sexta-feira, 26 de abril de 2013

TAP JÁ USA AEROPORTO DE BEJA PARA SETACIONAR E FAZER MANUTENÇÃO

A TAP Manutenção e Engenharia começou hoje a usar o aeroporto de Beja para estacionar aviões de clientes seus e realizar intervenções de preservação ou manutenção, no âmbito de um acordo com a ANA - Aeroportos de Portugal.
As operações da TAP começaram hoje com um avião Airbus 330, de um cliente da transportadora aérea nacional, que aterrou às 10:45 e que deverá ficar entre "dois a três meses, no mínimo", estacionado no aeroporto de Beja, disse à agência Lusa o director da infra-estrutura aeroportuária alentejana, Pedro Beja Neves.

Durante aquele período, técnicos da TAP Manutenção e Engenharia, que tem um escritório e duas oficinas no aeroporto de Beja, vão realizar "trabalhos de preservação e, porventura, alguma manutenção de linha" do avião, explicou.

A ANA - Aeroportos de Portugal está "muito satisfeita" com o arranque das operações da TAP Manutenção e Engenharia no aeroporto de Beja, sobretudo com "uma aeronave tão importante", disse Pedro Beja Neves.

Trata-se de uma operação que a ANA "ansiava há muito tempo" e pela qual tem vindo "a lutar muito" e surge na sequência de um acordo assinado entre as duas empresas em setembro de 2011, frisou.

"Esperemos que tudo corra bem e que a TAP e os seus clientes procurem cada vez mais o aeroporto de Beja para estas soluções", disse, referindo que o segundo avião, no âmbito das operações da TAP, deverá chegar à infra-estrutura aeroportuária alentejana durante a primeira quinzena do próximo mês.

"É determinante para o desenvolvimento do aeroporto de Beja que estas operações [da TAP Manutenção e Engenharia] se mantenham e corram bem", frisou, referindo que a manutenção de aviões "é um negócio que interessa cativar" para o aeroporto de Beja.

A ANA está convicta de que a indústria aeronáutica "pode vir a ser um grande vetor de desenvolvimento" do aeroporto de Beja, sublinhou, referindo que o início das operações da TAP Manutenção e Engenharia "é a prova disso".

O acordo entre a ANA e a TAP inclui o aluguer, pela unidade de manutenção e engenharia da transportadora aérea nacional, de espaços para estacionar aviões no aeroporto de Beja, onde serão alvo de intervenções de preservação ou manutenção.

Segundo disse à Lusa fonte da TAP, o estacionamento dos aviões no aeroporto de Beja acontecerá sempre que não haja espaço disponível no complexo industrial da TAP na sua base operacional em Lisboa.

Os espaços irão "funcionar como áreas de apoio nas acções de manutenção de linha", ou seja, "similares às que são efectuadas em escala, à chegada e antes da partida dos voos", e nos trabalhos de preservação, "necessários sempre que uma aeronave esteja sujeita a uma imobilização prolongada", explicou a fonte.

"A falta de espaço é um fenómeno que ocorre em todos os aeroportos a nível mundial", disse Pedro Beja Neves, referindo que a ANA tem que "optimizar" a rede de aeroportos que tem em Portugal "na procura das melhores soluções" para os seus clientes e "é nesse âmbito que o aeroporto de Beja está a servir como palco" para operações da TAP Manutenção e Engenharia.

fonte/foto/ JornalDeNegocios

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...