segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

VISITA DE HOLLANDE COLOCA FX-2 NA PAUTA


Linha de produção do Rafale. Foto: Divulgação Linha de produção do Rafale. Foto: Divulgação


Adormecido no Palácio do Planalto, o programa F-X2, para a renovação da frota de caças da FAB (Força Aérea Brasileira), deve voltar à agenda da presidente Dilma Rousseff (PT) esta semana, durante a visita do presidente da França, François Hollande.

O mandatário francês chega ao Brasil na próxima quinta-feira. Na comitiva, altos executivos da Dassault, que lidera o consórcio Rafale, o caça que os franceses querem vender para a FAB.


O Rafale, que chegou a ser anunciado pelo ex-presidente Lula como o vencedor da concorrência para a compra das aeronaves, disputa com o F-18 Hornet, da norte-americana Boeing, e com o sueco Gripen NG, da Saab.


No entanto, a presidente Dilma chamou para ela a decisão sobre o desfecho do programa, mas não estipulou data para isso.


O F-X2 pode representar um contrato de cerca de R$ 10 bilhões para o fornecimento de 36 caças de última geração, além de fornecimento de componentes, treinamento e manutenção de pessoal.


Uma das exigências do governo é a transferência de tecnologia dos caças para a indústria nacional, no caso, a Embraer foi indicada como receptora dos conhecimentos.


As três concorrentes inclusive divulgaram interesse em participar do programa do KC-390, cargueiro militar da FAB em desenvolvimento pela Embraer, além de parcerias com fornecedoras nacionais da cadeia aeronáutica.


Este mês, a FAB aposenta a sua frota de Mirages. Restaram os caças F-5 como os mais “modernos” da Força.


SAIBA MAIS
Caça
A visita do presidente da França, François Hollande, ao Brasil, deve trazer à tona novamente o programa F-X2

Chegada
Hollande chega ao país na próxima quinta-feira para visita de dois dias

Programa

O F-X2, programa para a renovação da frota de caças da Força Aérea Brasileira está sob a responsabilidade direta da presidente Dilma Rousseff.


fonte/Ovale

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...