Pular para o conteúdo principal

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PERDE OZÍLIO SILVA, UM DOS PIONEIROS DA EMBRAER


Ozilio Silva durante evento na Apve, em São José_Foto: Divulgação Ozilio Silva durante evento na Apve, em São José_Foto: Divulgação

  Será enterrado nesta quarta-feira o corpo do engenheiro aeronáutico Ozílio Carlos da Silva, que morreu na noite de segunda-feira, em São José dos Campos, de mal súbito.

Ele tinha 77 anos e estava em casa, acompanhado da mulher, Dagmar da Silva. Ozílio deixa três filhos e cinco netos.

O enterro está marcado para às 16h, no cemitério Horto São Dimas, no Jardim Ismênia, região leste de São José.

O engenheiro foi um dos fundadores da Embraer, ao lado do amigo e também engenheiro Ozires Silva, coronel da Aeronáutica e ex-presidente da Embraer, entre 1969 e 1986.

Ozílio sucedeu Ozires no comando da companhia, liderando a Embraer de 1986 a 1990.

Ele deixou a empresa após a crise que provocou a demissão de quase 4.000 funcionários, em outubro de 1990, a maior demissão em massa da Embraer. Ozílio sai em janeiro de 1991.
“Não tenho saudades. Fiquei traumatizado com o que aconteceu”, disse ele em 1999, por ocasião dos 30 anos de criação do Bandeirante.


Pioneiros.
O avião bimotor turboélice Bandeirante foi o primeiro a ser produzido na recém criada Embraer, em dezembro de 1969.

A aeronave havia sido desenvolvida no DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), em São José, por um grupo de engenheiros liderados por Ozires.

Ozílio estava entre eles e, como funcionário do IPD (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento) do (na época) CTA, ele participou de todo o desenvolvimento do avião.

A amizade entre Ozires e Ozílio, e a semelhança do nome deles, não raro levava as pessoas a acreditarem que eles eram irmãos, ou ao menos parentes próximos. Nada disso.

Conta Ozires: “Não somos parentes nem de longe. Mas a semelhança do nome foi o motivo de nos conhecermos, no ITA, na década de 1950”.
“Pedi uma ligação para a telefonista do ITA e quando ela me chamou para atender, ele ouviu e foi no meu lugar, porque a pronúncia do nome é parecida. Foi assim que nos conhecemos.”
 
Segundo Ozires, o colega era um engenheiro “brilhante, com grandes ideias e que contribuiu muito pelo sucesso da Embraer”.

Nesta terça-feira, durante o velório realizado na Urbam, até as 20h, mais de 100 pessoas passaram para se despedir do engenheiro.

“Ele foi uma grande pessoa, profissional e pai de família e vai deixar muitas saudades em todos nós”, disse o amigo Arnaldo Bueno Silva.

Para Dagmar Silva, mulher de Ozílio, o casamento de 52 anos com o engenheiro deixou frutos na família --são três filhos (duas mulheres e um homem) e cinco netos-- e nos amigos.

“Ozílio era um homem excepcional, um amigo, empreendedor e pai amoroso”, disse.

Embraer divulga nota de pesar
A morte de Ozílio Silva repercutiu entre empresários e companhias do setor aeronáutico, ramo em que ele trabalho por toda a vida. Depois de deixar a Embraer, em janeiro de 1991, Ozílio passou a prestar consultoria para empresas aéreas.

Ele foi um dos fundadores da Embraer, em 1969, e presidiu a companhia entre 1986 e 1990. Em nota, a fabricante lamentou a morte do ex-presidente. “A Embraer lamenta profundamente a perda do engenheiro Ozílio Silva, ocorrida ontem (segunda-feira). Ozílio foi um dos pioneiros da Embraer, tendo sido presidente da empresa no período de 1986 a 1990. Em nome de todos os seus empregados, a Embraer presta sua homenagem a este grande colaborador”, informou a companhia.

“O sonho de ver a Embraer voando foi de todos nós, e Ozílio era um dos mais entusiasmados”, disse Ozires Silva. 

Familiares farão homenagem
Parentes e amigos de Ozílio Silva prestarão as últimas homenagens ao engenheiro hoje, até as 16h, quando o corpo dele será enterrado no cemitério Horto São Dimas, na região leste de São José. O horário foi marcado para que o filho mais velho, que mora nos EUA, tivesse tempo de chegar e participar das homenagens. Ele deixa três filhos e cinco netos.


Nascimento Ozílio Carlos da Silva nasceu em Uberlândia (MG) em 1937 e veio para São José em 1957 para estudar no ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), formando-se em 1961

Avião
Ao lado de Ozires Silva, o engenheiro aeronáutico Ozílio Silva foi um dos pioneiros no desenvolvimento do Bandeirante, avião que impulsionou a criação da Embraer

Empresa
Ozílio Silva presidiu a Embraer entre 1986 e 1990, saindo após a crise que levou à demissão de quase 4.000 funcionários da empresa, em dezembro de 1990. Ele deixou a Embraer em janeiro de 1991.

fonte/OVale


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA