Pular para o conteúdo principal

BRASIL ESCOLHE CAÇA SUECO GRIPEN



Brasil escolhe caça sueco Gripen Copyright Saab AB/Divulgação
Foto: Copyright Saab AB / Divulgação
 
O caça de fabricação sueca Gripen, da Saab, é o escolhido para aparelhar a Força Aérea Brasileira. O anúncio oficial sobre a concorrência que já foi adiada por cerca de 10 anos foi feito nesta quarta-feira pelo ministro da Defesa, Celso Amorim. Além dos suecos, estavam na disputa caças da França, o Rafale, e dos Estados Unidos, o F-18. O custo total do negócio, que envolve 36 aeronaves, seria de US$ 4,5 bilhões.


Na Força Aérea, o Gripen sempre foi considerado favorito porque, apesar de ter muitos componentes dos EUA, é um projeto a ser desenvolvido em parceria conjunta com o Brasil. Na semana passada, de acordo com o que apurou a reportagem, a presidente Dilma Rousseff teria mandado recado para o presidente francês, François Hollande, que não desejava tratar deste assunto durante a visita porque estaria insatisfeita com questões na parceria para compra de equipamentos da Marinha.

Da mesma forma, Dilma está muito insatisfeita com os EUA por causa da espionagem sobre ela e empresas do governo. Este fato praticamente enterrou a parceria com os norte-americanos. Desta forma, sobrou o avião sueco.
— O que precisamos é de um caça, o mais rápido possível porque a partir de dezembro o nosso deixa de operar. Estamos muito felizes com a notícia — comemorou um brigadeiro, após ouvir a informação dada pela presidente.
fonte/AgEstadão/ZeroHORA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA