Pular para o conteúdo principal

BOEING DA FLYDUBAI CAI NA RÚSSIA

Flydubai B737-800 A6-FDD 900pxi

Um Boeing 737-800 da companhia de baixo custo FlyDubai caiu na madrugada deste sábado, dia 19 de março, quando tentava uma segunda aterragem (pouso) no Aeroporto de Rostov-on-Don, no sudoeste da Rússia. Morreram todos os 62 ocupantes do aparelho, que tinha cinco anos e dois meses de serviço. Fez o primeiro voo em Outubro de 2010 e começou a voar na companhia do Dubai em janeiro de 2011.
Segundo as primeiras notícias conhecidas o acidente terá ocorrido pelas 03h50 locais, quando o avião fazia uma segunda tentativa para pousar, numa ocasião em que se registavam ventos fortes na área do aeroporto e a visibilidade era muito má, devido ao intenso nevoeiro. O METAR do aeroporto indicava uma visibilidade de 1.000 metros sobre a pista, chuva forte e rajadas de vento com velocidades máximas de 49 nós (cerca de 90 quilómetros). O Aeroporto de Rostov-on-Don fica situado a cerca de 115 quilómetros da fronteira com a Ucrânia. A bordo seguiriam 55 pessoas, entre passageiros e tripulantes.

O avião, matrícula A6-FDN, saído da fábrica há cinco anos, fazia o voo FZ981, que tinha descolado do Aeroporto Internacional do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, pelas 22h38 locais de sexta-feira. A hora estimada para chegar ao aeroporto russo estava fixada nas 03h49 locais deste sábado (22h40 UTC de sexta-feira, dia 18 de março).

O Ministério para as Situações de Emergência da Rússia, em declarações ao canal de televisão ‘Al Jazeere’, admitiu que todos os 62 ocupantes (55 passageiros e sete tripulantes) terão morrido no acidente. Fontes do controlo aéreo da Rússia citadas pela agência noticiosa TASS referiram que na ocasião em que o avião tentava a segunda aterragem a visibilidade sobre a pista estava entre os 50 e os 100 metros. A aeronave terá tocado terra, a cerca de 20 metros fora do aeroporto, incendiando-se de seguida. Cerca de 400 bombeiros e socorristas e 40 máquinas deslocaram-se para o local do acidente informou o governo russo.
É o primeiro acidente grave da companhia árabe, desde a sua fundação há seis anos.

A FlyDubai, fundada em 2009, opera uma frota de 50 aviões Boeing 737-800 com uma idade média de 3,4 anos. É uma das mais modernas companhias aéreas do Médio Oriente e tem se distinguido pela sua prestação de serviço, com aviões novos e e bastante funcionais. A FlyDubai, que utiliza a marca comercial ‘flydubai’, tem sede e base operacional principal no Aeroporto Internacional do Dubai (DXB). Também opera com base no Aeroporto Internacional Al Maktoum (DWC), o último a ser construído no Dubai, para aliviar o intenso movimento do principal aeroporto do país, onde a Emirates – a maior companhia mundial em aviões de longo curso – tem também a sua base operacional.

A FlyDubai tinha completado com sucesso o seu processo de filiação na IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) no início do corrente mês de março. A admissão da companhia de baixo custo do Dubai foi anunciada após mais uma auditoria IOSA (IATA Operational Safety Audit), terminada com sucesso, e que é um dos principais pré-requisitos para a adesão à organização internacional.

fonte/foto/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA