Pular para o conteúdo principal

AMERICAN AIRLINES É CONDENADA POR HUMILHAR PASSAGEIRO DENTRO DE AVIÃO


A companhia aérea American Airlines foi condenada pela 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado ao pagamento de indenização para passageiro no valor de R$ 30 mil. O autor da ação, um homem não identificado, relatou que sofreu retaliações e foi humilhado por ter se levantado para ir até o banheiro.
Ele afirmou que estava voltando de uma viagem para Miami com a mulher e que, após o embarque, tiveram que permanecer por cerca de três horas dentro do avião sem poder levantar, sem alimentação e sem qualquer tipo de explicação a respeito do que estava acontecendo. Mas a série de agressões verbais e ofensas por parte da tripulações teriam surgido quando, devido a um problema de saúde, ele necessitou ir ao banheiro. O homem chegou a ser advertido por escrito que suas atitudes gerariam a expulsão da aeronave.
Após sete horas de espera, houve a confirmação do cancelamento do voo, e os passageiros teriam sido encaminhados a um hotel e recebido dois vouchers de alimentação, os quais não foram utilizados, pois o restaurante do hotel já estava fechado.
No dia seguinte, quando o casal conseguiu chegar ao aeroporto de Guarulhos, escala para o destino final em Porto Alegre, o autor verificou que sua mala havia sido extraviada. Eles tiveram de pernoitar em São Paulo, sem os objetos pessoais da mala, que só vieram a ser entregues no dia seguinte, na capital gaúcha.
Na Justiça, o autor requereu indenização pelos danos morais e materiais. Inicialmente, a companhia foi condenada ao pagamento de indenização no valor de R$ 4 mil, mas o casal recorreu da decisão e solicitou o aumento do valor, que chegou à quantia de R$ 30 mil.
De acordo com a desembargadora Ana Lúcia Carvalho Pinto Vieira Rebout, relatora do recurso no TJ, e que concedeu a elevação da multa, a defesa da empresa rebateu superficialmente as acusações do autor, buscando justificar a conduta dos tripulantes como necessidade de manutenção da boa ordem e disciplina a bordo.
— O contexto revelou o verdadeiro calvário vivido pelo apelante, com os desdobramentos que são da natureza do contexto relatado — estresse, indignação, sentimento de impotência, de revolta, de desamparo e outros tantos — completou a desembargadora.

fonte/ZH

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA