Pular para o conteúdo principal

PRIMEIRO VOO DO PILATUS PC-24

1-voo--Pilatus-24

O Pilatus PC-24 efectuou o seu voo inaugural, no dia 11 de Maio, a partir do aeroporto de Buochs,  na Suíça, perante 1800 colaboradores da empresa, todos os que, directa ou indirectamente estão envolvidos no projecto. O protótipo P01, matrícula HB-VXA sobrevoou o centro da Suíça (de Altdorf a Brünig, via Engelberg) durante 55 minutos, tendo o voo decorrido sem problemas e rigorosamente como planeado. De acordo com o construtor, o PC-24 apresenta uma performance excepcional e este primeiro voo constituiu uma oportunidade para demonstrar as suas credenciais: o jacto bimotor deslocou da pista 07, ligeiramente abaixo dos 600 metros e subiu a aproximadamente 10.000 pés (3000 m) em cerca de três minutos, altitude em que os pilotos completaram uma série de testes de voo.

1-voo--Pilatus-24-2

Ao longo de todo o voo, o PC-24 foi acompanhado e monitorizado por um PC-21. Como é normal nos voos inaugurais, o trem de aterragem do PC-24 não foi recolhido. Doze engenheiros de voo acompanharam o voo em terra, recebendo um stream em tempo real de dados de voo do PC-24. A bordo os pilotos de teste Paul Mulcahy e Recto Aeschlimann afirmaram que o PC-24 voou de acordo com o esperado. “Um verdadeiro avião Pilatus”, exclamaram via rádio, a partir do cockpit.

1-voo--Pilatus-24-Alpes

Um total de três protótipos serão construídos e utilizados para completar um programa rigoroso de testes de 2300 horas, nos próximos dois anos. A certificação e as primeiras entregas deverão realizar-se em 2017. No salão EBACE, em Maio de 2014, a Pilatus recebeu ordens de compra para 84 aparelhos, no espaço de 36 horas.

1-voo--Pilatus-24-3


fonte/foto/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA