Pular para o conteúdo principal

TRABALHADORES REJEITAM PDV E JÁ AMEAÇAM GREVE NA EMBRAER

 
Funcionários da Embraer rejeitaram ontem, em assembleia realizada em São José, o PDV (Plano de Demissões Voluntárias) que foi anunciado pela companhia e ameaçaram entrar em greve se houver desligamentos.

A empresa abrirá na próxima terça-feira o prazo para a adesão ao primeiro PDV da era privatizada da Embraer, estatal até 1994. O prazo vai até 14 de setembro. A meta é economizar cerca de R$ 650 milhões anuais com as medidas para cortar custos.

Ontem, um "plano de lutas" foi aprovado, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, durante a assembleia, que teria reunido 8.000 trabalhadores dos setores de produção e administrativo. Com o ato, a entrada do primeiro turno atrasou duas horas.

O sindicato pede um "imediato cancelamento" do PDV e declarou que, do contrário, a palavra de ordem será "demitiu, parou".

Categoria. Como alternativa, o sindicato da categoria propõe que a companhia pare o processo de transferência de parte da produção para os EUA e que os acionistas "arquem com a multa de US$ 200 milhões referente ao caso de corrupção".
No balanço financeiro do segundo trimestre de 2016, a companhia fez uma provisão de perda de aproximadamente US$ 200 milhões (cerca de R$ 650 milhões), em razão de acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, que apura supostas violações da empresa à lei anticorrupção norte-americana.

"A Embraer quer que os trabalhadores paguem pelos erros e irresponsabilidades cometidos por ela própria. Não pagaremos esta conta", disse ontem o vice-presidente do sindicato, Herbert Claros. "Vamos lutar contra as demissões e levar esta mobilização não só para as fábricas da Embraer, mas para todos os metalúrgicos do Estado".

Empresa. A Embraer descarta voltar atrás e informou que o PDV acontece depois de conversas com a categoria. O sindicato afirma que a Embraer foi beneficiada pelo governo e deixou de pagar R$ 1,1 bilhão em impostos de 2013 a 2015 em razão de desoneração da folha de pagamento -- era parte do Plano Brasil Maior, de incentivo à geração de empregos.

Companhia diz que a ação é necessária

A Embraer informou que o PDV foi detalhado para aos empregados ontem "após algumas rodadas de conversa com os diversos sindicatos representativos". A companhia reforçou o caráter voluntário do programa.

A empresa disse ainda que a iniciativa "é parte de uma série de medidas de redução de custos para superar o cenário desafiador enfrentado hoje pela indústria global aeroespacial e de defesa". E disse que a deso-neração da folha de pagamento "contribuiu para que a empresa pudesse ter mantido, ao longo dos últimos anos, os atuais níveis de emprego".

A respeito da transferência de produção para os EUA, a Embraer disse que isso "permitiu que a companhia estivesse mais próxima dos principais clientes e mercados" e que a expansão ajudou a companhia a ampliar vendas e manter o nível de produção. 

fonte/foto/OVale

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA