Pular para o conteúdo principal

PENTÁGONO CITA EFEITO DEVASTADOR POR CORTE ORÇAMENTÁRIO DE US 46 BILHÕES

O Pentágono terá que colocar centenas de milhares de funcionários em licença não remunerada, cortar manutenção de navios e aeronaves e reduzir o treinamento de pessoal se cortes de orçamento de US$ 46 bi entrarem em vigor dentro de duas semanas, disse nesta terça-feira o vice-secretário de Defesa, Ashton Carter.
Carter, testemunhando perante o Comitê de Serviços Armados do Senado, pediu ao Congresso para atrasar os cortes automáticos de gastos, afirmando que são "eventos devastadores".
"No curto prazo, essas reduções criariam uma crise imediata [nas Forças Armadas]", disse Carter.
O corte automático das despesas do governo norte-americano é uma herança do impasse em 2011 entre o presidente Barack Obama e os republicanos sobre elevar o teto da dívida do país.
Os republicanos, insatisfeitos com o déficit orçamentário do país, queriam combinar qualquer aumento no limite de empréstimos com cortes nos gastos do governo.
Segundo Carter, se os cortes no orçamento do Pentágono entrarem em vigor em 1º de março, o departamento terá que colocar a maioria de seus 800 mil funcionários civis em licença sem vencimento por um dia por semana durante 22 semanas, um movimento que poderia gerar economia de US$ 4 bi a US$ 5 bi.
Além disso, o Pentágono teria que restringir o treinamento do Exército e de manutenção das unidades que não estão programadas para implantar no Afeganistão, uma medida que deixaria cerca de dois terços das unidades da ativa operando em prontidão reduzida.
A Força Aérea teria suas horas de voo reduzidas de forma acentuada até o fim do ano fiscal e a Marinha teria que diminuir as operações com navios.
"Globalmente, essas ações irão afetar seriamente os programas [em curso]", disse Carter. 

fonte/FolhaSP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA