário de 48 anos da Embraer, pilotos que faziam um voo teste nos Estados Unidos fizeram uma homenagem traçando no céu a logom...