Pular para o conteúdo principal

DESASTRE DO VOO MH17 - TRABALHOS DE BUSCAS TERMINARAM NA UCRÂNIA

#MH17 Boeing 777-200 Malasia Airlines Ucrânia 3

Investigadores internacionais e holandeses concluíram na quinta-feira, dia 30 de Abril, a recolha de restos humanos e de destroços no local onde caiu o avião Boeing 777-200 da Malaysia Airlines, abatido por um míssil no leste da Ucrânia em 17 de Julho de 2014.

A queda do voo MH17, que viajava entre Amesterdão (Holanda) e Kuala Lumpur (capital da Malásia), verificou-se quando sobrevoava uma região rebelde do leste da Ucrânia provocou a morte de todos os 298 passageiros e tripulantes, na maioria holandeses.
“Fizemos o humanamente possível” no processo de recuperação, disse numa conferência de imprensa em Haia o chefe da missão, Pieter-Jaap Aalbersberg.
No sábado, dia 2 de Maio, deve chegar à Holanda um último voo com sete caixões que transportam restos humanos.
“Muitas” partes de corpos foram recuperadas nas duas últimas semanas durante buscas perto de Petropavlivka, cerca de dez quilómetros a oeste de Grabove, onde se concentravam a maioria dos destroços do aparelho, precisou Aalbersberg.
Foram ainda recuperados “muitos objetos pessoais como relógios, passaportes… e outros documentos de grande valor para as famílias das vítimas”, acrescentou.
No entanto, não excluiu que possam ser encontrados novos despojos “nos próximos dias”.
Kiev e o ocidente acusam os separatistas pró-russos de terem disparado um míssil terra-ar ‘BUK’, fornecido por Moscovo. A Rússia negou as acusações a atribuiu a responsabilidade ao Governo da Ucrânia.
A Holanda foi encarregada de liderar a investigação sobre as causas do acidente e a identificação das vítimas. O relatório final sobre as causas do desastre deverá estar concluído em Outubro deste ano.
fonte/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA