Pular para o conteúdo principal

ESTE FRANCÊS PODE TER FEITO UM AVIÃO VOAR ANTES DE SANTOS-DUMONT E DOS IRMÃO WRIGHT

Quer uma resposta direta? Provavelmente. Obviamente não é simples assim, porque nada é simples, especialmente quando se trata de encontrar um pioneiro. A Benz gosta de dizer que inventou o carro, mas já havia “carros” antes do Patent Motorwagen. Com a aviação a disputa é semelhante — especialmente no Brasil — mas acho que é seguro dizer que Feliz du Temple superou os Irmãos Wright e Santos Dumont por quase três décadas.

Primeiro é preciso definir “voo”. Du Temple parece ter atingido seu feito em 1874, com seu Monoplano movido a vapor. Os irmãos Wright ainda têm o recorde de primeiro voo sustentado controlado e motorizado, e Santos Dumont certamente foi o primeiro a decolar com os recursos próprios da máquina, recordes certamente importantes, mas isso não diminui o fato de que a maioria das pessoas leva em consideração apenas o trio americano e dá a eles crédito por tudo.

Nem mesmo os irmãos Wright reclamam seu pioneirismo. Em um discurso de 1901, Wilbur Wright referiu-se a um voo semi-acidental feito pelo avião a vapor de Hiram Maxim — e este foi apenas mais um dos pioneiros da aviação que o nacionalismo e o simplismo educacional apagaram da história.

É por isso que eu gostaria de relembrar estes pioneiros esquecidos, como Félix du Temple de la Croix. Seus coletas e a maioria dos historiadores o chama apenas de Félix du Temple, afinal quando você é um pioneiro da aviação, é melhor ter um nome curto para aliviar peso.

Felix-Du-Templexlarge

Du Temple era um capitão da Marinha francesa, e estava fazendo experimentos com aeronaves havia quatro anos, e produziu um modelo voador impulsionado por um motor de engrenagens em 1857. Este foi um dos primeiros (mas provavelmente não o primeiro) voos motorizados de veículos mais pesados que o ar que ninguém viu .

Ele construiu estes modelos em escala com seu irmão,e logo se interessou em fazer uma versão em tamanho real, para ser pilotada. O problema é que a maioria dos motores a vapor da época resultavam em relações peso / potência terríveis, e os primeiros motores de combustão interna de Lenoir não eram muito melhores.

Sendo um militar determinado, Félix não desistiu, e acabou projetando seu próprio motor a vapor, conforme conta este artigo da revista Flight:
Quando ele começou a fazer experimentos com a ajuda de seu irmão, M. Louis du Temple, a falta de um motor adequado tornou-se aparente. Primeiro eles tentaram usar motores com vapor em alta pressão, depois um motor de ar quente e finalmente construíram e patentearam em 1876 uma caldeira ultra-leve de apenas 20 kg/cv, o que parece ter sido o primeiro dos vários motores leves a vapor construídos desde então. Ele consistia de uma série de tubos muito finos, com menos de 3,2 mm de diâmetro interno, pelos quais a água circulava rapidamente e era transformada em vapor pelas chamas. 

Este motor de aproximadamente 6 cv foi a fundamental — era leve e potente o bastante para ser útil. A fuselagem do Monoplano foi projetada como um barco, com as armações de madeira cobertas por tecido. O resto da estrutura foi feita de alumínio, antecipando um futuro método de construção de aviões. O avião pesava apenas 72 kg! Havia um propulsor com hélices e asas planas. Havia também um leme vertical na traseira, abaixo da superfície plana, uma localização também inspirada no design naval.

Felix-Du-Templexlarge-1

A engenhoca resultante parece extravagante para nossos olhos modernos — como se fosse uma espécie de barco voador que se via em desenhos psicodélicos dos anos 1960. Mas o negócio funcionou.

Félix recrutou um soldado para testar e pilotar o negócio e conduziu vários testes com o Monoplano de 12 metros de envergadura, o qual, depois de usar uma rampa de lançamento para sair da inércia, conseguiu decolar com seus próprios meios e voar e/ou planar brevemente antes de aterrissar em segurança.

Os voos foram curtos e a aeronave era pouco controlável. É possível que o Monoplano tenha tentado realizar voos mais longos, mas é improvável que ele tenha sido sustentado ou controlado, que é exatamente o que os irmãos Wright e Santos Dumont conseguiram fazer.

Ainda assim, este parece ter sido o primeiro voo pilotado de uma máquina motorizada mais pesada que o ar, e certamente merece algum reconhecimento dos fãs destas máquinas voadoras maravilhosas.

fonte/foto/Jalopnik

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA