AZUL COBRA ATÉ R$ 300,00 A MAIS NAS PASSAGENS POR ÔNIBUS QUE ANUNCIA COMO "GRATUITO"

 Atenção.....é um caso de propaganda enganosa???? cabe ao PROCON e o Ministério Público investigar....


A Azul Linhas Aéreas iniciou suas operações em 2008 tendo como principal base um aeroporto até então pouco usado pela maioria dos passageiros: Viracopos, na cidade de Campinas. Para competir com as rivais que operam nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas  a empresa lançou um recurso interessante: ônibus rodoviários gratuitos, partindo de diversos pontos da capital paulista e região para Viracopos. A estratégia deu resultado e a Azul fez o mesmo em outra regiões. Hoje, a empresa oferece saída de oito pontos em São Paulo e de Blumenau, em Santa Catarina. 

Mas a comodidade, que é sempre anunciada como GRATUITO pela empresa, pode acabar pesando no bolso do passageiro. Comparando os trechos com e sem o ônibus, os valores mudam na maioria das rotas – sempre sendo mais caro para quem precisa serviço rodoviário. Fizemos várias simulações e o problema ocorreu em quase todas – dependendo do trecho escolhido, a tarifa sobe de R$ 10 a R$ 180, por um serviço que é anunciado como gratuito!


É o caso dos voos para Manaus. Selecionando a saída de Campinas, o menor preço de saída no dia 18 de fevereiro é R$ 559. Alterando para alguma saída com o ônibus, como Piracicaba ou Barra Funda, o valor do mesmo voo sobe para R$ 739. Na volta, o problema se repete: o trecho sem o ônibus custa R$ 489 e com o transporte rodoviário pula para R$ 609 no voo R$ 171. No resultado final, ida e volta saem R$ 1.086,69 para descer em Campinas e R$ 1.386,69 para usar os ônibus – uma diferença de exatamente R$ 300 nos mesmos voos! Antes de publicar esse post, refizemos o mesmo processo várias vezes para ter certeza.


A denúncia foi enviada ao Melhores Destinos pela leitora Juliana Plens, que descobriu o problema enquanto pesquisava passagens e ficou inconformada: “Como de costume, entrei no site da Azul para ver se conseguia uma passagem de Joinville ou Navegantes para Campinas e descobri uma coisa que não tinha notado: apesar de a Azul divulgar que o ônibus é gratuito, pode haver diferença no preço das passagens se você seleciona como destino as cidades atendidas pelo ônibus”.

A leitora fez questão de enviar as seguintes telas comprovando a mudança nos preços, que se confirmou em nossas pesquisas:

“A dica que fica: ao comprar passagens da Azul, não procurar por destino final, e sim por aeroporto. Admirava tanto a Azul, era muito fã da empresa. Com essa, fiquei decepcionada, me senti enganada”, lamentou Juliana.
O Melhores Destinos enviou a reclamação à Azul solicitando uma posição da companhia a respeito. A empresa informou, por meio de sua assessoria de Imprensa, que já está averiguando o caso e prometeu enviar um posicionamento ainda nesta semana. Esperamos que haja uma boa explicação e que a cobrança deixe de ocorrer, ou que a Azul aja com transparência e deixe de anunciar que os ônibus são gratuitos.
Entre no site da Azul e faça algumas simulações que você vai confirmar a diferença dos valores.

fonte/MelhoresDestinos

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas