terça-feira, 10 de novembro de 2015

MOTOR PRATT & WHITNEY DO EMBRAER E-JETS E2 INICIA PROGRAMA DE ENSAIOS

Untitled

O motor PW1900G PurePower Geared Turbofan (GTF), da Pratt & Whitney, que vai equipar os jactos E190-E2 e E195-E2, completou com sucesso o primeiro voo, iniciando assim o programa de ensaios de voo do motor. O modelo do motor PW1900G, que foi montado no Centro de Motores da Pratt & Whitney’s em Middletown, Connecticut, voou no avião de ensaios 747SP, no campo de voo de testes da empresa, em Mirabel, na província de Quebec, no Canadá. A Pratt & Whitney é uma empresa da United Technologies Corp.

“O início da campanha de ensaios em voo do motor é um marco importante para nós, no momento em estamos a fazer a segunda geração do E-Jets do conceito à realidade”, disse Paulo Cesar Silva, presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial. “A adição de motores PurePower nas nossas aeronaves de desempenho comprovado e com uma cabine premiada oferece uma proposta de valor atraente para nossos clientes”, acrescentou.

“Estamos muito animados por fazer parte do programa E-Jets E2, da Embraer, providenciando os benefícios do motor Geared Turbofan, líder da indústria, que inclui reduções significativas de ruído, emissões e consumo de combustível”, disse Greg Gernhardt, presidente da Pratt & Whitney Commercial Engines. “Este é um momento histórico para nós, em que começamos o programa de ensaios em voo para o nosso quarto cliente do PurePower.” A família de motores PurePower já completou mais de 23 mil horas de testes e 40 mil ciclos.

O programa E-Jets E2 é um dos dois em que a Pratt & Whitney trabalha juntamente com a Embraer. A Pratt & Whitney é parte do consórcio que também fornece o motor V2500-E5 para a Embraer KC-390, que está em campanha de certificação. A Pratt & Whitney é ainda a responsável pelo sistema de potência auxiliar para o programa dos E-Jets E2.

fonte/foto/NewsAvia

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...