segunda-feira, 15 de outubro de 2012

APÓS 36 HORAS, AVIÃO QUEBRADO EM PISTA DE VIRACOPOS CANCELA 338 VOOS



O fechamento do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), para pousos e decolagens desde 20h de sábado (13) resultou no cancelamento de 338 voos até as 8h desta segunda-feira (15), de acordo com balanço divulgado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). A única pista de Viracopos segue fechada para todas as operações por causa de problemas no trem de pouso de uma aeronave de carga na aterrissagem, que ficou parada no local. A estatal informou que todo o efetivo do terminal trabalha na remoção do avião para a retomada dos voos.

Os trabalhos para a retirada do cargueiro começaram na noite de domingo (14) e, segundo a assessoria da Infraero, o retorno das operações só será liberado após a limpeza e a manutenção na pista, já que a explosão do pneus provocou uma fissura no asfalto. Os passageiros de voos que tinham partidas previstas de Viracopos na manhã desta segunda estão sendo levados de ônibus pelas companhias aéreas para os terminais de Congonhas, em São Paulo (SP), e de Guarulhos (SP).

Funcionários das empresas estão os orientando sobre as opções para seguirem viagem. No fim de semana, a série de cancelamentos de voos deixou os clientes das aéreas irritados pelas longas filas e falta de informação das companhias. Passageiros chegaram a esperar seis horas para saber que não poderiam embarcar. Quem não seguiu de ônibus para a Grande São Paulo, recebeu hospedagem, de acordo com informações das companhias. Nesta segunda-feira, a situação é tranquila nas filas de check-in.

A Azul, que responde por 85% dos voos de passageiros em Viracopos, decidiu cancelar todos os voos até as 11 horas desta segunda-feira. Até às 22h deste domingo, os cancelamentos da companhia somavam 209. "As vendas dos voos de e para Campinas continuam suspensas, com o intuito de facilitar a reacomodação dos clientes prejudicados pelos voos cancelados", informa a companhia, em nota divulgada no fim da noite de domingo.

Uma equipe da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) foi enviada para o aeroporto para fiscalizar o serviço prestado aos passageiros prejudicados. Para a remoção do avião, da Centurion Cargo, foi preciso solicitar equipamentos da capital paulista, devido à complexidade da operação.
 
Concessão de Viracopos
Atualmente, o aeroporto está em transição para a iniciativa privada. O projeto de ampliação foi apresentado pela concessionária que venceu o leilão em setembro e anunciou a intenção de antecipar a construção da segunda pista de pouso, inicialmente prevista para 2018.

O processo de transição da operação do aeroporto da Empresa Brasileira de Infraero para a iniciativa privada foi iniciado em 13 de agosto e está dividida em três etapas. Até meados de novembro a operação segue sob responsabilidade da Infraero, mas é assistida pela equipe da concessionária, que está se familiarizando com todos os processos.
 Posteriormente, a concessionária assume a operação de Viracopos, com a supervisão da Infraero, por um prazo de 90 dias. Em fevereiro de 2013, a responsabilidade da operação de Viracopos passa a ser exclusiva da iniciativa privada.

fonte/Terra/foto/RicardoCustódio

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...