Pular para o conteúdo principal

SEGUNDO DIA (11 fev) DE CAOS NO AEROPORTO DE SANTIAGO (SCEL), CHILE

Como no domingo, os usuários viram os seus voos atrasarem ​​até 14 horas. Sernac recebeu 25 reclamações contra a Lan.

Terminal excedeu em mais de 50% da sua capacidade anual.
"Meu vôo era às 10h30, as 8:30 eu estava fazendo o check-in, mas quando cheguei ao local, o avião foi embora ", diz Fontes Ronney venezuelanos (36). Ele teve que esperar 14 horas para ser transferida para outro voo, às 20h00 embarcou para Puerto Montt. Ele foi uma das centenas de passageiros que embarcam e tiveram problemas ontem, no aeroporto internacional de Santiago Arturo Merino Benitez, uma situação que se repetiu na segunda-feira. 
Filas imensas, overbooking, atrasos no serviço e adiamento de passagens causaram desconforto para os usuários.

O chileno Ezequiel Muñoz (46) vive há 30 anos em São Paulo. Após 12 anos, ele voltou com a esposa para passear. Ele deveria voltar ao Brasil no voo das 13:15, em um avião da LAN, mas quando ele chegou às 11h30 para embarcar disseram que seu vôo já estava fechado.

"Eu pedi muitas vezes para aqueles que trabalham aqui no aeroporto e zombavam de mim", disse ele. Ele acrescentou que a companhia aérea não deu respostas concretas nem ofereceram qualquer compensação para os maus momentos. "Eu respondi agressivamente. A única coisa que me foi oferecido foi o de me cobrar 800 dólares para embarcar hoje. Como vou pagar se eu tenho a minha passagem? ", disse.

Dia do PicoDe acordo com a Lan, neste verão o fluxo de passageiros aumentou 20% de janeiro e fevereiro de 2012. Ou seja, 16.000 pessoas que viajam diariamente somente nesta companhia aérea, com uma média de 12 partidas por hora em horários de pico. A magnitude do fluxo poderia gerar maior tempo de espera. Mas ontem esta média aumentou ainda mais. Lan estima que 19 mil pessoas viajaram.A companhia aérea informou
que um plano foi preparado para reforçar as equipas entre dezembro e fevereiro para o aumento estimado de passageiros neste verão.

O ministro dos Transportes, Pedro Pablo Errazuriz, disse que tanto as companhias aéreas e a concessionária tem responsabilidade, e que "não estavampreparados para o número de passageiros."Através de um comunicado, a concessionária SCL Aeroporto de Santiago, disse que "teve toda a infraestrutura e todos os seus recursos humanos no serviço das companhias aéreas", e eles são os responsáveis ​​de usar adequadamente as instalações disponíveis e têm pessoal suficiente para funcionar.

Segundo Juan José Ossa, diretor do Sernac, enquanto a Lei do Consumidor diz que a empresa deverá fornece passagens aéreas em razão de overbocking e a empresa embarca  um passageiro, que se apresentou em tempo e com bilhete confirmado anteriormente - é necessário, dar ao passageiro o dinheiro de volta ou reembarca-lo no primeiro voo disponível aceito por ele ".Até o ontemàs 17:00 horas, haviam recebido 25 queixas contra a Lan.

"O aeroporto tem uma capacidade anual de nove milhões de passageiros, mas já estamos com 14 milhões. As medidas podem ser aplicadas, mas você não pode fazer milagres ", disse o ministro , Lucas Palacios.Na Associação Chilena de Empresas Aéreas (Achila) disse que os atrasos "são um resultado direto do déficit de infra-estrutura" e que não pode ser atribuída a nenhuma empresa específica.Eles acrescentaram que o colapso não está relacionado com os níveis de sobrevenda uma vez que "este verão a venda está inferior aos anos anteriores e o no Chile o crescimento  estão bem abaixo da média mundial", destacaram.

fonte/TodaLaAviacion

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA