Pular para o conteúdo principal

MOTOR DE A330-200 DA AEROLÍNEAS ARGENTINAS EXPLODE NO AEROPORTO JFK EM NOVA YORK


Um avião Airbus A330-200 da companhia Aerolíneas Argentinas, matrícula LV-FNJ, sofreu uma explosão num motor, quando estava pronto para descolar de Nova Iorque/JFK para Buenos Aires, capital da Argentina, voo AR1301, informam as agências noticiosas internacionais.

O incidente ocorreu na noite da quinta-feira, tendo a companhia aérea confirmado a ocorrência já na madrugada da sexta-feira, dia 10 de fevereiro.

Steve Coleman, porta-voz da Aerolíneas Argentinas, disse que “os pilotos informaram a ocorrência de um pequeno fogo antes da descolagem, mas que quando os bombeiros chegaram junto do avião, não notarem evidência de incêndio”.

Contudo a autoridade aeroportuária confirmou a existência de um alerta dos pilotos sobre um incêndio num motor e adiantou que o voo foi cancelado, tendo a aeronave voltado à porta de embarque, e todos os ocupantes desembarcaram sem quaisquer danos pessoais.

Este incidente, o segundo conhecido com um motor de A330-200 da companhia Aerolíneas Argentinas nos últimos meses (*****leia notícia abaixo), ocorre num dia em que a movimentação de aeronaves no Aeroporto de Nova Iorque/JFK estava sujeita a restrições devido ao temporal que se fazia sentir com grande queda de neve.

O voo AR1301 tinha hora de partida para meio da tarde, mas devido a esses constrangimentos, a saída foi adiada para depois das 22 horas.

Uma imagem divulgada no Twitter, bastante desfocada e com fraca qualidade, foi publicada pelo jornal argentino ‘La Nación’ como sendo do momento da suposta explosão no motor da aeronave.

fonte/foto/NewsAvia

********Um avião Airbus A330-200 das Aerolíneas Argentinas retornou na noite de quinta-feira, dia 27 de outubro, ao Aeroporto de Buenos Aires/Ezeiza, devido a uma avaria grave no motor do lado direito da aeronave quando estava subir no início de um voo para o Aeroporto de Nova Iorque/JFK, uma ligação que demora mais de 10h00.
A companhia num comunicado distribuído na manhã desta sexta-feira, dia 28 de outubro, refere que se registou uma avaria num dos motores que começou a perder potência, pelo que o comandante decidiu retornar ao aeroporto de partida. Os cerca de 300 passageiros foram depois colocados num outro avião que seguiu viagem para a cidade norte-americana, onde aterrou pelas 14h30 locais desta sexta-feira, com cerca de cinco horas de atraso.
Segundo os jornais argentinos e outros relatos dos passageiros nas redes sociais, ouviram-se três explosões poucos minutos após a descolagem e os passageiros que seguiam no lado da janela próximo da asa puderam até filmar duas das três explosões que se registaram na turbina com libertação de rastos de fogo.
O comandante optou imediatamente por regressar ao aeroporto, onde aterrou sem problemas, depois de desligar o motor e cerca de 16 minutos após de ter descolado (tinha partido pelas 23h58 locais).
No Aeroporto Internacional de Buenos Aires/Ezeiza, o principal da capital argentina, foram tomadas todas as providências para um pouso de emergência, que, felizmente, decorreu sem quaisquer incidentes.
O avião está entregue aos serviços de manutenção da companhia, não tendo sido revelados outros pormenores sobre o incidente. Sem colocar de parte uma eventual avaria técnica, funcionários do aeroporto colocam a hipótese de ter havido uma colisão com uma ave, dado que as explosões foram sentidas a cerca de 500 metros do solo, e a ave pode ter sido sugada pelo motor da aeronave.
fonte/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA