Pular para o conteúdo principal

GREVE NO "HANDLING" MARACADA PARA DIA 4 VAI AFETAR AEROPORTOS EM PORTUGAL



Greve no 'handling' marcada para dia 4 vai afectar aeroportos nacionais
O SITAVA - Sindicato dos Trabalhadores e da Aviação, marcou para o próximo dia 4 várias acções de contestação ao processo de despedimentos coletivos que a Portway, empresa do grupo ANA, decidiu accionar há mais de um mês a 256 trabalhadores.

Segundo um comunicado do SITAVA, será cumprida uma greve dos trabalhadores da Portway entre as cinco horas e as 17 horas do próximo dia 4 de Maio.

Também para a Groundforce/SPdH está marcada uma greve para o mesmo dia, para o período entre as 10 horas e as 15 horas.

Estas duas paralisações deverão provocar vários constrangimentos no serviço de bagagens do aeroportos de Lisboa e dos restantes aeroportos nacionais geridos pela ANA, controlada pelo grupo francês Vinci.

O SITAVA agendou também para esta próxima quarta-feira uma concentração de trabalhadores destas duas empresas, nas chegadas do aeroporto da Portela, assim como uma marcha entre esse terminal e o terminal 2 (voos domésticos) do aeroporto de Lisboa. 

No passado dia 30 de Março, os representantes do SITAVA tiveram uma reunião com a Comissão Parlamentar de Trabalho e Segurança Social para alertar os deputados para as eventuais consequências do processo de despedimento colectivo decidido pela Portway.

O SITAVA reclama irregularidades no processo e pede a intervenção, não só da Assembleia da República e do Governo, mas também da ANAC, entidade reguladora do setor da aviação em Portugal, e da ACT - Autoridade para as Condições do Trabalho.

fonte/foto/JN.pt

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA