Pular para o conteúdo principal

BOEING DEVE ENTREGAR 1.180 AERONAVES NO BRASIL NOS PRÓXIMOS 20 ANOS



A presidente da Boeing Brasil, Donna Hrinak, que assumiu o cargo em novembro de 2014, concedeu uma entrevista coletiva durante o LAAD 2015, que acontece de 14 a 17 de abril no Riocentro, Rio de Janeiro. A principal representante no país da fabricante de aeronaves comerciais e de defesa, situada em Seattle, nos EUA, abordou os projetos e investimentos no Brasil, país que ajudou a Boeing a chegar a uma receita de US$ 90,8 bilhões em 2014.
A perspectiva de mercado da Boeing, calculada em 2014, prevê que as companhias aéreas da América Latina comprarão 2.950 aeronaves, avaliadas em US$ 300 bilhões de dólares, ao longo dos próximos 20 anos. Ao todo, 1.180 aeronaves, ou cerca de 40% delas, serão entregues ao mercado brasileiro. Em janeiro, a fabricante norte-americana já havia anunciado um lucro líquido de 19% e 723 aeronaves entregues no ano passado.
"Somos a maior empresa aeroespacial do mundo. Atualmente, posso dizer que 50,8% da nossa receita é internacional. E por que a América Latina é importante pra Boeing? Porque os países latino-americanos vão precisar de milhares de aviões nos próximos 20 anos. Ao todo, a América Latina precisará de quase três mil novas aeronaves, com 70% delas totalmente novas e 30% já usadas. Deste mercado, o Brasil possui 40% das futuras entregas de aeronaves comerciais", disse Donna Hrinak.
A presidente da Boeing Brasil ainda frisou a importância da abertura do primeiro escritório da fabricante na América Latina. "Já estamos a três anos no Brasil. Trata-se do nosso primeiro escritório da América latina. Olhamos para o Brasil como mais do que um simples mercado, um mercado que representa nossos clientes comerciais, nossos grandes centro de estudos, pesquisa, tecnologia e diversas parcerias", disse Donna.

fonte/SiteMercado&Eventos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA