MIG INDIANOS CONTINUAM NO CÉU







MiG-29, caça, avião, aviação, Força Aérea

RIA Novosti

Na Rússia começou a modernização de caças MiG-29 para a Força Aérea indiana. As seis primeiras máquinas serão atualizadas na usina Sokol, em Nizhni Novgorod. Depois disso, outros 63 MiG-29 serão submetidos a uma modernização, já por empresas indianas.

Os MiG-29 adquiridos no final dos anos 80 – início dos anos 90 operarão na Força Aérea da Índia pelo menos até o final da próxima década.
Herança soviética
As negociações sobre o fornecimento dos mais modernos na altura caças MiG-29 para a Força Aérea da Índia tiveram lugar em meados dos anos 80. Em 1986-1995, a Índia recebeu um total de 80 caças. A liderança militar indiana dava uma grande importância a este negócio. Eles tinham que equilibrar a aquisição pelo Paquistão de aviões F-16A aos Estados Unidos.
No entanto, no final dos anos 90, o MiG-29 foi ofuscado pelo ambicioso programa de fornecimento de Su-30. Estas máquinas multiuso pesadas hoje tornaram-se a base do poder de ataque da Força Aérea indiana. Os MiG, no entanto, continuaram a servir. Entretanto, o contrato para o fornecimento de MiG-29KUB, segundo se acredita, deu um impulso ao programa de modernização dos MiG-29 para a Força Aérea indiana. Por esta altura, quatro das máquinas fornecidas haviam se perdido em acidentes de aviação. Várias outras foram retiradas de serviço por desgaste. Foi decidido atualizar as restantes.
A modernização dos caças MiG-29 indianos até a versão MiG-29UPG está sendo realizada nos termos de um contrato que foi assinado em 2009. O montante do contrato é de 900 milhões de dólares. Do lado russo, o programa envolve a corporação MiG. Graças à modernização, a Força Aérea indiana espera prolongar o prazo de serviço dos aviões de combate até 40 anos. Os MiG devem receber novos equipamentos de bordo radioeletrônicos e sistemas de radar Zhuk-M.
Foi relatado anteriormente que, segundo o acordo com a Índia, na Rússia devem ser atualizados os primeiros dez aviões. Uma das outras condições do programa é que deve ser garantida a compatibilidade dos novos equipamentos de bordo dos aviões com os caças MiG-29K/KUB baseados em porta-aviões, que a Índia recebe no âmbito do acordo de modernização do porta-aviões Vikramaditya. O primeiro voo do MiG-29UPG atualizado teve lugar em fevereiro de 2011.

A nova face do MiG
O objetivo principal da criação da modificação MiG-29UPG é trazer esses aviões para o nível correspondente às características dos MiG-29K e MiG-29KUB que estão atualmente sendo fornecidos à Marinha indiana. As modificações básicas de MiG-29 são projetadas exclusivamente para ganhar superioridade aérea, enquanto as modernizadas serão capazes de atacar navios e alvos terrestres – tanto fixos, como em movimento – a qualquer hora do dia e em quaisquer condições meteorológicas.
O avião ganha a capacidade de usar armas guiadas ar-terra. Além disso, aumenta a capacidade de combustível e instalam-se equipamentos para reabastecimento no ar. Isso permite aumentar o alcance do MiG-29 até aos 1.000-1.500 quilômetros.
O novo equipamento permitirá usar os MiG-29 em conjunto com as máquinas da empresa Sukhoi, já existentes na Índia, aumentando assim a eficácia da Força Aérea em geral.
Algumas fontes têm questionado a necessidade do programa MiG-29UPG. Eles apontam para os planos de fornecimento de 126 caças Rafale à Força Aérea indiana. No entanto, as previsíveis dificuldades em desenvolver a montagem sob licença do Rafale, bem como na sua aplicação, fazem com que a Índia preste muita atenção à manutenção das capacidades de combate das máquinas recebidas nos anos 80 e 90, incluindo os MiG-29 e os Mirage-2000.

fonte/VozDaRussia
Enhanced by Zemanta

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas