Pular para o conteúdo principal

CARGA HORÁRIA DOS PILOTOS DA EMIRATES SOB SUSPEITA


O regulador para o setor da aviação dos Emiratos Árabes Unidos está a investigar denúncias de antigos e atuais pilotos, sobre alegadas horas de voo não comunicadas na companhia estatal Emirates, o que poderia indiciar excessos de carga horária diária, de acordo com o Wall Street Journal. As novas regras de segurança no cockpit colocam um desafio para a Emirates, a maior companhia aérea do mundo em tráfego internacional.

Ismail Al Balooshi, diretor de segurança na aviação na Autoridade Geral para a Aviação Civil, o regulador do setor nos Emiratos Árabes Unidos, afirmou numa entrevista ao jornal norte-americano, que está a investigar alegadas faltas de reporte de horas de voos dos pilotos, cujos limites foram criados para proteger a sua saúde e a segurança dos voos. A actividade da companhia aérea Emirates está a ser monitorizada de perto e não surgiram queixas significativas sobre segurança, incluindo denúncias anônimas, acrescentou o mesmo responsável.

Em resposta, a Emirates emitiu um comunicado, onde afirma que não compromete a segurança e cumpre totalmente as diretivas do regulador, e que dispõe de procedimentos “pró-activos” para a gestão de fadiga. A companhia reconhece a existência de descontentamento entre os seus mais de 3.700 pilotos, atribuído a uma “minoria vocal”, a quem apela para entrar em contacto com a administração, através de um fórum aberto aos comentários dos pilotos.

fonte/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA