quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

EMBRAER E SINDICATO DISCUTEM REDUÇÃO DE JORNADA EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

An Embraer 175, one of the newest and most suc...
 (Photo credit: Wikipedia)


Representantes da Embraer e do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos debatem hoje, no Ministério do Trabalho, em São Paulo, a jornada de trabalho na empresa, uma das mais altas do setor.

Segundo o sindicato, os cerca de 17 mil funcionários da companhia no Brasil trabalham 43 horas por semana.

A entidade defende a redução para 40 horas. A empresa é contra, alegando risco de queda na competitividade.

Após duas reuniões anteriores, em 2010 e em dezembro do ano passado, o Ministério do Trabalho pediu que a Embraer apresentasse hoje documentos para justificar a impossibilidade de reduzir a jornada.

Segundo Herbert Claros da Silva, vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, um estudo feito pela entidade, com apoio do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), mostrará a viabilidade econômica da redução.

“Defendemos a redução na jornada sem corte nos salários. É bom para a economia, a empresa e os funcionários.”

O sindicalista estima que a redução da jornada possa gerar cerca de 1.300 empregos diretos na Embraer.

Silva informou que o sindicato está disposto a aceitar um acordo para reduzir a jornada, mesmo que gradualmente.

“Aceitaremos uma proposta de escalonar essa redução, mas a Embraer tem se recusado a negociar a redução.”

Outro lado.
A Embraer confirmou a participação no encontro na capital, mas não comentou o assunto.


fonte/OVale
Enhanced by Zemanta

Nenhum comentário:

EM HOMENAGEM AOS 48 ANOS DA EMBRAER, PILOTOS FAZEM VOO COM TRAÇADO EM FORMA DO LOGOTIPO DA EMPRESA NOS EUA

No aniversário de 48 anos da Embraer, pilotos que faziam um voo teste nos Estados Unidos fizeram uma homenagem traçando no céu a logom...